Blog AVG Signal Privacidade Endereço IP Qual é a diferença entre IPv4 e IPv6?
IPv4-vs-IPv6--Hero

O que é IPv4?

IPv4 (Internet Protocol versão 4) é o formato de endereço padrão que permite que todos os computadores na internet se comuniquem entre si. O IPv4 é escrito como uma sequência de dígitos de 32 bits e um endereço IPv4 é composto por quatro números, cada um entre 0 e 255, separados por pontos.

Este artigo contém:

    Você deve saber o que é um endereço IP e provavelmente já viu o seu, que se parece com isto: 168.213.226.204. O IPv4 permite mais de 4 bilhões de endereços diferentes e tem nos atendido bem por décadas.

    Principais recursos do IPv4

    Lançado em 1978, o IPv4 padronizou a comunicação entre os computadores na internet. Ele é um protocolo sem conexão, o que significa que os dados podem ser enviados sem que as partes gastem tempo estabelecendo uma conexão direta e requer apenas pequenas quantidades de memória.

    O IPv4 oferece mais de 4 bilhões de endereços exclusivos, o que parecia mais do que suficiente naquela época. No entanto, muito pode mudar em 40 anos. À medida que cada vez mais dispositivos ficam online, o IPv4 está atingindo o limite.

    Precisamos de um novo padrão. Felizmente, temos um bom candidato, que já está sendo usado por milhões de computadores. Ele se chama IPv6.

    O que é IPv6?

    O IPv6 (Internet Protocol versão 6) é um padrão atualizado para identificar computadores na Internet. Como o IPv4, ele oferece um identificador exclusivo a cada dispositivo, que foi ajustado para acomodar o número crescente de computadores conectados à internet.

    O IPv6 aumenta o número de endereços IP possíveis de 4 bilhões de IPv4 para 340 trilhões de trilhões de trilhões. O IPv6 é escrito como uma string hexadecimal de dígitos de 128 bits e um endereço IPv6 típico se parece com isto:

    2001:0ab8:85a2:0000:0000:8a3e:0370:7334

    O IPv6 foi otimizado para acompanhar a internet moderna atual. Isso significa se livrar de alguns componentes do sistema IPv4 que não são mais necessários, o que veremos a seguir.

    Principais recursos do IPv6

    Para agilizar as transferências de dados, o IPv6 torna quaisquer dois endereços diretamente acessíveis um para o outro novamente. O IPv4 precisava introduzir etapas adicionais para compensar a relativa falta de endereço exclusivo.

    Cada pacote de dados recebidos não precisará mais ser verificado para garantir que sejam idênticos ao enviado, por exemplo, como é necessário em um protocolo sem conexão. O IPv4 usa um processo chamado checksum (soma de verificação) para verificar a integridade dos dados enviados. A soma de verificação geralmente é executada várias vezes, já que um roteador direciona o tráfego para vários computadores em um endereço. Quando cada dispositivo puder ter seu próprio endereço permanente, será muito mais simples configurá-los.

    Pense nisso como a diferença entre uma carta que é enviada ao seu endereço antigo e depois encaminhada para você e uma carta enviada diretamente para sua casa.

    O IPv6 foi criado para fazer com que os dados sejam transferidos com mais eficiência. Suporte para Qualidade de Serviço (QoS) significa uma alocação de recursos mais eficiente. Quando a velocidade da internet está lenta ou limitada, o QoS prioriza quais bits de dados devem ir primeiro. Não é realmente uma questão de “devo usar IPv6?” - trata-se mais dos benefícios que todos nós desfrutaremos com ele.

    Qual é a diferença entre endereços IPv4 e IPv6?

    A diferença entre os endereços IPv4 e IPv6 é que os endereços IPv6 são mais longos e formatados de maneira diferente, portanto, há mais configurações de endereços IPv6 exclusivos possíveis. O IPv4 é um sistema de 32 bits que usa uma sequência de números separados por pontos, enquanto o IPv6 é um sistema de 128 bits que usa sequências alfanuméricas separadas por dois pontos.

