É difícil dizer algo ruim sobre compras online. Os preços são bons e há muitas ofertas. As opções são imbatíveis. A compra é rápida e fácil. E tudo pode ser feito do conforto do lar (ou do escritório), longe do caos e das frustrações das lojas, especialmente perto das festas de fim de ano.

De acordo com uma pesquisa dos lojistas norte-americanos feita pelo BestBlackFriday.com, cerca de 54% dos consumidores dos EUA farão a maior parte de suas compras de Natal online esse ano. De maneira geral, cerca de 70% dos norte-americanos e britânicos compram online regularmente. E na Europa continental, mais de 53% dos consumidores usavam canais online em 2015. Dito isso, o e-commerce de varejo chegará próximo de US$ 2 trilhões globalmente no final de 2016.

Onde há dinheiro, há crime.

Quando se trata de roubo online, o roubo de números de cartão de crédito é apenas a ponta do iceberg. Os criminosos também falsificam sites conhecidos para enganar compradores que procuram ofertas. Eles lançam pontos de conexão Wi-Fi que parecem legítimos para ganhar acesso ao seu PC ou smartphone. Eles prometem economias incríveis através de ataques de phishing de e-mail. Eles usam anúncios pop-up e downloads automáticos para instalar registradores de teclas que coletam senhas e informações de conta. E eles entram em contato com você com scareware, cupons falsos e notificações de compra falsas para fazer com que você clique, responda ou faça uma chamada telefônica.

Mas o sucesso deles quase sempre depende do seu descuido. O que significa que você pode ser mais cuidadoso para ficar mais seguro quando comprar online. Por isso, montamos uma lista com sete dicas que devem reduzir bastante seu risco de ser enganado.

1. Compre sempre de marcas e sites confiáveis

Apesar das violações conhecidas de cartão de crédito em lugares como a Target e TJ Max, os grandes nomes do varejo fazem muito para proteger seus sites e aplicativos móveis. Certifique-se de sempre conferir se o nome está escrito corretamente na URL (assim, “target.com” não “targett.com”), que o aplicativo seja proveniente de um site corporativo oficial ou uma loja de aplicativos e tenha o rótulo correto e que o logotipo e cores correspondem à marca.

Se planejar usar navegadores, certifique-se de que eles usam criptografia SSL (Secure Socket Layer). Isso cria uma linha segura de comunicação entre seu PC e o site de comércio eletrônico. Procure pelo “S” no final de HTTP na barra de endereço do seu navegador. (Às vezes, ele aparece apenas após você iniciar a sessão ou clicar no carrinho). Se o “S” não estiver lá, seja precavido e compre em outro lugar.

https-Amazon-example

Procure pelo “S” no fim de http.

2. Cuidado com os golpes

Um aviso de que sua conta será encerrada a menos que você envie informações essenciais, pode ser um golpe. Um cupom exclusivo para você através de e-mail, provavelmente é um golpe. Uma chance de ser o comprador misterioso se fornecer informações bancárias, também é um golpe. Esse papel de parede muito fofo com tema de festas de fim dano - golpe. Essa notificação de pacote que diz para você clicar aqui (mas não se parece com a UPS) - golpe! Essas promoções do Facebook que levam a sites externos - GOLPE!

Tudo bem, nem tudo é golpe e queremos evitar causar pânico. O fundamental aqui é examinar cada oferta, alerta ou aviso. Ofertas que parecem boas demais para ser verdade, geralmente são falsas. Tudo que solicita informações pessoais ou cartões de crédito através de e-mail é também provavelmente criminoso. Verifique o endereço de e-mail do remetente e passe o mouse sobre qualquer link (mas não clique) para ver para onde ele está levando você realmente. E janelas pop-up que NÃO são do seu provedor de antivírus que avisam que seu PC está infectado devem ser fechadas junto com o site que as lançaram.

Comerciantes legítimos nunca ameaçarão fechar suas contas a menos que você envie informações cruciais. De fato, eles nunca solicitarão informações pessoais ou de conta por e-mail (ou telefone). Portanto, se você tiver a menor dúvida sobre a integridade dos e-mails, mensagens, pop-ups, sites, ofertas, etc. não clique, responda ou ligue. Feche todas as janelas e siga em frente.

