Ficamos muito acostumados ao acesso por demanda e atualizações instantâneas de nossos telefones e dispositivos inteligentes: estamos interagindo constantemente com nossa tecnologia e sendo rastreados o tempo todo por ela. Ficamos conectados minuto a minuto e dia a dia, oferecendo nossos dados pessoais para empresas e anunciantes. Quanto de nossos dados pessoais estamos fornecendo? Vamos dar uma olhada em um dia típico da vida digital e explorar todas as formas como isso acontece.

Elementos básicos de rastreamento

Para começar, seu telefone pode rastrear várias coisas básicas. Ele sabe como você está o segurando (para que possa exibir a tela corretamente). Ele sabe como você está se movimentando e sua velocidade.

Rastreadores online também podem detectar informações sobre seu dispositivo (sua marca e idade) e como você o usa (incluindo seu navegador, fuso horário, configurações, sua fonte, sua localização e seu endereço IP) e usam essas informações para estabelecer sua impressão digital online, que é exclusiva para você e ajuda os rastreadores a te seguir pela internet.

Cada interação com a tecnologia ao longo do dia torna essa impressão digital online mais precisa.

De manhã

Se você for como a maioria, o despertador no seu smartphone te acorda de manhã. Se estiver usando um app para monitoramento de sono ou um dos muitos rastreadores de condicionamento físico com tecnologia de monitoramento do sono, os dados da sua soneca são coletados. Isso cria imediatamente um embate entre a utilidade dos apps e nossa privacidade. Pode parecer assustador ter um app rastreando cada minuto do seu sono, mas é assim que eles funcionam: eles precisam aprender seus hábitos para funcionar. Por exemplo, para informar se você dormiu bem naquela noite e o que pode fazer para melhorar seu sono. Sem poder gravar seus dados e transformá-los em padrões, eles seriam, no fundo, inúteis.

Você também liga suas luzes inteligentes ou ajusta a temperatura com um termostato inteligente pela manhã? A maioria dos dispositivos conectados à internet melhora sua utilidade aprendendo nossos hábitos e reagindo a eles: por exemplo, ajustando a temperatura e as luzes às configurações desejadas com base em nosso uso normal. Mas não podemos esquecer que eles aprendem detalhes íntimos sobre nossa vida neste processo.

Você ouve músicas enquanto está se preparando de manhã? Bem, não importa o app que você usa, ele também coleta dados sobre suas preferências. Mais uma vez, ele faz isso para ser mais útil. Neste caso, recomenda músicas que acha que você vai gostar.

Agora está na hora do café da manhã. Você usa algum aplicativo de monitoramento de dieta como MyFitnessPal, LoseIt ou Chronometer? Isso significa divulgar muitas informações sobre a comida e bebidas que você compra.

Você conversa com a Alexa, Echo ou com outro alto-falante inteligente para ter informações sobre o clima ou seus compromissos do dia? Eles gravam tudo o que você falar. Sabemos bem o que isso significa.

Isso levanta a questão: como estes apps protegem seus dados? Infelizmente, 70% dos aplicativos compartilham seus dados com fontes de terceiros, então a proteção é pífia. Também devemos nos perguntar o quanto nossos dados pessoais estão seguros contra violações ou cibercriminosos. De novo, a noticia não é boa. Desde a violação de dados do MyFitnessPal e apps semelhantes, até o vazamento de dados em backends de apps devido a configurações mal feitas, estes produtos não tem um bom histórico de proteção de dados de usuários.

Indo para o trabalho

Lembre-se, seu telefone sabe sua localização e velocidade. Você vai a pé para o trabalho? Você provavelmente tem um app como o Apple Health ou o Google Fit que rastreia seus passos. Você vai de carro? Seu telefone sabe sua velocidade e a situação no trânsito. Você já se perguntou como apps como o Google Maps ou o Waze sabem como está o trânsito em seu caminho? Bem, eles rastreiam a localização de todos os usuários, inclusive a sua, e usam dados compostos para descobrir se há mais carros na estrada do que o normal.

Você usa o transporte público para ir ao trabalho e, talvez, acessa redes sociais no caminho? Não se preocupe, o Facebook provavelmente não escuta suas conversas particulares, mas eles ainda têm uma quantidade insana de dados sobre você, que são usados para veicular anúncios segmentados.

