What_is_Streaming_and_How_Does_it_Work-Hero

Já se foi o tempo em que era preciso esperar horas para baixar algumas músicas. Com o surgimento de plataformas de música como Apple Music, Pandora e Spotify, além dos sites de programas de TV e filmes, como Netflix, HBO GO, Hulu e Disney+, o streaming está mais comum do que nunca. Mas como isso funciona de fato? Há algum ponto negativo nisso (spoiler: sim)? Continue sua leitura para descobrir como streamings funcionam, o que requer cuidado e quais inovações devem chegar ao mercado em breve.

Este artigo contém:

    Como funciona um streaming?

    Streamings proporcionam a conveniência máxima no que diz respeito a consumo de mídia: é só apertar um botão que sua música, seu programa de TV ou seu filme comece a ser exibido imediatamente! Mas como isso funciona?

    Streaming é uma forma de enviar e receber dados (como áudio e vídeo), em um fluxo contínuo dentro de uma rede. Isso permite que arquivos de reprodução de mídia comecem a ser executados enquanto o resto dos dados ainda está sendo enviado. Por exemplo, assim que seu computador ou smartphone recebe a primeira parte de um filme, já é possível começar a assisti-lo. Na medida em que o vídeo continua a ser exibido, o restante dos dados vai sendo transmitido.

    Desde que você tenha uma conexão de internet confiável, seu dispositivo pode exibir um filme completo sem problemas ou interrupções. Sempre que você usa serviços musicais, como Spotify ou Apple Music, ou plataformas de vídeo, como o YouTube ou Netflix, ou alguns tipos de jogos e aplicativos, você está vendo o streaming em ação.

    Para que empresas possam oferecer conteúdo por streaming, elas precisam de servidores ou plataformas em nuvem para armazenamento. Grandes empresas, como a Netflix, contam com redes de entrega de conteúdo que guardam os conteúdos mais acessados em cache e próximos ao local em que serão assistidos. Isso reduz custos de latência e de largura de banda.

    No papel de consumidor de conteúdo streaming, você precisa de uma internet confiável e com boa velocidade. Ela precisa ter, no mínimo, 2 Mbps (megabits por segundo) para oferecer uma boa experiência de streaming, o que significa um vídeo e/ou áudio executados sem atrasos ou com uma boa qualidade. Enquanto você faz o streaming de um conteúdo, os dados são entregues a um buffer, que armazena os segundos ou minutos seguintes da música ou vídeo em execução. Caso sua conexão seja muito lenta, você verá pausas constantes enquanto seu dispositivo trabalha nesse armazenamento de dados. E se você quer assistir em alta definição ou 4K, é preciso uma conexão ainda mais rápida, de pelo menos 5 Mbps.

    AVG-SIGNAL-What_is_Streaming_Illustration

    Qual a diferença entre streaming e download?

    Veja que streaming e download não são a mesma coisa. Quando você baixa uma música ou um filme, o respectivo arquivo é salvo no seu disco rígido. Na maioria dos casos, só dá para assistir ou ouvir o arquivo depois que o download for finalizado. Além disso, depois que se tem o arquivo, ele ocupa espaço no disco. Para quem tem muitas mídias pesadas, como filmes em alta definição, todo o espaço disponível em disco é consumido rapidamente. Em contraste, um streaming executa o arquivo de mídia sem baixá-lo, assim ele não consome o espaço precioso do seu hardware.

    Quais tipos de conteúdo são compatíveis com streaming?

    Hoje, há uma grande variedade de conteúdo que pode ser consumido via streaming. Músicas e vídeos são as formas mais tradicionais, mas há outras opções disponíveis, incluindo jogos, aplicativos e até mesmo eventos ao vivo.

    Música e outros áudios

    O streaming de áudio, incluindo tanto música quanto podcasts, está cada vez mais comum. Essa tecnologia permite que você toque milhares de gravações de diferentes artistas sem ter que baixar um único arquivo sequer. Serviços como Apple, Spotify e Pandora oferecem milhões de faixas para streaming com o simples toque de um botão. Algumas dessas empresas, como a Pandora, permitem que o usuário selecione um gênero musical ou estado de espírito para fazer a curadoria da playlist. Já o Spotify toca exatamente o que o usuário seleciona, embora esta plataforma também conte com playlists. A Apple Music oferece uma mistura entre as duas opções.

    Podcasts podem ser consumidos por streaming ou serem baixados para se ouvir mais tarde. Eles estão disponíveis em serviços como o iTunes e o Stitcher. Você também pode fazer o streaming dos seus próprios arquivos de som para outros dispositivos da sua casa, como enviar os arquivos do seu smartphone para que sejam tocados nos seus alto-falantes via Bluetooth.

