Então você decidiu usar VPNs móveis, mas não sabe por onde começar. Não se preocupe, você não está sozinho. Por isso, reunimos este guia prático sobre como configurar uma VPN no seu Android ou iPhone.

Por que usar uma VPN móvel?

Atualmente, grande parte da sua vida digital existe no seu celular, no iPhone ou Android, como serviços bancários móveis, compras online, bate-papo com amigos no Skype ou compartilhamento de momentos da vida no Instagram. Podemos não estar no nível "Black Mirror" (ainda), mas não há como negar que estamos quase sempre conectados. Apesar de sua conveniência, viver online também pode torná-lo vulnerável a ameaças de privacidade e, sem a proteção adequada, as informações sobre você e seus hábitos online podem cair nas "mãos" de terceiros, como seu provedor de serviços de internet, empresas ou até hackers. O uso de uma rede virtual privada (VPN) no celular ajuda a manter a privacidade online, em casa ou conectado à Wi-Fi pública.

Três principais motivos para baixar uma VPN no seu telefone

Embora haja muitos motivos pelos quais você deve usar uma VPN, veja os três principais:

1. Navegar pela internet com privacidade

Ilustração de um telefone protegido contra espionagem por uma VPNAs suas atividades online só dizem respeito a você e o uso de uma VPN pode ajudá-lo a mantê-las assim, ocultando um número importante chamado de endereço IP. Os provedores de internet e mecanismos de pesquisa, como o Google, usam o endereço IP do seu telefone para coletar dados sobre seus hábitos de pesquisa online. Já percebeu esses anúncios online assustadores que mostram os produtos que você pesquisou recentemente? Sim, isso é essencialmente o Google espionando você. E com a recente revogação das regras de neutralidade de rede nos Estados Unidos, manter seus dados online protegidos de bisbilhoteiros pode se tornar ainda mais importante em um futuro próximo.

2. Wi-Fi pública segura

Ilustração de um telefone em um espaço público protegido por uma VPNOs hotspots de Wi-Fi pública facilitam a conexão de praticamente qualquer lugar. Mas, infelizmente, essa rede Wi-Fi desprotegida no Starbucks, na qual você está conectado com o iPhone ou Android, também facilita o acesso de hackers a seu dispositivo conectado e a interceptação de todas as informações confidenciais que você está compartilhando online (senhas, detalhes do cartão de crédito, etc.). Uma VPN ajuda a evitar os perigos da Wi-Fi pública ao criptografar sua conexão e impedir que terceiros vejam o que você está fazendo na rede. Tenha cuidado para não confundir uma VPN com um servidor proxy. Embora ambos ocultem seu endereço IP, um servidor proxy não usa criptografia, o que significa que seus dados online não são protegidos. Os proxies também são usados em um aplicativo específico, ao contrário de uma VPN, que é aplicada a todo o seu tráfego online.

3. Contorne bloqueios de conteúdo

Ilustração de um globo rodeado por uma rede VPN com servidores em todo o mundo fazendo streaming de vídeoDependendo de onde estiver - escola, trabalho, no exterior - você pode identificar que alguns sites ou serviços online estão bloqueados por causa de acordos de direitos autorais ou, em alguns países, leis de censura. Como os bloqueios de conteúdo são impostos com base no seu endereço IP, o uso de uma VPN pode permitir que você acesse o conteúdo, independentemente de onde esteja. Quer acompanhar seus programas da HBO enquanto viaja pela Europa? Isso não é um problema com uma VPN. Esse também é um exemplo em que você pode usar um servidor proxy, mas não se esqueça de que a conexão não será criptografada, portanto, use um serviço confiável. 

Como configuro uma VPN no meu telefone?

Existem VPNs de todos os formatos e tamanhos e, embora a escolha de uma geralmente se resuma a necessidades e preferências pessoais (e, claro, se você usa um iPhone ou Android), é importante entender os prós e contras e suas opções.

A maneira mais fácil: baixar um aplicativo de VPN

Baixar um aplicativo de um provedor de VPN é, de longe, a maneira mais rápida e conveniente de configurar uma VPN no seu iPhone ou Android. Os aplicativos também são vantajosos porque permitem definir e salvar suas preferências, além da configuração ser bem simples. Mas, claro, há uma desvantagem. Com inúmeros aplicativos de VPN disponíveis, como saber qual deles escolher?