Se, durante a viagem ao trabalho, você pesquisa na internet, lê notícias ou ouve podcasts, seus interesses e hábitos também são rastreados e vinculados à sua impressão digital online. Mas esse não é um problema se você for de carro para o trabalho, porque você não olha para o celular enquanto dirige, não é?

No trabalho

Como sua empresa controla suas horas de trabalho? Bem, algumas empresas começaram a fazer isso com dispositivos IoT chamados beacons. Em vez de confiar em cartões perfurados para monitorar quem chega e parte, os beacons ficam ao lado da porta e enviam uma notificação para os telefones das pessoas que passam, supondo que tenham o app certo instalado. Se você for um funcionário, poderá bater o ponto dessa maneira, sem poder falsificar suas horas de trabalho com a ajuda de um amigo moralmente flexível. A menos que você empreste seu telefone, é claro!

Dispositivos inteligentes no local de trabalho de todos os tipos estão chegando e provavelmente se tornarão onipresentes no futuro próximo.

Independentemente de haver um beacon em seu local de trabalho, você usar um computador para trabalho ou uso pessoal, você será rastreado na internet. Anunciantes e empresas podem rastrear tudo o que você faz com a impressão digital online que já mencionamos e construir um perfil bastante detalhado de você. Veja a Google, por exemplo, que usa seus diversos apps para coletar dados sobre você.

A Google e seus apps sabem: seus interesses (pesquisa, Chrome), planos futuros (Calendário), onde você esteve e planeja ir (Maps e Waze), produtos que você comprou ou considerou comprar (pesquisa, Anúncios), sua aparência (Google Fotos), sua voz (Google Assistente), seus amigos e colegas de trabalho (Gmail, Hangouts), onde você mora e trabalha (Google Maps), as músicas e celebridades que você gosta (Youtube) e seus objetivos de saúde (Google Fit), para citar apenas alguns exemplos. A Google junta todas as informações que possui sobre você, para ter insights mais profundos que permitem inferir ainda mais detalhes pessoais sobre você, como sua etnia, suas crenças políticas e religiosas, se você tem alguma restrição alimentar, sua saúde e se você planeja ter filhos.

E só estamos falando da Google!

Depois do trabalho

Quando você volta do trabalho para casa e quer relaxar, você gosta de navegar pela internet? Usa redes sociais? Assiste Youtube ou Netflix? Mais uma vez, suas preferências são gravadas e transformadas em futuros anúncios segmentados. Rastreadores podem ver um número assustador de informações, com muitos detalhes. Por exemplo, eles sabem quais artigos você lê, quais você examina rapidamente, quais vídeos você assiste, quais vídeos você assiste por dez segundos e pula, etc.

Provavelmente já faz tempo que você navega na internet, então pense na quantidade de informações confidenciais que os mineradores de dados podem saber sobre você: seu histórico médico, informações sobre suas finanças e pontuação de crédito e qualquer conteúdo, como posso dizer isso, sigiloso que você gosta de acessar.

Mesmo que sua atividade preferida depois do trabalho seja sair com os amigos ou participar de um evento na vida real, lembre-se de que isso também pode ser rastreado pelos apps usados para planejar o evento, além dos dados de localização de seus amigos.

Se você gosta de ficar em casa, todos os dispositivos inteligentes, como a geladeira, também podem coletar dados sobre você: compras regulares de alimentos, hábitos alimentares e dados demográficos da família.

Um nível ainda mais profundo de informações pessoais

Seu smartphone também tem informações ainda mais íntimas sobre você, como dados biométricos (se você usar sua impressão digital ou reconhecimento de rosto para fazer login), nomes de usuário e senhas (se tiver escolhido salvá-los) e metadados (logs de chamadas e de SMS). Embora os publicitários talvez não consigam rastrear esses dados sobre você (ainda), vale a pena considerar a quantidade de nossos dados pessoais que deixamos em nossos celulares e como isso pode ser perigoso se ocorrer um vazamento desses dados.

Quem exatamente rastreia e como faz isso?

Além dos grandes nomes como Facebook, Google, Apple, Amazon e Microsoft, 75% dos sites rastreiam você. Os principais sites podem conter até 1.000 rastreadores ocultos e algumas empresas têm mais de 3.000 informações sobre você (infelizmente 99% delas estão corretas).

