Blog AVG Signal Segurança Dicas Como navegar com segurança na Wi-Fi pública
Signal-How-to-browse-safely-on-public-Wi-Fi-Hero

Ao contrário da sua rede doméstica, que você sabe quem configurou e quem mais está usando, se conectar a uma Wi-Fi pública é quase sempre arriscado. Mesmo que um ponto de acesso Wi-Fi tenha uma senha, você ainda poderá expor suas informações a outra pessoa que esteja na mesma rede.

A boa notícia é que você não precisa parar de usar a Wi-Fi gratuita por completo. Com um pouco de conhecimento, bom senso e precauções simples, você pode proteger suas informações pessoais e navegar na web quando e onde quiser. Mas antes de aprendermos a navegar com segurança, vamos saber por que usar redes Wi-Fi públicas é arriscado.

Este artigo contém:

    Quais são os perigos da Wi-Fi pública?

    O principal perigo das redes Wi-Fi públicas é que elas geralmente são mal protegidas, portanto, conectar-se a elas pode expor você a uma série de riscos, incluindo:

    • Comprometimento de dados

    • Espionagem

    • Ataques de interceptação (man-in-the-middle)

    • Infecções por malware

    • Sequestro de sessão

    • Roubo de identidade

    As redes Wi-Fi públicas geralmente são vulneráveis devido à proteção por senha fraca (ou nenhuma), segurança de roteador mal configurada e software desatualizado. Isso as torna alvos fáceis para hackers habilidosos, cibercriminosos e qualquer pessoa que queira espiar suas atividades online.

    As empresas que oferecem Wi-Fi aberta geralmente não empregam profissionais de segurança treinados. Como resultado, as redes públicas podem estar cheias de brechas de segurança que facilitam a sua invasão, e você não precisa ser um gênio do crime para fazer isso. Qualquer pessoa com habilidades decentes na Internet pode conseguir um software de hacking gratuito e usá-lo para coletar seus dados.

    Maneiras de os hackers explorarem Wi-Fi pública

    Existem várias maneiras pelas quais os hackers podem invadir o Wi-Fi público para roubar dados e lançar novos ataques.

    • Hotspots Wi-Fi falsos

      Os cibercriminosos podem configurar hotspots maliciosos projetados para induzi-lo a se conectar ao que parece ser uma rede legítima. Eles podem até criar redes chamadas de “gêmeas do mal”, usando o nome de sua cafeteria, biblioteca ou outro estabelecimento favorito. Quando você se conecta a essas redes públicas desonestas, tudo o que você faz pode ser exposto à pessoa que a configurou.

    • Ataques de interceptação (man-in-the-middle)

      Um ataque de interceptação (man-in-the-middle) é uma ameaça comum em redes Wi-Fi públicas. Em um ataque de interceptação (man-in-the-middle), um hacker fica entre você e o servidor que você está acessando, interceptando secretamente o tráfego e coletando os dados privados à medida que passam.

    • Farejamento de pacotes

      O farejamento de pacotes é quando um invasor usa uma ferramenta especial (geralmente gratuita) chamada farejador de pacotes para monitorar os pacotes TCP/IP enviados por redes Wi-Fi. Os farejadores de pacotes podem visualizar todos os dados enviados ou recebidos, o que significa que toda a sua atividade online (e-mails, bate-papos, senhas e muito mais) fica exposta e vulnerável para o invasor bisbilhotar e roubar.

    • Spoofing de DNS

      O spoofing do Domain Name Server, ou DNS, é uma técnica que redireciona para um site falso (domínio falso) em vez do site real que você está tentando visitar. Você acha que está acessando um site confiável, mas em vez disso está fornecendo suas informações diretamente a um hacker.

    • Malware

      Os cibercriminosos podem aproveitar as redes Wi-Fi públicas para atacar usuários desavisados com malware. Clicar em um link desconhecido ou em um pop-ad pode infectar o dispositivo e até enviar malware diretamente para o telefone ou laptop se você navegar em uma rede não segura com o compartilhamento de arquivos ativado.

    O que está em risco ao usar Wi-Fi desprotegida? Tudo pode ficar disponível quando você estiver em uma rede aberta, incluindo senhas, número de cartão de crédito, dados bancários e até mesmo histórico de e-mail ou bate-papo. Ações cotidianas, como fazer uma compra online ou verificar os detalhes da conta em uma rede Wi-Fi gratuita, podem se tornar um erro muito caro.

    Navegar em redes Wi-Fi públicas pode revelar seu comportamento online, comprometer sua privacidade e expor seus dados pessoais.Conectar-se a uma rede Wi-Fi pública não segura pode permitir que hackers acessem seus dados.

    Como navegar com segurança na Wi-Fi pública

    Claro, há momentos em que a conexão a um ponto de acesso Wi-Fi aberto é necessária ou inevitável. Felizmente, você pode navegar com segurança na Wi-Fi pública, mesmo se estiver pulando entre redes desconhecidas.

