A conexão com a rede wi-fi da sua casa vive caindo? A velocidade da rede é tão baixa, que leva uma eternidade para baixar uma simples imagem ou arquivos de músicas? Tem dificuldade em assistir streaming de vídeos? Bom, aqui vão as dicas mais importantes para turbinar sua rede sem fio (WLAN) e fazer com que o sinal wi-fi chegue a todos os cantos da sua casa.

Temos um vídeo que explica do básico até as questões mais avançadas para resolver esse problema. Vamos mergulhar de cabeça nisso.

 

Descubra a melhor posição possível para o roteador

Já parou para se perguntar por que o seu sinal da sua rede sem fio é mais forte em alguns quartos e mais fraco em outros? Não é apenas uma questão de distância entre o roteador e PCs ou laptops. Há alguns obstáculos que podem bloquear o sinal - como paredes, portas, móveis, equipamentos elétricos e tomadas - e, assim, prejudicar a sua conexão.

Em muitos casos, somente o reposicionamento do roteador ou dos PCs conectados já pode aumentar significativamente a potência do seu sinal wi-fi. Infelizmente, o método de tentativa e erro pode demorar um pouco até se alcançar o resultado desejado. Para encontrar o local perfeito, a melhor coisa é criar um mapa da cobertura da rede dentro da sua casa. O Heatmapper, software gratuito para Windows, pode fazer isso por você.

Analisando os hotspots do Heatmapper
Clique aqui
para baixar o Heatmapper. (Ele é gratuito. Você só precisa se registrar para usar a ferramenta).

Após a instalação, o programa solicita uma planta da sua casa. Não se preocupe se não tiver uma. Você pode criá-la. Basta andar por seu apartamento ou casa com um laptop em sua mão e o Heatmapper em funcionamento. À medida em que caminha (lentamente!) por todas as áreas da casa, clique com o botão esquerdo o tanto quanto puder.

Quando terminar, clique com o botão direito no aplicativo e você terá o seu mapa de sinal wi-fi. Geralmente roteadores funcionam melhor quando têm algum espaço para “respirar”. Então, não o posicione diretamente no chão ou próximo a uma parede espessa. A melhor posição é no centro (provavelmente no corredor) do seu imóvel, com poucos objetos (de preferência nenhum) bloqueando o sinal.

Use os drivers e firmwares mais recentes

É raro encontrar firmwares de roteadores ou drivers para adaptadores de rede que funcionam perfeitamente bem desde o início. A maioria dos drivers e firmware “V1” para equipamento de rede que usei era ruim e apresentava todos os tipos de problemas: conexões lentas, quedas de sinal, falta de recursos e outras coisinhas mais. Então, a primeira coisa que sempre faço quando tenho um novo dispositivo de rede é procurar por atualizações de drivers. Em todo caso, é preciso descobrir que tipo de adaptador wi-fi você tem. Basta dar uma olhadinha nas especificações do seu PC ou no Gerenciador de Dispositivos do seu Windows.

 Gerenciador de Dispositivos

Por exemplo, o adaptador sem fio dos meus PCs para jogos é um Intel Dual Band Wireless-AC 7260. Em uma busca rápida na internet, descubro que a Intel lançou, há poucas semanas, uma atualização de drivers que pode corrigir muitos problemas:

Atualização de driver wi-fi

Depois disso, é hora de atualizar o firmware do seu roteador: Felizmente, essa atualização se tornou um pouco mais fácil no decorrer dos últimos anos. Basta abrir a página de configuração do firmware em seu navegador (veja abaixo) e localizar a página “Atualização de firmware”.

Atualização do firmware do roteador

Claro que você pode precisar daqueles drivers. Aqui vai alguns links para drivers de marcas famosas de roteadores:

O jeito mais fácil de garantir que seus drivers estão em boa forma é usando um programa automático. O AVG Driver Updater escaneia regularmente seu computador para encontrar problemas com drivers. Assim, busca e instala automaticamente os drivers mais apropriados para você.


