34985268791
Blog AVG Signal Privacidade VPN O que é uma VPN? Como ela funciona?
What_is_a_VPN-Hero

Escrito por Ivan Belcic & Christina Edwards
Publicado em October 25, 2017

Qual o significado de VPN?

VPN é um acrônimo para rede privada virtual, do inglês “virtual private network”.

  • Uma VPN é virtual, porque cria um túnel digital. Não há um cabo físico que sai de um dispositivo e vai diretamente ao servidor de VPN.

  • Uma VPN é privada, porque criptografa os dados e esconde o seu endereço IP.

  • Uma VPN é uma rede, porque cria uma conexão entre vários computadores: seu dispositivo e o servidor da VPN.

Este artigo contém :

    O significado da sigla se refere somente à própria conexão da rede privada. O aplicativo que gerencia a conexão do dispositivo é chamado cliente de VPN, mas os dois termos de cibersegurança são utilizados de forma similar.

    Como funciona uma VPN?

    Uma VPN funciona com protocolos de criptografia para direcionar todo o seu tráfego de internet a um túnel criptografado (rede privada virtual) entre o seu computador e o servidor VPN remoto. Ela oculta seu endereço IP e protege seus dados, impedindo a interceptação por terceiros.

    Quando você não está conectado a uma rede VPN, todo o seu tráfego de internet fica potencialmente exposto a provedores de internet, governos, anunciantes e outras pessoas conectadas à sua rede. É por isso que as conexões de VPN são cruciais para manter sua privacidade e segurança online.

    Uma VPN direciona o tráfego de internet por um túnel criptografado entre seu computador e o servidor da VPN.Uma VPN direciona o seu tráfego de internet a um túnel criptografado entre o seu computador e o servidor da VPN.

    O que é o tunelamento VPN?

    O tunelamento VPN é o processo de proteção da conexão de seu dispositivo com um servidor de VPN. Um servidor de VPN é um servidor de internet típico, configurado com software de VPN. Antes de serem enviados pela internet, todos os dados são divididos em pacotes. No núcleo do tunelamento VPN ocorre um processo chamado encapsulamento. Uma VPN cria um pacote externo (um protocolo) em torno do pacote de dados original, criptografando-o para que ele não possa ser interceptado.

    O nível de proteção recebido ao utilizar uma VPN depende do tipo de protocolo de tunelamento utilizado. Depende também do uso do tunelamento completo ou do separador de conexões VPN. A principal diferença é definida pelo tráfego que passa pela VPN. O tunelamento completo significa que todos os dados passam pelo túnel da VPN, enquanto que um separador de conexões VPN envia apenas o tráfego que você, ou seu funcionário, deseja proteger (por exemplo, a atividade no Instagram poderia ser excluída).

    Como funcionam os servidores de VPN?

    Uma vez estabelecido o túnel da VPN, seu dispositivo envia informações criptografadas para o servidor da VPN, tais como um site que você deseja visitar. O servidor da VPN decodifica essas informações, oculta seu verdadeiro endereço IP e envia os dados para o servidor do site.

    Para o site, seu endereço IP parecerá ser aquele vinculado ao servidor da VPN. Em seguida, o servidor da VPN criptografa os dados enviados de volta pelo servidor web e os envia para você. Quando os dados do site chegam ao seu dispositivo, o cliente de VPN (aplicativo de VPN) decodifica os dados.

    O que uma VPN faz?

    As VPNs ocultam seu endereço IP atrás de um outro endereço IP (muitas vezes localizado em outro país) oferecido pelo servidor da VPN. Elas adicionam uma camada de criptografia aos dados em tráfego pela conexão de internet. Há muitos benefícios no uso de uma VPN. Elas permitem que você:

    • Criptografe a sua conexão de internet.

    • Proteja seus dados em redes Wi-Fi públicas.

    • Faça streamings livremente e evite bloqueios de conteúdos baseados na sua localização.

    • Acesse sites bloqueados.

    • Contorne censura na internet.

    • Escape do rastreamento de provedores de internet.

    • Evite manipulação de preços.