Vamos considerar um artigo de notícias, por exemplo. Quando você clica para chegar ao site, ele pode ter um ou até 40 rastreadores. Ao interagir com o conteúdo e os anúncios do site, eles aprendem mais sobre você e usam essas informações para ajudar a criar seu perfil. Isso acontece com quase todos os sites.

Muitos desses rastreadores, se não a maioria, vêm na forma de cookies. Os cookies muitas vezes são necessários para o funcionamento dos sites. Por exemplo, eles “rastreiam” se você entrou em sua conta, ou quais itens você tem em seu carrinho de compras. Estes cookies de sessão que duram só o tempo que você passar no site não causam problemas. O problema são cookies de rastreamento, que te monitoram em vários sites e ajudam os publicitários e mineradores de dados a criar arquivos sobre você.

Há uma maneira de limitar o rastreamento?

O rastreamento tornou-se incrivelmente insidioso e alguns apps e dispositivos inteligentes precisam rastrear seus dados ou hábitos para funcionar corretamente. Mas, felizmente, ainda existem algumas maneiras de manter seus dados pessoais mais protegidos.

Use um bloqueador de anúncios

Os bloqueadores de anúncios não fazem nada para impedir o rastreamento, mas evitam algumas das consequências da constante mineração de seus dados. Ao bloquear os anúncios que parecem interessantes baseando-se em seus dados, você não precisará ver anúncios em banner para desumidificadores o tempo todo, só porque você comprou um para sua mãe.

Use uma VPN

Uma VPN pode criptografar sua conexão e ocultar sua localização: isso é muito útil se você quiser navegar com segurança em Wi-Fi público, mas infelizmente não interrompe esse tipo de rastreamento, já que a maioria dos dados usados para fazer a sua impressão digital não é escondida por uma VPN (como as configurações do seu navegador e seu computador). Mesmo assim, usar uma VPN para se conectar por meio de outro local pode ajudar a evitar rastreadores específicos e evitar certos aumentos de preços.

Exclua seus cookies periodicamente

Cookies são a ferramenta principal que as empresas e sites usam para te rastrear online e eles estão em todo lugar. Felizmente, é fácil se livrar deles, não importa qual dispositivo ou navegador você usa. Vamos te ajudar com isso.

Use um software anti-rastreamento

Se você deseja manter sua vida online em sigilo, é necessário usar um software anti-rastreamento. Ele vai disfarçar e embaralhar todos os dados que normalmente são usados para criar sua impressão digital online, ao fornecer informações falsas para as empresas e sites que tentam te rastrear online. Eles vão rastrear um fantasma, enquanto você pode navegar sem preocupações.

Infelizmente, o software anti-rastreamento só funciona em computadores e telefones. Não há como usá-lo em outros dispositivos inteligentes, como micro-ondas ou TV, ainda.

Verifique as configurações dos apps

Talvez seja chato ouvir isso, mas, na maior parte do tempo, os apps podem coletar seus dados porque você deu a permissão. Você não tem culpa: no final das contas, quem realmente lê os termos de serviço? Felizmente, as configurações de muitos apps e serviços podem ser ajustadas, então é possível exigir que parem de rastrear seus dados. Por exemplo, você pode forçar a Google a parar de rastrear informações específicas sobre você. Você também pode cancelar as permissões (por meio das configurações do seu telefone) para que eles não possam acessar seu microfone, câmera, dados de localização ou outras informações.

Compre produtos não inteligentes sempre que puder

Produtos inteligentes estão na moda. Mas alguns fabricantes com pressa para introduzir novos produtos, sacrificam a segurança para lançar produtos mais rapidamente que a concorrência. Então pense bem. Você realmente precisa de um vaso sanitário inteligente? Talvez seja melhor manter a versão normal de alguns produtos por enquanto.

Então, aqui está: um dia inteiro de rastreamento e todas as informações pessoais que você compartilha quase a cada minuto. Agora que você está mais atento, recomendamos reservar algum tempo para analisar seus apps e dispositivos e ver se você concorda com o que está compartilhando, limitando o acesso caso decidir.

AVG AntiTrack Comprar agora