Não sabe como identificar se o seu telefone tem um vírus? Existem cada vez mais malwares para dispositivos móveis, no entanto, seguindo alguns passos simples, é fácil verificar e remover vírus de smartphones Android e até mesmo de iPhones. Saiba como bloquear anúncios pop-up e aplicativos maliciosos para Android, além de executar um escaneamento completo de vírus no smartphone.

Smartphones Android pegam vírus?

Mesmo que smartphones Android não peguem “vírus” no sentido tradicional, eles estão vulneráveis a inúmeros softwares maliciosos que podem causar um caos no seu aparelho.

Qual é a diferença? Vírus de computador são programas maliciosos que contaminam e corrompem seus programas e arquivos, afetam o desempenho da sua máquina e, de forma geral, causam destruição no seu host eletrônico. Mas a diferença entre um vírus e outras formas de malwares é a sua capacidade de se replicar, ao estilo do Agente Smith, do filme Matrix. Até agora, malwares que se replicam automaticamente ainda não chegaram aos smartphones Android ou iPhones, o que significa que, tecnicamente, seu dispositivo não pode pegar um "vírus" — esse é apenas um termo que a maioria das pessoas usa para se referir a qualquer tipo de software malicioso.

Os malwares para Android assumem várias formas, variando de spywares, que coletam seus dados pessoais para terceiros (geralmente publicitários), a ransomwares móveis, que mantêm seus arquivos reféns e exigem um resgate para recuperá-los.

Geralmente um malware contamina um dispositivo Android tomando a forma de aplicativos maliciosos e falsos, que se infiltram no Google Play ou se escondem em lojas de aplicativos de terceiros.

Um dos motivos que tornam smartphones suscetíveis a malwares é a luta do Android com as atualizações. As atualizações são importantes porque geralmente contêm correções de erros ou vulnerabilidades encontradas no sistema operacional. O sistema de código aberto do Android e o lançamento de atualizações com atraso são os dois principais motivos pelos quais os usuários do Android sempre devem utilizar um antivírus, como o AVG AntiVirus para Android, como uma camada adicional de proteção.

Baixar o AVG AntiVirus para Android

 

iPhones pegam vírus?

A conversa com iPhones é um pouco diferente. Mesmo que, de forma geral, o iOS não seja vulnerável a vírus nem mesmo a muitos tipos de malwares, há outras ameaças de segurança contra as quais você deveria se proteger. 

O que mantém o iOS mais seguro? Ao contrário do Android, os aplicativos para iPhone e iPad podem ser baixados somente na App Store oficial. Isso impede que softwares maliciosos contaminem seu dispositivo por meio de aplicativos falsos.additional-image-malicious-app-icon-in-sandbox-620x300

Aplicativos para iOS também são colocados em sandboxes, o que significa que eles não podem acessar dados de outros aplicativos ou invadir o sistema operacional do dispositivo. O Android também coloca seus aplicativos em sandboxes, mas sua abordagem é menos restritiva que a do iOS, permitindo que os aplicativos obtenham mais controle sobre o dispositivo.

Além disso, o iOS lança suas atualizações simultaneamente para todos os dispositivos, o que ajuda a fechar e corrigir brechas e vulnerabilidades de segurança. Assim, cibercriminosos não podem explorá-las.

Isso significa que é impossível que um iPhone seja contaminado por vírus? Bem, graças às precauções de segurança da Apple, acontecimentos desse tipo são extremamente raros. A exceção é quando o dispositivo sofre um jailbreak, o que permite que os usuários de iPhone e iPad baixem aplicativos de outras fontes que não sejam a App Store, expondo-os então a possíveis ameaças. Nessas condições, um iPhone se torna tão vulnerável a malwares quanto um dispositivo Android.

Mesmo sem o jailbreak, usuários de iPhone estão vulneráveis a outras ameaças de segurança, como phishing, redes de Wi-Fi inseguras e roubo de identidade. Por isso recomendamos o uso de uma bom aplicativo de segurança móvel para iPhones e iPads, como o AVG Mobile Security.

Baixar o AVG Mobile Security para iOS

 

Como descobrir se seu smartphone tem um "vírus”

Exibição de pop-ups e superaquecendo em um smartphone contaminado

Malwares, assim como vírus, dependem de um ataque secreto. Eles entram no seu aparelho como um ladrão em plena madrugada (ou de dia, isso não faz diferença para um malware), permanecendo adormecidos até que você, sem saber, ative-os, ou roubem silenciosamente (o que é mais comum) suas informações confidenciais debaixo do seu nariz. Cabe a você ser proativo e ficar atento aos sintomas que podem indicar que seu dispositivo está contaminado. Mas não se preocupe. É fácil verificar se seu iPhone ou dispositivo Android tem um malware.