    Uma conexão de VPN não só criptografa a navegação e outros tráfegos da web, como também oferece acesso a uma internet mais livre, permitindo que você escolha sua localização virtual online. Essa combinação de segurança e flexibilidade torna as VPNs extremamente versáteis. Algumas pessoas usam uma VPN até para jogar videogames.

    Agora que já explicamos o básico sobre VPNs, vamos discutir o seu uso em mais detalhes. A VPN reforça sua segurança pessoal e privacidade online com os seguintes fatores:

    Criptografia da conexão de internet

    As VPNs estabelecem uma conexão segura com a internet criptografando e direcionando todo seu tráfego online por uma conexão ponto a ponto entre seu dispositivo e o servidor da VPN. O estabelecimento de uma criptografia é exatamente o que uma rede privada faz, e isso oferece diversos benefícios de segurança, privacidade e desempenho.

    Ao se conectar a uma rede de VPN criptografada, seus dados da internet não estarão apenas protegidos contra cibercriminosos e sniffers, mas a sua localização real também ficará oculta para provedores de serviços de internet, governos, publicitários ou qualquer outra pessoa que possa estar espionando sua rede local.

    Transferência de dados segura

    Ao acessar sua conta bancária, e-mail ou redes sociais em uma conexão não segura, os cibercriminosos têm mais chances de roubar suas credenciais de acesso. As mensagens enviadas ou dados pessoais transmitidos podem ser interceptados e usados em chantagens ou roubo de identidade.

    Como uma conexão VPN criptografa a comunicação com o seu servidor, qualquer pessoa que consiga acessar seus dados em uma rede pública verá apenas dados sem sentido. É assim que uma VPN garante que ninguém terá acesso aos seus dados. De fato, o propósito original da tecnologia VPN foi conectar funcionários remotos a redes corporativas para que informações sigilosas pudessem ser compartilhadas com segurança.

    Proteger seus dados com uma VPN é particularmente importante para ter segurança em redes wi-fi públicas. Apesar de convenientes, há muitos riscos em redes wi-fi públicas, pois qualquer pessoa pode se conectar a elas, e não há uma forma de saber exatamente quem está compartilhando a rede com você em determinado momento (e nem o que está fazendo). Um cibercriminoso pode acessar uma rede wi-fi pública facilmente e interceptar todo o tráfego que passa por ela, o que chamamos de ataque man-in-the-middle (homem do meio). Da mesma forma, você também deve usar uma VPN se deseja acessar adark web.

    Streaming de qualquer lugar

    Devido às restrições de licenciamento, plataformas de streaming apresentam conteúdos diferentes em cada país. Isso é conhecido como bloqueio geográfico. Se você estiver viajando para o exterior e quiser acompanhar seus programas domésticos favoritos, irá descobrir que eles não estão disponíveis no destino da viagem.

    Uma VPN permite que você contorne o bloqueio de conteúdos baseado na sua localização e assista TV online de qualquer parte do mundo. Isso acontece com a conexão ao servidor com a melhor localização para a sua necessidade. Se você estiver em uma viagem ao exterior e selecionar o seu país na lista de servidores, será possível acessar todo o conteúdo daquela região sem nenhum problema. E você pode até equipar seu dispositivo móvel com uma VPN, o que significa que você fazer streaming de qualquer lugar e impedir o rastreamento do celular.

    Uma VPN permite que você contorne bloqueios geográficos para que possa usar streamings livremente.Uma VPN permite o acesso a programas de TV do seu país enquanto estiver em uma viagem ao exterior.

    Acesse sites bloqueados

    Você pode descobrir que alguns sites são bloqueados em situações ou locais específicos, como na escola ou no trabalho. As VPNs ajudam a contornar bloqueios de conteúdo para que você possa acessar sites bloqueados, mesmo em locais que restringem o acesso a determinados sites.

    Sua conexão de VPN criptografada cria um túnel através de qualquer restrição para que você possa acessar os sites e serviços que bem entender, mesmo com bloqueios de conteúdo na rede.