    Veja nossas principais dicas para se manter seguro na Wi-Fi pública.

    Não transfira informações seguras em público

    Espionar dados pessoais em redes sem fio públicas pode ser fácil demais, então a melhor defesa é não se expor. Evite atividades ou sites que exijam senhas ou dados de pagamento. Faça compras online, use serviços bancários ou trabalhe remotamente em uma rede em que você confia e não envie informações confidenciais em mensagens de bate-papo. (Se você precisar conversar, use um aplicativo de mensagens seguro.)

    Você raramente será o único conectado a um ponto de acesso Wi-Fi gratuito popular, portanto, otimize as configurações para se proteger ao máximo de possíveis ameaças. Você pode configurar a maioria dos dispositivos para pedir permissão antes de se conectar a uma rede e recomendamos ativar esse recurso, pois nenhuma rede pública deve ser considerada segura, mesmo que você já tenha se conectado a ela antes.

    Alterar as configurações de compartilhamento e descoberta de rede também é importante na Wi-Fi gratuita. Isso impede que outras pessoas se conectem ao seu dispositivo e coloquem seus dados em risco. Você pode desativar o compartilhamento de arquivos e impressoras no Windows (Central de Rede e Compartilhamento) e em Macs (Compartilhamento). Você também deve desabilitar recursos de transferência de arquivos, como Airdrop no iOS, ou compartilhamento de proximidade em telefones Android.

    Se realmente precisar fazer algo e não houver redes confiáveis, use a rede móvel ou tente usar seu telefone como um ponto de acesso Wi-Fi.

    Verificar se os sites são seguros

    As verificações de segurança do site são essenciais para evitar fraudes e outros tipos de ataques. Visitar sites seguros e protegidos é especialmente importante se você estiver inserindo credenciais de login ou outros dados pessoais.

    Veja algumas maneiras de verificar se o site é seguro:

    Verificar antes de clicar

    Essa é a tática mais simples (e mais rápida) para garantir que um site seja seguro. Antes de clicar, veja para onde o link está levando. Passe o mouse sobre um link e verifique o URL exibido no canto inferior esquerdo. Sempre verifique se os URLs estão escritos corretamente. Clicar em G00gle[ponto]com em vez de google[ponto]com pode levá-lo a um beco digital muito escuro.

    Procure por HTTPS na URL

    A maioria dos links e endereços que você usa para navegar em um site começa com HTTP, que significa Hypertext Transfer Protocol. Mas quase todos os sites agora usam uma versão mais segura desse protocolo de comunicação chamado Hypertext Transfer Protocol Secure (HTTPS). O HTTPS criptografa dados enviados e recebidos de um site, portanto, é invisível para qualquer outra pessoa na mesma rede.

    Para verificar se um site usa HTTPS, procure o “s” na URL ou o ícone de cadeado à esquerda do endereço. Se estiver faltando, adicione um “s” ao endereço ou use uma extensão de segurança de navegador, como o HTTPS Everywhere, para forçar seu navegador a usar uma conexão segura.

    Símbolo de cadeado em uma barra de endereço do navegador indicando uma conexão segura via criptografia HTTPS.

    Use um verificador de segurança de sites

    Copie o endereço do site que quer visitar ou o link em que quer clicar e cole-o em uma ferramenta de verificação de links, como o Google Safe Browsing, que verificará rapidamente o link por segurança.

    Se os verificadores de links e as extensões de segurança parecerem um incômodo, tente um navegador seguro e privado. Os navegadores modernos vêm com recursos de segurança integrados que oferecem proteção automática contra pop-ups de anúncios, rastreamento online e downloads maliciosos.

    O AVG Secure Browser bloqueia extensões prejudiciais, impressão digital online, ataques de phishing e força criptografia de HTTPS para garantir que a conexão esteja segura.

    Confie nos seus instintos

    Se um site parece desonesto, provavelmente é. Spam, pop-ups e redirecionamentos inesperados são sinais de que você deve fechar a janela do navegador imediatamente. Mecanismos de pesquisa, como o Google, também costumam mostrar avisos ao lado de links inseguros para ajudar a evitar visitar um site que pode ter sido invadido ou conter conteúdo malicioso.

    Um resultado do mecanismo de pesquisa avisando que o domínio pode ser invadido

    Proteja-se contra ataques cibernéticos

    Tomar precauções extras para proteger seu computador ou smartphone contra ataques pode ajudar muito a mantê-lo seguro. Mesmo que você saiba como se proteger em uma Wi-Fi pública, não há soluções milagrosas. É importante adicionar camadas de segurança caso alguém consiga acessar seus dispositivos.

    Ativar o firewall bloqueará conexões não autorizadas ao seu computador quando você estiver em uma rede Wi-Fi. Os firewalls monitoram o tráfego de entrada e saída em uma rede, bloqueando programas suspeitos que podem tentar se conectar secretamente sem que você perceba.