1. Aumento no uso de dados

Se você observar um aumento expressivo no uso de dados, isso pode ser um sinal de que um vírus está executando tarefas em segundo plano no seu dispositivo ou tentando usar a internet para transmitir informações do seu smartphone. (E falando nisso, descubra como manter a utilização de dados nos smartphones sob controle).

2. Excesso de falhas nos aplicativos

Falhas acontecem ocasionalmente, mas se seus aplicativos começarem a falhar frequentemente e sem um motivo aparente, seu smartphone pode ter um vírus/malware.

3. Pop-ups de adware

A maioria dos anúncios pop-up são apenas irritantes, mas não maliciosos. A boa notícia é que eles podem ser facilmente bloqueados usando uma extensão de navegador para bloqueio de anúncios ou o navegador gratuito Opera, que já vem com um bloqueador de anúncios. No entanto, se você estiver vendo anúncios pop-up no seu Android ou iPhone mesmo quando o navegador está fechado, isso pode ser um adware, pop-up maliciosa causada por um malware que está tentando roubar seus dados.

4. Aumento inesperado da conta de celular

Algumas famílias de malwares enviam mensagens SMS com tarifa premium do seu smartphone, impactando no valor da sua conta de telefone. Por exemplo, os cavalos de Troia Ztorg foram detectados fazendo isso em 2017. Além disso, eles também excluíam mensagens recebidas.

5. Aplicativos desconhecidos

Se você perceber um aplicativo no seu smartphone que não se lembra de ter baixado, mantenha distância dele! Um sintoma comum de malware em smartphones Android são aplicativos falsos, que devem ser desinstalados imediatamente.

6. Maior consumo de bateria

Um malware pode consumir muita energia, o que afeta a duração da bateria do seu Android ou iPhone. Se a sua bateria estiver acabando mais rápido do que o normal, a causa pode ser um vírus.

7. Superaquecimento

Embora seu smartphone possa estar superaquecendo por motivos normais e relativamente inofensivos, isso também pode ser ocasionado por uma contaminação por malware.

Cuidado com aplicativos maliciosos

A maneira mais comum de um malware entrar no seu dispositivo Android é baixando um aplicativo malicioso. Uma vez dentro do dispositivo, ele pode executar uma série de ações prejudiciais com potencial de comprometer sua segurança online.

Um dos malwares de Android mais comuns vistos nos últimos anos é o Hummingbad. Detectado pela primeira vez em 2016, o Hummingbad foi inicialmente disseminado por lojas de aplicativos de terceiros, e acabou chegando até mesmo ao Google Play. Seu principal objetivo era fazer com que os usuários clicassem em anúncios falsos para gerar receita a uma empresa de publicidade chinesa chamada Yingmob, que foi a responsável pelo ataque. O malware também instalou rootkits, dando controle total a cibercriminosos sobre dispositivos infectados e permitindo que baixassem aplicativos maliciosos sem o consentimento dos proprietários. Outros aplicativos falsos, como o jogo Finger Hockey para Android, causaram estragos semelhantes, roubando dados sigilosos dos jogadores.

Embora seja muito mais raro ter malwares para iOS, isso não quer dizer que eles não existam. Em 2015, um tipo de malware para iOS conhecido como KeyRaider atacou dispositivos iOS com jailbroken. O KeyRaider ficou famoso por roubar informações de mais de 225 mil contas da Apple, incluindo nomes de usuários, senhas e informações de compras, além de desativar as funcionalidades de desbloqueio em iPhones e iPads. Ainda pior, o KeyRaider criptografou alguns dispositivos de usuários e pediu um resgate para desbloqueá-los (ação conhecida como ransomware).

O que os aplicativos maliciosos fazem nos smartphones

Malware em um celular envia SMS, grava conversas e coleta dados

Esses são apenas alguns exemplos de como um malware pode transformar seu dispositivo em um verdadeiro pesadelo, mas “não se preocupe”, ainda tem mais! Outras formas de malware são famosas por:

  • Inscrever os aparelhos em serviços pagos ou enviar mensagens SMS premium.
  • Gravar suas conversas telefônicas e enviá-las para cibercriminosos.
  • Coletar suas informações pessoais, incluindo sua localização de GPS, lista de contatos, fotos, endereço de e-mail, detalhes bancários, etc.
  • Acumular gastos inesperados com o esgotamento rápido do pacote de dados e cobranças indevidas de SMS ou aplicativos maliciosos.
  • Assumir o controle do seu dispositivo utilizando rooting.
  • Sequestrar seus arquivos e exigir um resgate para liberá-los.