    Contorne a censura

    Muitos países limitam o acesso à internet. A China bloqueia o Google, o Facebook e todos os serviços associados a eles, como Gmail, Google Maps, WhatsApp e Instagram. Uma conexão de VPN pode ajudar a contornar os bloqueios de censura da mesma forma que contorna bloqueios geográficos de conteúdo e restrições de sites. Isso é possível com a reconfiguração do seu endereço IP virtual.

    Escape do rastreamento dos provedores de internet

    Sem uma VPN, o seu provedor de internet pode rastrear todas as suas atividades online: os sites e serviços visitados, horário do acesso e tempo de conexão. E provedores podem utilizar essas informações para limitar a sua largura de banda.

    Muitas pessoas não entendem o quanto o provedor de internet aproveita os dados delas. No Reino Unido, provedores armazenam o histórico online dos usuários por um ano: tudo que você lê, assiste, vê e clica. Nos Estados Unidos, provedores podem armazenar e vender o histórico de navegação para quem oferecer mais, como uma rede de publicidade, data broker, ou serviço de assinatura, tudo sem o consentimento do usuário.

    Uma VPN pode proteger você contra esse tipo de invasão de privacidade. Como a conexão de internet do seu dispositivo é criptografada pela VPN, os provedores de internet não podem monitorar suas atividades online com precisão e nem ver seu histórico de navegação.

    Acabe com a manipulação de preços

    A manipulação de preços, também chamada de precificação dinâmica, acontece quando lojas virtuais oferecem diferentes preços pelo mesmo produto a diferentes pessoas conforme a sua localização ou capacidade de pagamento percebida. As lojas online usam vários critérios para calcular o preço de um item para os visitantes, como o tipo de dispositivo, informações demográficas e sua localização.

    Frequentemente empresas aéreas são acusadas de manipulação de preços, com os valores de voos mudando conforme o momento da compra, a localização do comprador e outros fatores. Além de permitir que você faça compras online com mais segurança, o uso de uma rede privada virtual dá a você um endereço IP em outro país, o que se torna uma forma de combate à manipulação de preços baseada na localização do usuário.

    VPNs ajudam a evitar a manipulação de preços.Ao manter a sua conexão anônima, uma VPN oferece uma blindagem contra a manipulação de preços.

    Por que você deve usar uma VPN

    Se você deseja navegar pela web com privacidade, o uso de uma VPN é a melhor escolha. Com ela, você tem proteção contra bisbilhoteiros online e cibercriminosos. Além de criptografar sua conexão de internet e esconder suas atividades online, uma VPN evita que pessoas descubram seu endereço IP. Ela faz isso exibindo publicamente um endereço IP do servidor da VPN, diferente do seu endereço IP original.

    Seu endereço IP público faz a conexão entre seu dispositivo, o provedor de internet e sua localização geográfica. Ele possibilita bloqueio geográfico, censura, manipulação de preços e restrições de conteúdos. A combinação de um IP com criptografia oferece privacidade total às suas atividades online, impedindo que provedores, cibercriminosos e órgãos governamentais possam espionar você. O uso de VPNs cresce conforme as pessoas tomam mais ciência sobre ela.

    Aqui está uma lista de pessoas que se beneficiariam ao usar uma VPN:

    • Pessoas que utilizam rede wi-fi públicas
      As redes wi-fi públicas normalmente não apresentam protocolos de segurança potentes, portanto, ao viajar ou entrar em uma cafeteria, use uma conexão VPN. Os cibercriminosos podem interceptar o tráfego não seguro com muita facilidade, o que significa que seu computador ou celular pode ser invadido sem que você note.

    • Empresas e funcionários
      Todas as empresas precisam se proteger de riscos como ataques dispendiosos de ransomware e outras ameaças cibernéticas. E as empresas devem proteger as comunicações e os dados dos funcionários remotos.

    • Jornalistas e denunciantes
      Os jornalistas que precisam proteger suas fontes, acessar dados ou registros seguros ou proteção contra a atenção indesejada usam VPNs para manter a privacidade de suas atividades digitais.

    • Cidadãos que vivem sob regimes repressivos
      Aqueles que vivem em estados não democráticos ou em sistemas não liberais podem usar VPNs para acessar informações com maior liberdade e contornar a censura do governo.