Estes são alguns pontos a serem considerados ao escolher seu provedor de VPN:

1. Certifique-se de que eles não mantêm registros

Uma VPN deve manter sua rede completamente privada e isso significa que o provedor não deve reter registros de dados de sua atividade online. Certifique-se de verificar os termos de serviço do provedor, onde deverá encontrar sua política de registro. Um provedor de VPN confiável indicará claramente que nenhum registro é mantido. No entanto, você ainda deve pesquisar por conta própria, já que tem havido casos de provedores mentindo sobre a retenção de registros .

2. Preferência por serviços pagos

Quando se trata de aplicativos de VPN, você definitivamente recebe pelo que paga. Muitos aplicativos de VPN gratuitos não criptografam sua conexão, o que é tecnicamente razoável se você quiser apenas transmitir um conteúdo, mas não se estiver preocupado com segurança ou privacidade (o que deveria estar). Nada neste mundo é de graça e a receita para suportar VPNs "gratuitas" precisa vir de algum lugar. Em muitos casos, ela vem de provedores que registram e vendem seus dados online para terceiros para fins de publicidade.

3. Quais são os protocolos usados?

O protocolo usado por um provedor de VPN determinará a confiabilidade, velocidade e segurança de sua conexão ao usar a VPN. Existem vários tipos de protocolos em uso atualmente para VPNs móveis, do OpenVPN, que oferece o mais alto nível de segurança e desempenho, ao PPTP (Point-to-Point Tunneling), um protocolo antigo conhecido por sua alta velocidade, mas também por ser um dos menos seguros.

Estas diretrizes podem ajudá-lo a escolher a VPN correta, mas se quiser testar a sua, também há maneiras de verificar se a VPN é segura .

O meio termo: usar o OpenVPN

Como mencionado acima, o OpenVPN é um dos protocolos mais confiáveis. Ele é usado por muitos aplicativos de provedores de VPN, como o AVG Secure VPN, devido ao seu alto nível de segurança e estabilidade, além da sua capacidade de contornar firewalls. É também de código aberto, o que significa que o código-fonte está abertamente disponível para qualquer pessoa ver e inspecionar. Embora não seja nativo de nenhuma plataforma, o software de cliente de VPN de terceiros disponibiliza-o em telefones celulares iPhone e Android.

Teste o AVG Secure VPN Gratuitamente

 

O uso de um aplicativo de VPN pode ser mais fácil de configurar, mas se não estiver fornecendo a segurança, os recursos ou a eficiência que você deseja, considere o OpenVPN. Ele permite configurar sua VPN da maneira que quiser, para que você possa personalizar suas configurações, otimizar a conexão, solucionar problemas e muito mais. A desvantagem é que você perderá todos os recursos "extras" avançados que seu provedor de VPN atual oferece. No entanto, desde que o seu provedor de VPN suporte o protocolo OpenVPN, você poderá utilizá-lo de modo tangencial ao seu cliente de VPN existente e alternar entre eles, conforme necessário.

A maneira mais difícil: configurar uma VPN manualmente

Além do OpenVPN, existem outros protocolos disponíveis aos quais você pode se conectar: de forma nativa através da plataforma do seu dispositivo ou usando um cliente de VPN. E se estiver disposto a gastar um tempo extra, você pode usar basicamente o que quiser, desde que seja suportado pelo seu provedor de VPN. Vamos analisar os prós e contras dos diferentes protocolos de VPN móveis.

L2TP/IPSec

O L2TP (Layer 2 Tunneling Protocol) não fornece sozinho uma proteção de VPN criptografada, por isso geralmente é usado em combinação com o pacote de autenticação IPSec (Internet Protocol Security). Em conjunto, o L2TP/IPSec é essencialmente seguro (embora haja relatos de que o IPSec foi comprometido pela NSA ). O L2TP/IPSec é uma combinação de protocolo popular devido à sua compatibilidade com a maioria dos dispositivos (principalmente como uma alternativa àqueles que não suportam o OpenVPN), além de sua configuração relativamente fácil. Por outro lado, ele pode ser um pouco mais lento do que outros protocolos, e seu número limitado de portas facilita o bloqueio.

O acrônimo para esse protocolo de VPN varia: L2TP, L2TP via IPSec, L2TP/IPSec mas a maioria dos provedores de VPN atualmente suporta L2TP com criptografia IPSec. Também é importante observar que o IPSec pode ser usado sozinho com um de seus vários modos disponíveis (sendo o IKEv2 a versão mais recente). Embora o L2TP/IPSec e o IPSec sejam comparáveis do ponto de vista de criptografia, os provedores de VPN normalmente publicam suas chaves pré-compartilhadas (necessárias para autenticar os dois lados de uma conexão VPN) em seus sites. Portanto, apesar do protocolo IPSec ser seguro, sua implementação geralmente não é.