    A instalação de um software antivírus respeitável também pode ajudar a proteger seus dispositivos e dados contra vírus, spyware, ransomware e outros malwares que podem invadir seu sistema enquanto você usa uma rede compartilhada.

    Ativação do Firewall pelas Configurações de segurança e privacidade no Mac OS.

    Por fim, não se esqueça de atualizar todos os softwares regularmente: firewalls, antivírus, aplicativos, navegadores e sistemas operacionais. As atualizações geralmente contêm patches de segurança críticos que corrigem vulnerabilidades. E as atualizações geralmente são compartilhadas publicamente, o que significa que possíveis exploits em versões antigas estarão disponíveis para todos verem.

    Use uma VPN

    A maneira mais segura de se conectar a uma rede Wi-Fi pública é usar uma VPN. As VPNs (redes privadas virtuais) adicionam uma camada hermética de criptografia às suas sessões de navegação, para que ninguém mais possa ver seus dados privados ou o que você está fazendo online.

    As VPNs protegem você em uma Wi-Fi pública criando um túnel seguro entre o dispositivo usado e o site ao qual está se conectando, tornando muito mais difícil para um hacker obter informações confidenciais. E as VPNs não servem apenas para computadores e laptops. Você pode configurar uma VPN móvel em qualquer smartphone iOS ou Android para mantê-lo seguro sempre que estiver online.

    Como as VPNs frustram hackers e bisbilhoteiros com criptografia de tráfego da Web de ponta a ponta.

    E há muitos outros benefícios das VPNs, como a capacidade de fazer streaming de conteúdo quando você estiver em viagem e impedir que anunciantes, provedores de internet e outros terceiros rastreiem sua atividade online sem o seu consentimento.

    O AVG Secure VPN protege qualquer rede Wi-Fi, em casa ou qualquer outro lugar. Ele usa criptografia poderosa em todos os seus dados e atividades online, enquanto disfarça seu endereço IP para ocultá-lo de bisbilhoteiros e espiões que possam estar à espreita na mesma rede.

    Como você reconhece uma rede sem fio não segura?

    Se você não vir um ícone de cadeado ao lado do nome da rede Wi-Fi, esse é um sinal de uma rede não segura. Redes abertas são exatamente isso: abertas, sem senhas, logins ou outros mecanismos de triagem. Se bastar clicar uma vez para se conectar pela primeira vez a uma rede, provavelmente essa rede não é segura.

    Uma boa regra geral é tratar qualquer rede Wi-Fi pública como insegura. Se estiver usando o Wi-Fi em um restaurante, aeroporto, hotel ou outra empresa, presuma que você e seus dados podem estar expostos.

    Redes Wi-Fi não seguras listadas sem um símbolo de cadeado ao lado do nome da rede.As redes Wi-Fi não seguras não têm um ícone de cadeado ao lado do nome da rede.

    Além do ícone de cadeado, dispositivos e sistemas operacionais diferentes podem mostrar avisos adicionais. Os laptops Windows podem mostrar um ícone de cadeado além da palavra Protegido, e um dispositivo Android pode especificar que uma rede está criptografada e até mostrar o tipo de protocolo de segurança Wi-Fi usado. Dispositivos iOS adicionam um aviso de privacidade ou rótulo de segurança fraca a qualquer rede Wi-Fi (incluindo a sua própria) que possa expor informações sobre o dispositivo.

    Embora um ícone de cadeado seja um dos sinais mais reconhecíveis, essa não é uma regra fixa. A rede Wi-Fi gratuita em um hotel ou cafeteria pode solicitar que o login seja feito por meio de uma página de Termos e Condições.

    Você pode precisar fornecer uma senha ao se conectar a uma rede Wi-Fi pública, mas isso não garante que ela tenha fortes medidas de segurança. A única maneira de saber que a Wi-Fi é segura é configurar a rede por conta própria, e mesmo assim, você ainda pode estar vulnerável se configurar incorretamente o roteador ou esquecer de atualizar o software.

    Fique em segurança fora de casa com o AVG Secure VPN.

    Como muito da nossa vida se passa online, o risco de dados pessoais valiosos caírem em mãos erradas é alto, especialmente se você estiver usando Wi-Fi pública. Mesmo que você tenha cuidado ao navegar e se conectar às redes, use uma VPN para proteger seus dados, mesmo em uma Wi-Fi doméstica.

    O AVG Secure VPN facilita a navegação privada transformando qualquer Wi-Fi em uma conexão segura, em qualquer lugar. Com uma poderosa criptografia de nível militar que oculta a navegação, as transações bancárias e os pagamentos online, você nunca terá que se preocupar com a exposição. Use o AVG Secure VPN e comece a navegar com segurança hoje mesmo.

    Navegue com segurança na Wi-Fi pública com o AVG Secure VPN

    Teste grátis

    Navegue com segurança na Wi-Fi pública com o AVG Secure VPN

    Teste grátis