AVG Driver Updater Free Scan

 

Atualize o hardware do seu wi-fi

Se estiver usando o padrão 802.11g (ou mesmo b/a), as tarefas que exigem mais largura de banda, como streaming de vídeo, inicialização de aplicativos remotos ou operações de cópia de arquivo, podem ficar muito lentas. Todos os três padrões de rede fornecem uma largura de banda relativamente baixa.

Velocidades teóricas

802.11 (1997) 2 MBps
802.11a (1999) 54 MBps (curto alcance, alto custo - mais usado em empresas)
802.11b (1999) 11 MBps (mais lento, mas com melhor alcance)
802.11.g (2002) 54 MBps (sinal de longo alcance)
802.11n (2006) 300 MBps (opera por diversos canais e frequências)
802.11ac (2012) 1 GBps (opera por diversos canais e frequências)
802.11ax 11 GBps (ainda em desenvolvimento)


Como você pode ver, o 802.11ac é o caminho a seguir hoje em dia, com o 802.11ax surgindo na esquina, com os primeiros aparelhos já disponíveis em 2019. Para atingir o desempenho máximo possível hoje mesmo, você precisa se certificar que todos os dispositivos usam pelo menos o 802.11n ou, melhor, o padrão ac. 

Em geral, o 802.11ac é no mínimo duas vezes mais rápido que seu predecessor “n”. Ao menos na teoria, ele pode alcançar uma velocidades de até 1.000 Mbp/s. Se sofrer com largura de banda de rede baixa, certifique-se de escolher um roteador e adaptadores wi-fi que suportem pelo menos a especificação 802.11n. Se você comprou um PC ou laptop nos últimos anos, provavelmente ele tem um adaptador de rede 802.11ac. Para verificar isso, inicie o Gerenciador de dispositivos...

Seção de adaptadores de rede com adaptador de rede Broadcom 802.11n destacado

... ou procure na folha de especificações do seu hardware, por exemplo:

Folha de especificações de hardware - seção de LAN sem fio
se seu adaptador não suporta o padrão 802.11n ou ac, mas o seu roteador sim, obviamente ele vai usar os modos mais lentos N, G, B ou A. Então, tenha certeza de que todas as partes da sua rede sem fio sejam compatível com “n”.

O que procurar na hora de comprar um roteador compatível com o 802.11ac:

Quando procurar por adaptador ou roteador compatível com esse padrão, você deveria considerar os seguintes pontos:

1. Escolha um adaptador USB dedicado

Mesmo que seu laptop ou desktop tenha um adaptador 802.11ac integrado que esteja conectado a um roteador 802.11n completo, talvez você queira um adaptador sem fio USB dedicado (externo). Sei que parece ridículo, mas em minha experiência muitos adaptadores wi-fi externos têm um desempenho superior aos dispositivos integrados.

Por exemplo, quando comprei meu roteador Linksys WRT610N, percebi resultados contraditórios, com a velocidade oscilando entre 100 e 170 Mbps, quando o limite teórico desse equipamento é de 300 Mbps. Mantive a calma e fui comprar o adaptador WUSB600N USB sem fio, que, de acordo com a fabricante Linksys, “funcionaria melhor” com meu roteador. E isso fez uma grande diferença. A força do sinal não mudou, mas a velocidade aumentou significativamente. Essa é uma captura de tela do meu laptop usando tanto o chip wi-fi embutido quanto o adaptador USB externo para se conectar ao roteador:

Captura de tela do adaptador wi-fi embutido e do USB dedicado


O medidor de velocidade máxima foi de 130 Mbps para 300 Mbps. Esse aumento permitiu que eu assistisse streaming de vídeos de 1080p com definição total em todo o meu apartamento, sem congelamentos ou atrasos de qualquer tipo.

2. Use equipamentos da mesma marca

Além de usar dispositivos wi-fi externos dedicados, também recomendo a escolha de um roteador e um adaptador produzidos pela mesma fabricante. Agora, isso não significa que um roteador Linksys não funcionaria com um adaptador de rede Broadcom ou D-Link. Mas conforme minha experiência, você obtém o melhor desempenho do seu equipamento se utilizar aparelhos da mesma marca. (Sei que é exatamente isso que os fabricantes querem, mas ainda assim, é o que eu faria).