IKEv2 (Internet Key Exchange, versão 2)

Semelhante ao L2TP, o IKEv2 também requer o emparelhamento com o IPSec para se tornar um protocolo de VPN, em vez de apenas um protocolo de túnel (no entanto, ele normalmente é chamado apenas de "IKEv2"). Mais rápido do que a maioria das outras opções de protocolo, o IKEv2 também é um protocolo de VPN excepcionalmente estável e seguro.

Talvez o recurso mais útil e exclusivo do IKEv2 seja a possibilidade de alternar entre conexões (como do Wi-Fi para rede do celular) sem perder a conexão VPN segura, tornando-o uma das melhores opções para dispositivos móveis. Infelizmente, ele não é tão usado como o L2TP/IPSec, pois não é suportado em muitas plataformas. Caso tenha um iPhone, você tem uma vantagem, já que o IKEv2 é nativamente suportado no iOS.

PPTP (Point-to-Point Tunneling Protocol)

Embora o PPTP possa ser suportado na maioria das plataformas e normalmente seja considerado um protocolo de VPN muito rápido, não recomendamos usá-lo porque NÃO é seguro. Inicialmente desenvolvido por um consórcio de fornecedores fundado pela Microsoft, em 1999, com o propósito de criar uma VPN via redes dial-up, ele tornou-se obsoleto (o iOS 10 o removeu como uma opção de conexão nativa). Então, se o seu provedor de VPN oferecer a opção de configurar uma conexão PPTP, não faça. Caso contrário, é quase certo que você terá a NSA envolvida em suas atividades.

Os prós e contras de diferentes protocolos de VPN

  Prós Contras
OpenVPN
  • Alto nível de segurança
  • Software de código aberto
  • Pode contornar firewalls
  • Altamente configurável
  • Rápido e estável
  • Suportado pela maioria das plataformas

   

  • Necessário um cliente de VPN de terceiros
L2TP/IPSec
  • Normalmente muito seguro
  • Nativamente suportado em plataformas modernas
  • Fácil de configurar
  • Pode ser mais lento do que outros protocolos
  • Vulnerabilidade na implementação
  • Pode ser comprometido pela NSA
  • Problemas ao contornar firewalls restritivos
IKEv2
  • Extremamente seguro
  • Alta velocidade
  • Suporte nativo (Blackberry, Windows, iOS)
  • Pode se reconectar rapidamente entre redes
  • Fácil de configurar
  • Necessário um software de terceiros (Android)
  • Mais fácil de bloquear do que o OpenVPN

Como configurar protocolos de VPN no Android

1. OpenVPN

Configurar o OpenVPN para Android é bem simples. Primeiro, você precisa verificar o site do provedor de VPN para certificar-se de que ele suporta o protocolo OpenVPN (o que é muito provável). Em seguida, baixe os arquivos de configuração do OpenVPN necessários (as configurações que mostram como cada conexão deve funcionar), que também devem estar disponíveis no site do provedor de VPN. Tenha em mente que esses arquivos geralmente são fornecidos como um arquivo ZIP e talvez seja necessário um aplicativo de gerenciador de arquivos para extraí-los.

Como o software de cliente de VPN é necessário para configurar o protocolo OpenVPN com o Android, você também precisará baixar o OpenVPN Connect para Android no Google Play. Após extrair o software de cliente e os arquivos de configuração, você está pronto para começar. Muitos provedores de VPN incluem tutoriais úteis em seus sites sobre como configurar uma VPN em telefones Android, portanto, use-os como referência, se disponíveis. No entanto, outros podem fornecer apenas os arquivos necessários. Nesse caso, tente procurar nas páginas de suporte por referências a arquivos do OpenVPN ou OVPN, ou siga o Método 4 para obter um guia passo a passo sobre como configurar o OpenVPN com Android .

2. L2TP/IPSec

Ao contrário do OpenVPN, o L2TP/IPSec é suportado nativamente pelo Android, portanto, não será necessário instalar nenhum software de cliente de VPN adicional. Em vez disso, basta localizar a lista de endereços IP do servidor de VPN, disponível para você por meio do provedor de VPN, e a chave pré-compartilhada do IPSec de VPN do seu provedor. Como dito acima, isso pode estar disponível publicamente no site do provedor; caso contrário, você deve conseguir acessá-las após o login na sua conta de VPN. Siga o guia de configuração para Android ou as instruções do seu provedor e você configurará o L2TP/IPSec rapidamente.