    • Gamers
      As VPNs podem ajudar a impedir que seu provedor de acesso à internet limite sua largura de banda, o que limita a velocidade da sua internet. Ou, você pode usar uma VPN para acessar um jogo que não está disponível no seu país.

    • Qualquer pessoa que acesse informações seguras
      Mantenha suas informações privadas sempre que você acessar ou inserir dados sensíveis na internet, desde bancos online até declarações de impostos.

    • Durante viagens
      Quer você esteja no exterior a negócios ou de férias, você pode querer acessar ou fazer streaming de conteúdo de seu país de origem.

    • Pessoas que utilizam sites de comércio eletrônico
      Proteja-se contra a discriminação de preços, especialmente se você estiver comprando itens significativos, como passagens aéreas.

      Use uma VPN para ficar em segurança em uma rede wi-fi pública, desbloquear conteúdo, contornar a censura, interromper o rastreamento pelos provedores de internet e pagar preços justos.

    O AVG Secure VPN reforça a sua privacidade ao disfarçar a sua identidade e a de outros usuários de VPN com o uso de um único endereço IP compartilhado. Isso dificulta extremamente a ligação entre suas atividades na web e você, justamente porque vários usuários compartilham um único endereço IP ao mesmo tempo. Essa é apenas uma das maneiras que o AVG Secure VPN cuida da sua segurança online.

    Como usar uma VPN

    Veja como configurar uma VPN para criptografar de forma imediata os seus dados e esconder o seu endereço IP:

    1. Baixe e instale o AVG Secure VPN.

    2. Abra o aplicativo VPN no seu computador ou dispositivo móvel.

    3. Escolha um servidor da VPN e conecte-se a ele.

    Para aproveitar as vantagens da proteção de uma VPN em Macbooks ou iPhones, confira o nosso guia de configuração de VPN em dispositivos Mac ou celulares.

    O que é criptografia de VPN?

    A criptografia de VPN é o processo de usar criptografia de dados (protocolos de criptografia) para criar um túnel seguro para a passagem dos dados. Se alguém examinar a sua conexão VPN, verá apenas dados codificados. Somente o seu dispositivo e o servidor VPN que você está usando podem criptografar ou descriptografar os seus dados.

    Embora haja muitos métodos ou algoritmos de criptografia, a maioria das VPNs usa o algoritmo AES (Advanced Encryption Standard) de 256 bits. Esse nível de criptografia é tão seguro que é usado por bancos e governos no mundo inteiro, e pelo AVG Secure VPN.

    O que são protocolos de VPN?

    Um protocolo VPN é o conjunto de regras ou instruções que criam a conexão entre o seu dispositivo e os servidores proxy de VPN. Cada protocolo de VPN é uma combinação de métodos de criptografia e protocolos de transmissão. Você pode alterar o protocolo de VPN nas configurações do aplicativo de VPN.

    OpenVPN

    Popular por sua velocidade e segurança (usa criptografia de 256 bits), o OpenVPN é um dos principais protocolos de VPN. Como um protocolo de código aberto, qualquer pessoa pode verificar seu código fonte.

    Se vulnerabilidades exploráveis forem encontradas, elas serão tratadas rapidamente pela comunidade de desenvolvedores. As conexões de VPN que usam código aberto também permitem que qualquer pessoa verifique se os desenvolvedores não estão fazendo nada suspeito.

    IKEv2

    O IKEv2 (Internet Key Exchange versão 2) é um protocolo eficiente, geralmente combinado com o protocolo IPsec (Internet Protocol Security). Assim como o OpenVPN, o IKEv2 usa criptografia de 256-bit e ambos oferecem conexões rápidas. O IKEv2 é especialmente popular para celulares, pois pode alternar facilmente entre dados móveis e redes wi-fi. Mas, ao contrário do OpenVPN, ele não é um código aberto.

    PPTP

    Desenvolvido pela Microsoft para criar uma VPN sobre redes discadas, o PPTP (Point-to-Point Tunneling Protocol) é um protocolo antigo e menos seguro, que ainda é popular com serviços gratuitos de VPN. Embora a sua configuração seja mais fácil do que as opções mais avançadas, o PPTP está repleto de falhas de segurança conhecidas e deve ser evitado por quem procura uma conexão segura.