3. Use seu próprio kit

Com isso, queremos dizer hardware e software. Nunca faça compras ou verifique e-mail usando um PC em um café, hotel, biblioteca ou outro local público que possa ser usado por várias pessoas. Se você precisar fazer uma compra usando Wi-Fi pública (apenas com seu próprio dispositivo), use sempre uma VPN (rede privada virtual). Uma VPN pessoal, como a HideMyAss ou AVG Secure VPN, mantém criptografados todos os dados que trafegam entre seu dispositivo e o portal de pagamento do comerciante. Se você tiver um plano de dados decente e LTE, use seu smartphone e sua conexão móvel em vez da Wi-Fi pública quando estiver fora de casa.

4. Use um método de pagamento com proteção ao comprador e verifique as políticas de devolução

Por mais conveniente que possam ser, os cartões de débito devem ser evitados ao fazer compras online. Cartões de crédito normalmente oferecem maiores proteções ao comprador, com limites estabelecidos no valor de sua responsabilidade, caso alguém roube seu número e acabe com seu dinheiro. Sistemas de pagamento online, como PayPal, Google Wallet, Stripe e Payoneer, fornecem uma camada extra entre você e os comerciantes, o que significa que você nunca compartilha informações pessoais ou de conta com eles.

Enquanto isso, comerciantes legítimos quase sempre permitem devoluções. Comerciantes que operam somente online normalmente têm uma política de devolução em que não perguntam o motivo da devolução. Comerciantes tradicionais, com lojas físicas, frequentemente permitem devolver itens comprados online em suas lojas. Se não houver políticas de devolução, se elas forem difíceis de encontrar, ou forem confusas, procure outra loja.

5. Use senhas muito fortes (e um gerenciador de senhas)

Uma das melhores coisas que você pode fazer para garantir a segurança ao comprar online é também uma das mais básicas: usar uma senha forte. Isso se aplica a todas as contas em todos os sites que você acessa. Não repita senhas ou use variações fáceis de adivinhar (isso mesmo, você precisa de uma senha exclusiva para cada conta). Como isso pode significar dezenas de senhas que são difíceis de memorizar, sugerimos também usar um gerenciador de senhas.

6. Atualize seu sistema

Para o Windows, a Microsoft emite regularmente atualizações e correções de segurança. Com frequência, para implantá-las integralmente, é necessário reiniciar seu PC. Se for como eu, você deixa seu PC ligado por dias e até mesmo semanas (colocar seu PC em suspensão ou hibernação não conta). Então, é uma boa ideia verificar se há alguma atualização esperando para ser instalada antes de embarcar em uma maratona de compras. Para fazer isso no Windows 8 e 10, basta acessar Microsoft/Menu Iniciar e digitar “atualizações do Windows" e clicar no ícone homônimo.

No Windows 8, é assim:

Windows control panel

Basta digitar “Windows update”

A janela exibida permite verificar se há atualizações ou informa se há atualizações aguardando e se o PC precisa ser reiniciado. Por exemplo:

Windows update screen

Certifique-se de reiniciar seu PC!

Certifique-se de que tudo esteja salvo e marcado antes. Depois reinicie.

7. Crie uma fortaleza em torno do seu PC

Se não tiver um antivírus, obtenha um. Melhor ainda, obtenha uma versão paga que também tenham proteção contra spam, invasões e para downloads, como o AVG Internet Security. Embora essa seja uma promoção descarada, também é uma sugestão séria. As camadas adicionadas de proteção podem impedir que os golpistas se infiltrem em sua caixa de entrada, além de bloquearem invasores e verificarem downloads antes que eles cheguem ao seu disco rígido. Mesmo aqueles que conhecem todos os sinais de alerta já clicaram acidentalmente em um link que não deveriam, porque estavam cansados ou tentando resolver algo rapidamente. Por isso, quanto mais proteções você tiver, melhor.

Pensamento final

Como a lista acima sugere, o seu princípio guia para compras online deve ser a cautela. Se algo parecer estranho ou fora de lugar, não arrisque. Desligue tudo, execute uma verificação antivírus, reinicie o PC e comece tudo de novo. Esse pequeno esforço extra tornará melhor a compra online e dificultará ainda mais ter alguma coisa contra ela.

Gostou desse? Tente esses:

AVG Internet Security Teste grátis