    Veja as diferenças entre IPv4 e IPv6 de maneira mais detalhada:

    As diferenças entre IPv4 e IPv6

    Mas, IPv6 é melhor que IPv4? No sentido prático, sim. A comunicação pela internet é muito mais eficiente quando cada dispositivo tem o próprio endereço exclusivo, e isso só é possível com IPv6.

    icon_02Velocidade: IPv4 vs. IPv6

    O cabeçalho maior do IPv6 significa que mais dados acompanham cada transferência, e a estrutura simplificada permite um envio mais rápido. No IPv4, a maioria dos dados que você recebe passa por um endereço IP compartilhado por muitas outras pessoas antes de serem encaminhados a você. A comunicação IPv6 é mais rápida, porque um dispositivo envia dados diretamente para outro.

    Conexões diretas garantem que todas as mensagens sejam recebidas intactas. Lembre-se de que o IPv4 verifica se há erros em vários pontos durante a comunicação, prolongando o tempo de transferência. Por outro lado, o IPv6 verifica a transmissão de dados precisa no nível do TCP. Na maioria das vezes, veremos um aumento na velocidade da internet graças ao IPv6.

    icon_01Segurança: IPv4 vs. IPv6

    Ser apenas uma porta em um mar de 340 trilhões de trilhões de trilhões de endereços IP não será suficiente para ocultar seu endereço IP. Hackers são detetives treinados para prever o comportamento humano. Os padrões na organização de dados serão igualmente detectáveis com endereços IPv6.

    Ninguém aumenta a segurança automaticamente usando IPv6. Na verdade, pode ser muito menos seguro a curto prazo. O IPv6 é relativamente novo e desconhecido, assim como o processo de configuração. Enquanto é novidade para a maioria das pessoas, os hackers e cibercriminosos podem tirar proveito das vulnerabilidades que podem ser exploradas no nível do protocolo de rede. 

    Com o IPv6, será muito mais importante fortalecer a segurança do seu computador. Algumas vezes os hackers pararam de encontrar novas maneiras de roubar dados e ganhar dinheiro? Com o AVG SecureVPN, você pode ter certeza de que está protegendo seu endereço IP e sua atividade na internet de qualquer pessoa que tente descobrir quem você é ou o que está fazendo.

    Como posso saber que tipo de endereço IP estou usando?

    Há muitas maneiras de descobrir seu endereço IP, inclusive com uma pesquisa rápida: “qual é o meu IP?” Isso não poderia ser mais fácil. Você também pode descobrir seu endereço IP facilmente no Windows, macOS ou Linux.

    Aproveite também para descobrir se seu endereço IP é público ou privado e estático ou dinâmico. Esses fatores são relevantes em determinadas situações e podem ajudar saber um pouco mais sobre eles.

    Por que o IPv6 foi criado?

    O IPv6 foi criado porque a Internet está ficando sem endereços IPv4. O IPv4 permite pouco mais de 4 bilhões de endereços exclusivos. Mas em outubro de 2020, 4,66 bilhões de pessoas tinham acesso à internet, e muitas com mais de um dispositivo pessoal. Então a internet precisa acomodar mais IPs.

    Já na década de 1990, a Internet Engineering Task Force (IETF) sabia que o IPv4 ficaria sem endereços e que o número de dispositivos conectados à internet acabaria diminuindo o número de endereços IPv4 possíveis. Portanto, a IETF começou a desenvolver um novo sistema de 128 bits, garantindo que haveria endereços suficientes em um futuro próximo

    A propósito, “32 bits” se refere a um método de escrever muitos números e tem um número definido de possibilidades: os quatro números entre 0 e 255 que discutimos anteriormente. Um sistema de 128 bits tem mais bits, portanto, pode acomodar um conjunto maior de números. 

    Milhares de provedores de serviços de internet concordaram em tornar o IPv6 o novo padrão em 2012, e o processo de transição ainda está em curso. Quase foi tarde, pois nossa capacidade de usar IPv4 está prestes a atingir seu limite.