    L2TP

    O L2TP (Layer 2 Tunneling Protocol) foi desenvolvido pela Microsoft e pela Cisco como sucessor do PPTP. Responsável pela criação da conexão de VPN, o L2TP é frequentemente combinado ao IPsec para aumentar a segurança.

    SSTP

    A Microsoft desenvolveu o SSTP (Secure Socket Tunneling Protocol) para aumentar ainda mais a segurança e contornar proxies e firewalls que o L2TP não conseguia. O SSTP utiliza a porta TCP 443, o que significa que ele funciona na maioria dos casos, mesmo em países e empresas que bloqueiam conexões VPN. Ele é criptografado com a cifra AES e é considerado muito seguro. Porém, o suporte é limitado para sistemas operacionais que não sejam Windows.

    WireGuard

    Originalmente criado para Linux, o WireGuard agora funciona com Windows, macOS, iOS e Android. Fácil de configurar, ele é um dos protocolos mais rápidos. Por padrão, o WireGuard armazena endereços IP no servidor da VPN, o que pode gerar preocupação com a privacidade do usuário. Mas isso depende da operação do provedor da VPN, pois ele pode usar um software próprio para garantir que os endereços IP não sejam armazenados.

    Shadowsocks

    O Shadowsocks não é um protocolo de VPN, mas sim um proxy de tunelamento. Ele foi criado por um programador chinês para contornar a censura da internet e driblar firewalls. O Shadowsocks ajudará você a acessar conteúdo restrito, mas não ocultará seu endereço IP nem criptografará todos os seus dados, que é o que uma rede privada virtual faz.

    Tipos de VPN

    Há três tipos principais de VPNs: “site-to-site”, remotas e pessoais. As VPNs “site-to-site” e remotas são normalmente utilizadas por organizações e empresas. As VPNs pessoais são destinadas a indivíduos que desejam ter uma conexão online segura.

    VPN “site-to-site”

    Uma VPN “site-to-site” conecta duas ou mais intranets privadas em locais diferentes. Ela é utilizada por organizações ou empresas maiores, para que os funcionários possam acessar a mesma rede privada e as mesmas informações, independentemente da cidade ou país em que estejam. Esse tipo de VPN é difícil de configurar e manter, e é necessário configurar as redes em todos os locais.

    As VPNs “site-to-site” não funcionam para um funcionário que esteja em casa ou em uma cafeteria, porque a empresa não tem controle sobre essas redes. Para esses casos, é necessário uma VPN de acesso remoto.

    VPN de acesso remoto

    Uma VPN de acesso remoto permite que os funcionários se conectem a uma rede remota de forma segura, usando um software dedicado. O computador “host” do funcionário precisa de um aplicativo cliente para configurar a conexão. Com esse tipo de configuração, você pode trabalhar de qualquer lugar com o mesmo nível de segurança, como se você estivesse no local.

    VPN Pessoal

    Uma VPN pessoal, ou VPN de nível de consumidor, é destinada a indivíduos. Ela conecta seu dispositivo ao servidor do provedor de VPN, proporcionando uma conexão segura para que os sites não possam ver sua localização e para que ninguém possa rastrear suas atividades ou comunicações online.

    Esta é a maneira mais simples de configurar uma conexão VPN — você baixa um aplicativo de VPN em seu dispositivo e o ativa quando quiser usá-lo, ou deixe-o ativado o tempo todo.

    Use uma VPN segura e confiável

    O AVG Secure VPN protege seus dados com criptografia AES de 256 bits, uma criptografia de nível militar utilizada por bancos e governos. Nossos servidores ultravelozes localizados em todo o mundo fornecerão o conteúdo que você deseja, enquanto escondem sua identidade atrás de um endereço IP compartilhado, tornando quase impossível vincular suas atividades a você.

    Tenha proteção em sua rede wi-fi e em até 10 computadores e dispositivos móveis com uma única conta. Mantenha o anonimato online com o AVG Secure VPN. Experimente hoje grátis.

    Perguntas frequentes

    O que VPN significa?