3. IKEv2

A menos que você use um dispositivo móvel Blackberry ou Windows, ambos suportam o IKEv2 nativamente, você precisará baixar o software de cliente de terceiros para configurar esse protocolo de VPN. No Google Play Store, baixe e instale o strongSwan VPN Client para Android. Assim como no L2TP/IPSec, você precisará da lista de servidores do seu provedor de VPN. Alguns provedores também fornecem um arquivo de certificado de conexão que você pode baixar.

A implantação, o formato de arquivo e as chaves básicas necessárias estão descritos no site do strongSwan, mas a configuração geral é bem parecida com a do L2TP/IPSec. Mais uma vez, será preciso fornecer o endereço do servidor que gostaria de usar da lista de servidores do seu provedor. Em seguida, você usará as credenciais de login da sua conta de VPN para autenticação (com o campo Certificado de CA definido como "Selecionar automaticamente") ou poderá "Importar o certificado" usando o arquivo de certificado baixado anteriormente.

Como configurar protocolos de VPN no iPhone

1. OpenVPN

Como o OpenVPN não está configurado nativamente para iOS, é necessário um software de cliente de VPN. O OpenVPN Connect para iOS é o único cliente disponível para a configuração do OpenVPN e pode ser baixado e instalado diretamente da Apple App Store.

Felizmente, a configuração da VPN do iPhone é bem simples. Após baixar o aplicativo, acesse o site do seu provedor de VPN para localizar e baixar os arquivos de configuração do OpenVPN. Muitos provedores de VPN também incluem tutoriais de configuração úteis em seus sites, portanto, use-os como referência, se disponíveis. No entanto, outros podem fornecer apenas os arquivos necessários. Nesse caso, tente procurar nas páginas de suporte por referências a arquivos do OpenVPN ou OVPN.

Abra cada arquivo no aplicativo OpenVPN e toque no botão verde "+" para adicionar o servidor. Repita isso até adicionar todos os servidores desejados. Observe que, embora o aplicativo consiga lembrar de vários servidores diferentes, só é possível conectar-se a um por vez. Depois disso, tudo o que você precisa fazer é inserir suas credenciais de VPN e conectar-se!

2. L2TP/IPSec

Ao contrário do OpenVPN, o L2TP/IPSec é suportado nativamente no iOS, portanto, não será necessário instalar nenhum software de cliente de VPN adicional. Em vez disso, basta localizar a lista de endereços IP do servidor de VPN, disponível para você por meio do provedor de VPN, e a chave pré-compartilhada do IPSec de VPN do seu provedor. Como dito acima, isso pode estar disponível publicamente no site do provedor; caso contrário, você deve poder acessá-las após o login na sua conta de VPN.

Acesse o ícone de Ajustes do iPhone ou iPad e toque em Geral >> VPN >> Adicionar configuração de VPN. Em "Tipo", você pode simplesmente escolher o protocolo que deseja configurar (no iOS ele está listado como "L2TP", mas não se preocupe, ainda será implementado com a criptografia IPSec). Siga o guia de configuração para iOS ou as instruções do seu provedor e você configurará o L2TP/IPSec rapidamente.

3. IKEv2

No geral, o iOS oferece excelente suporte para VPNs . Isso inclui o IKEv2, que não está disponível nativamente em muitas plataformas; o iOS, o Blackberry e o Windows são as únicas para dispositivos móveis. Assim como no L2TP/IPSec, acesse o ícone de Ajustes do iPhone ou iPad e toque em Geral >> VPN >> Adicionar configuração de VPN. Em "Tipo", você pode simplesmente escolher o protocolo que deseja configurar (nesse caso, o IKEv2).

Localize a lista de endereços IP do servidor de VPN, disponível para você por meio do provedor de VPN, escolha qual deseja usar e coloque-o no campo "Servidor" na tela de configuração. Insira o restante dos detalhes de conexão do seu provedor de VPN, incluindo o nome de usuário e a senha da conta e conecte-se. Observe que alguns provedores podem usar a autenticação de certificado, em vez de nome de usuário e senha. Se isso acontecer, será preciso importar esses arquivos antes de configurar a conexão VPN.

AVG Secure VPN Experimente GRÁTIS