    Ficamos sem endereços IPv4?

    Praticamente, não, mas tecnicamente, sim. Não há mais endereços IPv4 novos e só conseguimos continuar usando os antigos por meio de algumas soluções inteligentes, mas temporárias.

    Seu provedor de internet provavelmente usa NAT (tradução de endereço de rede), que atribui a você um endereço IP compartilhado e fornece ao seu dispositivo um endereço IP interno dentro desse grupo. Devido à escassez de endereços IPv4, um sistema adicional foi criado para manter a internet viva, com mecanismos de correção de erros.

    Não há mais novos endereços IPv4 disponíveis.Os endereços IP nesta imagem são usados apenas para fins explicativos. Como “endereços de transmissão”, eles não podem ser atribuídos a um computador individual.

    Mudar para IPv6 simplificará todo o processo. Seu endereço IP será realmente seu e ponto final. Se você já teve que lidar com o encaminhamento de porta, é porque seu computador foi isolado da internet pela NAT. Os dados tiveram que ser “encaminhados” para o seu computador especificamente, já que era uma das muitas máquinas atendidas pelo mesmo endereço IP. Com o IPv6, não haverá mais obstáculos apenas para fazer uma conexão.

    O número de endereços IPv4 possíveis em relação aos endereços IPv6 significa que a comunicação online será muito mais direta sob o padrão IPv6. Como o número de dispositivos online continua a aumentar, estamos mais perto de esgotar até mesmo nossa capacidade de NAT.

    Por que não mudamos para o IPv6 completamente?

    Trocar para IPv6 interromperá os negócios. Provedores de internet e empresas precisam manter a produtividade e as pessoas não querem interrupções no serviço de internet. Enquanto a transição seja apenas voltada para o futuro, mas não estritamente necessária, será uma subida íngreme e lenta. 

    Ser um dos primeiros a adotar tornará mais difícil para todos se conectarem com você, e as despesas de implementação do novo hardware podem ser difíceis de justificar enquanto todos continuam a fazer negócios da maneira antiga. 

    Além disso, como o IPv4 não é compatível com o IPv6, um mecanismo foi criado em cima do IPv6 para permitir a comunicação entre os dois padrões. Eventualmente, no entanto, a mudança de IPv4 para IPv6 será permanente.

    É possível desligar o IPv6?

    Você pode desativar o IPv6 nos sistemas Windows, macOS e Linux, mas alguns componentes deixarão de funcionar. Quanto mais a transição avançar, mais o seu computador exigirá um endereço IPv6. 

    Algumas pessoas desabilitam o IPv6 por motivos de segurança. Embora o IPv6 não seja inerentemente menos seguro do que o IPv4, algumas complicações de segurança surgiram e continuarão a surgir durante a transição.

    O IPv4 pode ser mais seguro até que a transição avance um pouco mais, mas também pode introduzir alguma instabilidade. Seu computador pode travar devido à incompatibilidade de driver e, muitas vezes, é melhor seguir a configuração do fabricante. Desativar o IPv6 pode ser mais problemático do que recompensador, então sempre use o melhor software de segurança antivírus que puder encontrar e lembre-se de manter todos os softwares atualizados.

    Ficar anônimo com IPv4 ou IPv6

    Com IPv4 ou IPv6, uma VPN (ou rede privada virtual) manterá a sua proteção e privacidade. O AVG Secure VPN foi projetado para ocultar seu endereço IP e proteger seu anonimato online. 

    O AVG Secure VPN não criptografa apenas dados pessoais. Ele também permite que você se oculte por trás de um novo endereço IP. Sites, anunciantes, hackers e agências governamentais não poderão dizer quem você é ou o que está fazendo online, o que tornará o rastreamento de sua atividade extremamente difícil. Faça um teste com o AVG Secure VPN hoje mesmo.

    Criptografe sua conexão e acesse conteúdo bloqueado com o AVG Secure VPN

    Teste grátis

    Criptografe sua conexão e acesse conteúdo bloqueado com o AVG Secure VPN

    Teste grátis