Os bloqueadores de propaganda estão em alta no momento. Projetados para computadores de mesa, laptops, tablets e smartphones, esses aplicativos e extensões de navegador fornecem o conteúdo que você procura, removendo também anúncios brilhantes e cintilantes. 

Então, você deveria ter um? Para ajudar em sua decisão, fornecemos os motivos pelos qual você deveria e não deveria ter um bloqueador de propaganda. 

Primeiro, os prós:

1. Ele torna sua navegação mais segura

Os invasores agora compram espaço de publicidade em alguns dos sites mais populares do mundo e o carregam com anúncios mal-intencionados que podem causar grandes danos ao seu computador e seus dados. A maneira mais rápida e fácil de eliminar isso pela raiz é bloquear totalmente a exibição de anúncios online.

Um bloqueador de propaganda ajudará a remover muitos anúncios online e a reduzir a oportunidade de ataques malignos. Mas muitos bloqueadores de propaganda não bloqueiam todos os anúncios. De fato, muitas empresas pagam muito para que os desenvolvedores de bloqueadores de propaganda coloquem seus anúncios na "lista branca" (Adblock Plus, estamos falando de vocês). Por isso, você deveria tomar algumas medidas complementares para garantir que esteja realmente protegido.

2. Ele impede que os servidores de anúncios rastreiem você

Os servidores de anúncios não fornecem apenas anúncios ao seu navegador, eles também gostam de monitorar o que você faz online e reunir todos os tipos de informações pessoais sobre você e seus hábitos, que possam ser vendidas a terceiros ou usadas para enviar publicidade ainda mais direcionada a você. Os bloqueadores de propaganda afirmam que impedem o seu rastreamento por servidores de anúncios. 

3. Ele torna o carregamento de páginas mais rápido

Quando seu bloqueador de propaganda interrompe o código de análise, texto e imagens que vêm junto com todo anúncio online, seu navegador fica livre para se concentrar em carregar o conteúdo real do site que você deseja visitar, digamos, o artigo que você deseja ler ou o vídeo que você deseja assistir, sem distrações. 

4. Ele faz com que seu plano de dados dure mais (e economiza dinheiro)

Isso é especialmente verdadeiro para quem gosta de uma experiência de navegação sem anúncios. Alguns testes mostraram que, ao visitar sites de notícias, mais da metade dos seus dados móveis são gastos por anúncios!  Embora os resultados variem muito de um site para outro, assim que você tira os anúncios online da equação, restam muito menos dados para baixar, o que pode ser uma ótima notícia para seu bolso, caso seu plano de dados seja enxuto. 

5. Ele pode reduzir bastante itens desnecessários da sua experiência de navegação 

O benefício principal óbvio de usar um bloqueador de propaganda é, bem,  não ver propaganda. Você tem assim sites mais limpos, sem pop-ups irritantes, sem efeitos sonoros súbitos ou indesejados. Substituir todos os anúncios por espaço em branco agradável e que facilita a leitura pode fazer com que o tempo que você gasta online seja uma experiência radicalmente diferente. Como deixar Marie Kondo à vontade em seu navegador.

Se tudo a respeito dos bloqueadores de propaganda parece maravilhoso até o momento, é porque eles são ferramentas geralmente úteis e decentes para se ter. Vale a pena instalar um, é o que estamos dizendo. Mas, como tudo na vida, bloqueadores de propaganda tem um lado menos florido que você deveria conhecer.

Então, agora, os contras:

1. Ele pode fazer com que recursos e conteúdo importantes desapareçam

Existem muitas histórias sobre bloqueadores de propaganda arruinando a experiência do usuário em todos os tipos de sites, desde mecanismos de reserva de voos a lojas online, até o ponto em que o site se torna inutilizável. Carrinhos de compra, aplicativos integrados de mensagem instantânea de suporte ao cliente e até mesmo páginas inteiras de produtos têm sido engolidas por bloqueadores vorazes. 

Felizmente, é fácil contornar isso colocando sites selecionados na "lista branca", uma lista de sites que o bloqueador de propaganda não tocará. Infelizmente, esse é um caso clássico de "você não sabe aquilo que não conhece". Se você não puder ver o recurso, não poderá saber o que está perdendo. Manter seu bloqueador de propaganda ativado significa provavelmente que haverá um balanço entre uma sessão de navegação sem anúncios e uma sessão totalmente funcional.

2. Ele pode vender seus dados de navegação a terceiros

Lembra-se de que dissemos que muitos bloqueadores de propaganda impedem que os  servidores de anúncios rastreiem o que você faz online? O outro lado da moeda é que alguns bloqueadores de propaganda fazem eles mesmos o rastreamento, enviando ou vendendo os dados a terceiros. Sim. Você foi avisado.

3. Ele pode se tornar o caminho de entrada para uma ação ilegal ou crime

Ok, não é tão sério assim. Mas muitos bloqueadores de propaganda vivem numa zona ética obscura, na qual eles representam uma ameaça à existência de muitos meios de comunicação independentes que dependem da publicidade online para obter receita. Até mesmo os grandes na área de mídia foram afetados. 

Em última análise, depende de você encontrar o ponto ético certo entre sua proteção contra os perigos e irritações da publicidade online e permitir que a mídia digital permaneça viável e próspera. Pessoalmente, recomendamos uma política de "lista branca inteligente", garantindo que o bloqueador esteja desativado para os sites que você deseja apoiar.