    Vídeo

    Vídeo foi o primeiro caso de sucesso de streaming em massa, começando com serviços como o YouTube. Nessa modalidade, ao invés de baixar arquivos de multimídia pesados, o streaming de vídeo envolve a compressão dos dados em um pequeno pacote para que seja enviado aos dispositivos dos usuários, onde são descomprimidos e exibidos. Durante uma sessão de streaming, é feito o “buffer” constante do vídeo. Assim, enquanto o usuário assiste a um pacote de dados, o próximo deve estar em processo de descompressão para que o filme ou programa de TV possa ser assistido do começo ao fim sem pausas.

    Alguns dos serviços de streaming mais famosos de hoje são o YouTube (ainda!), Netflix, Amazon Prime, Hulu, Google Play e o mais novo integrante dessa cena: o Disney+.

    O streaming de vídeo economiza tempo e evita muitos problemas. Ao invés de baixar arquivos pesados que poderiam ocupar muito espaço no dispositivo, o usuário pode assistir o que bem quiser sem ter que salvar nada.

    Mesmo assim, problemas podem surgir caso você tente fazer o streaming de um conteúdo no exterior. Muitos sites são bloqueados geograficamente, o que significa que eles restringem determinados conteúdos a certas áreas. Assim, quando você quiser acessar seu conteúdo favorito durante uma viagem, terá que usar uma VPN (rede privada virtual). Uma VPN criptografa sua conexão e permite que você esconda seu endereço IP, podendo escolher a localização virtual do seu dispositivo. Isso permite que você apareça como se estivesse em um país diferente, desviando com sucesso de bloqueios geográficos. Está com viagem marcada? Então baixe o AVG Secure VPN para criptografar sua conexão em qualquer parte do mundo.

    Jogos e aplicativos

    Jogos por streaming (ou jogos em nuvem) funcionam de uma forma semelhante ao streaming de áudio e vídeo. Eles economizam espaço e diminuem a necessidade de processamento de dados no seu dispositivo, já que os arquivos são carregados no servidor de jogos da empresa: tudo o que você precisa fazer é se conectar à internet. Ao jogar dessa forma, você está basicamente enviando comandos a um computador mais potente. Essa máquina os executa e faz o streaming dos resultados para o seu dispositivo. Foi só recentemente que as conexões de internet ficaram rápidas o bastante para tornar esse processo funcional em tempo real.

    Agora, a Apple já conta com alguns jogos que incluem somente as funcionalidades indispensáveis no download. Assim, a empresa faz o streaming de novas fases ou outro conteúdo conforme a necessidades dos usuários. Isso é feito por um processo chamado “recursos sob demanda”. De forma similar, o Google Stadia é um novo serviço de jogos por streaming que permite que os usuários de qualquer dispositivo com acesso a um navegador possam jogar videogames sem a necessidade de discos, downloads ou consoles.

    Provavelmente outros serviços de jogos e aplicativos por streaming surgirão em breve.

    Como um streaming ao vivo funciona?

    O streaming de eventos ao vivo funciona de forma semelhante ao streaming de outros tipos de conteúdo, mas ele é usado especificamente para ocasiões especiais, como competições esportivas ou debates políticos. Ao assistir a um streaming ao vivo, o usuário visita um site, como um portal de notícias, que fica hospedado em um servidor web. Isso o conecta ao servidor de mídia, que envia o conteúdo para o seu dispositivo usando um protocolo de transporte em tempo real e um protocolo de streaming em tempo real (respectivamente RTP e RTSP, das siglas em inglês). Isso permite que os arquivos de vídeo sejam enviados em um formato menor (comprimido) para ser visto em um formato de alta definição (descomprimido) na sua máquina.

    Na medida em que você assiste a um evento, o streaming armazena dados temporariamente e exibe pequenas porções deles no seu dispositivo. Depois, na medida em que a exibição continua, os dados visualizados são descartados. Dessa forma, você nunca recebe o arquivo final, apenas as partes necessárias para garantir a exibição completa do programa até o fim.

    Recentemente, plataformas de mídias sociais começaram a integrar elementos de streaming, como o Facebook Live e o Instagram Live.

    Por que fazer streaming de conteúdos?

    Mas por que você deveria se importar com o streaming na internet? De forma simples, essa é uma questão de conveniência.

    Get instant playbackReprodução instantânea: Não é preciso esperar pelo download do conteúdo. Streamings permitem que você escute ou assista o que quiser quase instantaneamente.