3. Use uma antena externa para seu roteador.

Você pode aumentar significativamente sua conexão wi-fi se substituir a antena ou adicionar outra antena externa. Este guia e este aqui irão te ajudar a fazer isso.

Mude o canal do wi-fi

Todos os roteadores modernos são capazes de se comunicar com seu PC ou laptop em diversos canais diferentes. No entanto, se o equipamento wi-fi dos seus vizinhos se comunicar no mesmo canal, a velocidade e confiabilidade da sua rede poderão sofrer. O Windows oferece uma solução integrada, que permite ver em quais canais todas as redes wi-fi vizinhas se comunicam. Funciona assim:

Passo 1 - Inicie a linha de comando. Para isso, clique em Iniciar, acesse “Todos os Programas e Acessórios” e, depois, em Prompt de comando.

Passo 2 - Digite o seguinte comando: netsh wlan show all

janela de comando


Passo 3
- Você verá uma grande lista de redes sem fio em sua área. Percorra a lista e procure a entrada que diz “Canal”. Das sete redes exibidas em minha captura de tela, quatro usam o canal 6 para enviar dados, duas usam o canal 5 e uma usa o canal 13.

Por isso eu escolheria um canal mais baixo ou algum entre 6 e 13.

Resultado do comando - lista de entradas

Para alterar o canal, você precisa usar a página de configuração do roteador.

Para acessá-la, geralmente você precisa inserir seu endereço de IP no navegador (verifique o manual para ver qual endereço deve ser digitado). Por exemplo, poderia ser “http://192.168.1.1”. Acesse-o e insira o nome e senha do usuário especificados na configuração ou as credenciais padrão, caso nunca tenha especificado nome do usuário e senha (o que é potencialmente perigoso).

Encontre as configurações de canal da rede sem fio No meu roteador, elas ficam sob a guia “Rede sem fios”, na categoria “Configurações Básicas da Rede sem Fio”:

Guia da Rede Sem Fio - categoria de configurações básicas da rede sem fio

Escolha o canal que não está sendo usado (ou que é pouco usado) em sua área. No meu apartamento, por exemplo, escolhi o canal 10. Reconecte todos os seus dispositivos e veja se sua velocidade melhora e se seus problemas de confiabilidade foram resolvidos.

Configure um repetidor de rede sem fio

Se seu apartamento ou casa tem paredes espessas ou é tão grande que seu roteador não consegue transmitir um sinal forte de uma extremidade a outra, provavelmente é melhor comprar um repetidor wireless.

Roteador

Eles se parecem muito com um roteador. Eles capturam os sinais wi-fi e retransmitem com força renovada. O repetidor se conecta com seu roteador sem fio como um cliente normal, recebendo um endereço de IP através do DHCP, assim como acontece com um laptop ou PC normal.

  • Posição: sugiro seguir a primeira dica deste guia e, assim, localizar as áreas com sinal fraco. Coloque o repetidor perto de um desses pontos. Mas certifique-se de que ele esteja numa área de sinal forte e que possa captar pelo menos 80% do sinal do seu roteador principal.
  • Hardware: ao escolher um repetidor, não fique confuso com os diferentes nomes. Algumas empresas chamam seus repetidores de “extensores de alcance”, enquanto outros chamam de “expansores de wi-fi” ou alguma coisa desse tipo. Todos eles são a mesma coisa. Simplesmente certifique-se de escolher um que retransmita o seu sinal 802,211n ou AC. E confira se ele é compatível com o roteador.
  • Configuração: cada fabricante tem procedimentos diferentes de configuração. Em geral, tudo o que você precisa é seu nome de rede e senha.

Dica: Verifique os recursos para obter uma visão geral dos extensores. Ou veja esse guia abrangente sobre como usar seu roteador como um repetidor sem fio universal.

Otimize as configurações da sua rede wi-fi

Há muitas configurações complicadas em seu roteador que podem ajudar a otimizar o sinal em sua casa. Infelizmente, os fabricantes tendem a oferecer opções com nomes diferentes, portanto vamos dar algumas dicas que explicam o que e onde procurar. Também é preciso verificar os valores padrão de algumas configurações.