    Uma rede privada virtual (VPN) é, por definição, um serviço que estabelece uma conexão segura e privada com a internet. Uma VPN cria um túnel criptografado para proteger seus dados pessoais e comunicações, esconder o endereço IP e permitir que você use redes wi-fi públicas com segurança ou se conecte remotamente a uma rede privada, como seu escritório.

    Serviços VPN também ajudam a contornar censuras e bloqueio de conteúdos, além de desbloquear restrições de acesso a sites. Ao criptografar seu tráfego de internet, as VPNs escondem seu endereço IP e sua localização física para que ninguém possa descobrir sua identidade, o local em que você está ou suas atividades online. Assim, VPN, ou rede privada virtual, é um túnel privado sob demanda na internet.

    Quando devo usar uma VPN?

    Você não perde nada se mantiver a VPN ativada o tempo todo. O momento mais importante para ligar a sua VPN é ao se conectar a uma rede Wi-Fi pública desprotegida. Sem uma proteção VPN, é possível que alguém naquela rede veja o que você faz e acesse os seus dados. Em vez de perguntar: “o que posso fazer com uma VPN”, você deveria perguntar: “quais dados posso expor sem uma VPN?” A resposta é: vários.

    Existe uma VPN gratuita?

    Sim, existem VPNs gratuitas, mas seus serviços e recursos são mais limitados do que as VPNs premium. As VPNs gratuitas normalmente substituem as taxas de assinatura pela exibição de anúncios, ou até mesmo pela coleta de dados pessoais. E elas não costumam permitir múltiplas conexões simultâneas, o que significa que não é possível conectar a sua VPN de diferentes dispositivos ao mesmo tempo. Outros problemas de VPNs gratuitas são os limites na largura de banda, conexões lentas e menos localizações de servidores disponíveis.

    As VPNs são seguras?

    Um serviço de VPN é tão seguro quanto o protocolo que ele usa. Serviços com o protocolo OpenVPN utilizam o mesmo método de criptografia de 256 bits utilizado por bancos e governos ao redor do mundo. Mas lembre-se, uma VPN não funciona como uma ferramenta antivírus. Embora protejam sua conexão de internet, VPNs não foram projetadas para detectar, bloquear ou remover malwares.

    Não planeje usar uma VPN contra vírus, malware, ataques de dia zero, ransomware, spyware ou ataques de phishing.

    É possível ser rastreado ao usar uma VPN?

    As VPNs impedem o rastreamento das atividades online com base no endereço IP, mas elas não podem bloquear outros métodos de rastreamento da web, como o uso de cookies e da impressão digital do navegador. E depois de fazer o login em uma conta online, o site ainda pode rastrear suas atividades, mesmo que você esteja usando uma VPN.

    As extensões de segurança e privacidade do Chrome e dos navegadores privados dedicados podem bloquear cookies e oferecer proteção contra o rastreamento de anúncios, enquanto a VPN isola seus dados e oculta o endereço IP.

    O uso de VPNs é legalizado?

    Em muitos países sim, mas não em todos. Alguns países restringem o uso de VPNs, enquanto outros proíbem o acesso a determinados tipos de conteúdo. Não importa onde você esteja, o uso de uma VPN para cometer crimes é sempre ilegal. Mesmo que seja bastante improvável que você enfrente algum problema legal por fazer streaming usando uma VPN, provedores de conteúdo podem bloquear a sua conta em caso de desrespeito aos termos e condições da empresa.

    Como me conecto a uma VPN?

    Se você deseja proteger sua conexão pessoal com uma VPN, você precisa baixar e instalar um aplicativo de VPN em seu dispositivo — caso você tenha um endereço IPv6 em vez de um endereço IPv4, verifique primeiro se a VPN é compatível. Você pode entrar no aplicativo e escolher um servidor de VPN para se conectar.

    Criptografe sua conexão e acesse conteúdos com o AVG Secure VPN

    Teste grátis

    Criptografe sua conexão e acesse conteúdos com o AVG Secure VPN

    Teste grátis
    VPN
    Privacidade
    Ivan Belcic & Christina Edwards
    25-10-2017