    Avoid high costs and piracyEvite altos custos e pirataria: Imagine como ficaria caro comprar um CD ou o arquivo da música de todas as bandas que gostamos. A alternativa a isso, baixar álbuns de sites de torrent, é ilegal. Assim, o streaming entrega o melhor dos dois mundos: uma mensalidade relativamente baixa para um serviço de streaming que acaba com a necessidade de comprar ou roubar todo o conteúdo que você deseja acessar.

    Save spaceEconomia espaço: Ao contrário do download, o streaming não armazena arquivos pesados no seu dispositivo.

    Access live contentAcesso a conteúdos ao vivo: Quer assistir a eventos importantes ao vivo, como debates políticos ou grandes competições esportivas, mas você não tem uma TV? O streaming ao vivo dá acesso a esse conteúdo diretamente no seu laptop ou outro dispositivo.

    Access content from abroadAcesso a conteúdo no exterior:Vai viajar para fora do país, mas não quer deixar de assistir seus programas preferidos? (Aliás, quem é que gosta de passeios turísticos, certo?) Se você tem uma VPN, dá para fazer o streaming do seu conteúdo favorito em qualquer lugar do mundo, mesmo que a exibição esteja limitada somente ao seu país.

    Há algum ponto negativo?

    Mesmo que o streaming seja super conveniente e com grande alcance nos dias de hoje, há algumas desvantagens que devem ser consideradas.

    Se você não tem uma conexão de internet rápida e estável ou ela não tem largura de banda suficiente, você terá problemas com o streaming. Sua mídia pode parar ou apresentar falhas enquanto tenta finalizar o buffer, o que não ajuda muito para uma boa experiência. Além disso, dependendo do serviço de streaming, a qualidade pode ser inconsistente. Se sua internet cai a toda hora, você vai perceber que o vídeo começa e para, fica borrado ou que a imagem e o som não estão sincronizados. Se você estiver acostumado com a alta qualidade dos Blu-Rays, verá que a qualidade irá cair.

    Desde que você tenha uma boa internet, o streaming deveria funcionar bem. Mas com tantos serviços de streaming oferecendo seus próprios conteúdos, você pode acumular custos rapidamente caso resolva assinar muitos deles. A coleta de dados e o volume de informações pessoais que podem ser associadas a você quando as empresas conhecem suas preferências também causam preocupação.

    Sem contar que serviços de streaming também sofrem ataques de artistas, que acusam essas plataformas de dificultarem a remuneração justa por seus trabalhos. Tidal, a plataforma de streaming de música do rapper Jay-Z, é um serviço que tenta dar aos artistas uma parcela maior dos rendimentos.

    E o que dizer sobre os riscos de segurança?

    Nem todos os sites de streaming gozam de boa reputação. Enquanto grandes nomes, como Netflix e Spotify, são apostas seguras, há muitos sites obscuros por aí. Mas como dizer se um determinado site de streaming é suspeito ou não? Pra começar, se a página não é muito conhecida, mas mesmo assim oferece uma ampla opção de filmes famosos e programas de TV, ela pode estar fazendo streaming ilegal (em outras palavras, pirateando conteúdo). Um outro sinal de alerta é se o site conta com os últimos lançamentos do cinema.

    Se você não tem certeza sobre a legitimidade de um site, faça uma busca por “[streaming site] + avaliação” ou “[streaming site] é legítimo”. Você também deve ficar atento a outros sinais de sites inseguros. E não se esqueça de se proteger contra downloads maliciosos, vírus e malwares com um antivírus potente como o AVG AntiVirus FREE.

    Fique seguro e anônimo durante os streamings

    O fato de não fazer downloads de arquivos no seu dispositivo por conta dos streamings não quer dizer que você está 100% seguro. Como já mencionado acima, é importante usar somente serviços de um site legítimo que tenha o licenciamento adequado dos seus conteúdos

    Além disso, você pode usar uma VPN para criptografar sua conexão e, assim, proteger sua privacidade online. Algumas VPNs permitem que você mude sua localização virtual, impedindo que serviços de streaming (assim como anunciantes) o segmentem conforme sua região. Se você está viajando e quer acessar programas de onde mora ou ter segurança em redes Wi-Fi públicas, o AVG Secure VPN cuida da sua segurança e privacidade.

    Conecte-se com privacidade no seu iPhone com o AVG Secure VPN

    Teste grátis

    Conecte-se com privacidade no seu Android com o AVG Secure VPN

    Teste grátis