  • Modo sem fio de 5 Ghz: se seu roteador e adaptador tiver um modo de 5 Ghz, recomendo usá-lo no lugar do 2,4 Ghz, que é mais comum. Conhecido como “banda dupla”, esses dispositivos podem fornecer uma melhor taxa de transferência quando o modo de 5 Ghz é ativado.

O mais importante é a taxa de transferência

Para ativar uma conexão de 5 GHz, acesse a página de configuração do seu roteador (normalmente mostrada no dispositivo) e encontre as configurações wireless. Caso veja uma opção para a conexão de 5 Ghz, ative-a.

  • Limite de RTS: RTS significa Request to send (pedido para enviar, em tradução livre). A função essencialmente pede permissão para que laptops e smartphones enviem o próximo pacote de dados. Quanto menor o limite, mais estável é sua rede wi-fi, desde que ela peça para enviar os pacotes com mais frequência.

    Se você não tem problemas com a sua rede wi-fi, certifique-se que o limite de RTS está configurado na permissão máxima. Para fazer isso, vá até a configuração do seu roteador e tente encontrar o valor do limite RTS nas configurações sem fio. Defina-a como 2347.

    Se tiver problemas com sua wi-fi (quedas, necessidade de reiniciar, etc.), experimente reduzir esse valor.

O mais importante é a taxa de transferência

  • Limite de fragmentação: Esse valor é usado par definir o tamanho máximo de um pacote que pode ser enviado. Pacotes menores melhoram a confiabilidade, mas reduzem o desempenho. A não ser que você esteja enfrentando problemas com uma rede não confiável, não é recomendado reduzir o limite de fragmentação. Certifique-se de defini-la para as configurações padrão (geralmente, 2346).
  • Ativar configurações de multimídia/jogos: alguns adaptadores sem fio podem ser configurados para uso regular ou para multimídia/jogos. Se estiver fazendo streaming de vídeo ou jogando, ativar esse segundo modo garantirá que os pacotes de rede para esses arquivos serão priorizados. Assim, quando estiver assistindo a um arquivo de vídeo por meio da sua rede, esse vídeo será priorizado.

Gerencie o tráfego

Estabeleça referências e diagnostique sua rede wi-fi

Essa dica não é, por si, uma técnica de otimização, mas é uma jeito excelente de verificar se nossas dicas impactam positivamente sua rede. Há muitas ferramentas que mostram o tempo de resposta, taxa de transferência e desempenho do streaming em sua configuração sem fio. As que recomendamos a você são a LanSpeed Lite, Lanbech e Netress.

image002

Normalmente você precisa digitar o endereço de IP (ou os nomes da rede) de dois computadores para rodar os testes. 

Substitua sua antena!

Algumas fabricantes de roteador vendem antenas externas que são muito mais fortes do que a antena integrada ao roteador. Se seu final for fraco em alguns lugares (e todas as nossas outras dicas fracassaram), então você precisa verificar se seu fabricante vende antenas omnidirecionais ou direcionais.

  • Omnidirecional: envia um sinal em todas as direções. Como padrão, a maioria das antenas é omnidirecional, mas elas não são iguais em termos de potência, por isso, certifique-se de obter uma maior com alto ganho.

Leve-me ao seu líder

  • Antena direcional: esse tipo de antena envia um forte sinal em uma determinada direção, em vez de espalhá-lo em todas as direções, o que deve melhorar o desempenho na área alvo. É como apontar uma lanterna em uma certa direção no lugar de usar uma luminária de teto comum.

Para conectar uma nova antena, você geralmente precisa de um conector SMA ou MMCX. Para mais informações sobre antenas sem fio, recomendo o artigo de BinaryWolf, publicado no site Do-It-Yourself Wireless Antenna Update (Atualização do faça você mesmo uma antena sem fio, em tradução livre). Você encontrará excelentes guias e recomendações de hardware que o ajudarão a escolher a melhor antena e a fazer a configuração correta.

E isso é tudo. Essas dicas e truques devem melhorar o desempenho e a experiência da sua rede wi-fi.

AVG Driver Updater Free Scan

 

AVG Driver Updater Escaneamento Grátis