Então, antes de baixar qualquer novo aplicativo, é melhor verificar se são seguros.

De qualquer forma, alguns aplicativos podem estar limpos ao baixá-los, mas podem ser contaminados com malwares por meio de atualizações. É importante ficar atento.

Como remover um vírus de um iPhone

A remoção de vírus do iPhone é um pouco mais simples, pois o malware não é capaz de invadir o iOS. Por isso a maioria dos cibercriminosos procura kits de desenvolvimento de software, que são usados para criar aplicativos. É por isso que você não deve desbloquear seu iPhone e baixar aplicativos fora da App Store. Se você suspeitar que um aplicativo específico está comprometido (talvez seus problemas tenham começado após o download dele ou ele esteja te redirecionando sem permissão para páginas da web ou à App Store), tente desinstalá-lo e veja se isso resolve o problema. Se não é esse o caso, você tem algumas outras opções.

1. Limpar o histórico e os dados

Isso pode ajudar caso você esteja recebendo pop-ups ou mensagens de "Erro" no navegador Safari. Basta acessar os Ajustes e baixar a página até a aba Safari. Em seguida, toque em Limpar histórico e dados do site.

Como primeiro passo para limpar seu histórico e dados, encontre as configurações do seu iOS. Limpe seu histórico e dados de site para livrar-se de pop-ups irritantes ou mensagens de erro.

2. Desligar e reiniciar o iPhone

É simples, basta pressionar o botão de energia do iPhone, esperar que o controle deslizante "deslize para desligar" seja exibido e deslizar para desligá-lo. Para reiniciar o telefone, mantenha pressionado o botão de energia novamente e aguarde até o surgimento do logotipo da Apple. Sim, estamos sugerindo o bom e velho truque de “ligar e desligar”. Confie, isso funciona!Reiniciar seu iPhone pode solucionar muitos problemas.

3. Restaurar um backup anterior

Se os métodos acima não resolverem o problema, tente restaurar seu smartphone de um backup anterior (agora você entende o valor daqueles incessantes lembretes para fazer um backup do seu aparelho, não é mesmo?). Se o seu backup mais recente não estiver livre de malware, você pode tentar backups anteriores até encontrar um que esteja limpo.

4. Restaurar as configurações de fábrica do dispositivo

Se todo o resto não der certo, como último recurso, você pode limpar completamente o seu dispositivo e começar do zero. Faça isso acessando Ajustes>> Geral >> Redefinir >> Apagar conteúdo e Ajustes. E assim, você pode renascer das cinzas como uma fênix.

Para restaurar seu iOS como um dispositivo novo, primeiro vá aos ajustes e selecione “geral”. Em geral, selecione “redefinir”.

No menu “redefinir”, selecione “Apagar todos os ajustes”.

Sempre mantenha seu iOS protegido

Antes de mais nada, nunca faça um jailbreak do seu iPhone. É muito mais provável que aplicativos de terceiros coloquem seus dispositivos em perigo. Assim, é melhor seguir com as escolhas disponíveis na App Store da Apple. E por falar em aplicativos na App Store...

Por que não baixar um aplicativo especial que ajuda a te proteger? Mesmo que seja bastante improvável que seu iPhone venha a ser contaminado por um vírus, há muitas outras ameaças por aí. Com o novo aplicativo AVG desenvolvido especialmente para iOS, você pode garantir que suas senhas ficarão protegidas, verificar se uma Wi-Fi é segura antes de se conectar a ela e até mesmo bloquear suas fotos particulares para que ninguém possa acessá-las, mesmo que seu smartphone caia em mãos erradas. Preparado para testar? Baixe o AVG Mobile Security para iPhone e comece com uma proteção gratuita para iOS.

O AVG Mobile Security verifica redes de Wi-Fi para garantir que são seguras. Use o Cofre de Fotos para guardar suas imagens particulares e mantê-las seguras.

Baixar o AVG Mobile Security para iOS

 

Como remover um vírus de um smartphone Android

Se você observar algum dos sintomas acima em seu dispositivo e suspeitar que tem um vírus, há algumas formas diferentes para tentar removê-lo.

Execute uma verificação de vírus no smartphone

O Google Play está repleto de aplicativos antivírus que você pode usar para verificar e remover um vírus do seu smartphone. Veja como baixar e executar uma verificação de vírus usando o aplicativo gratuito AVG AntiVirus para Android, que busca por ameaças em aplicativos e arquivos em tempo real.

Etapa 1: Acesse o Google Play Store e baixe e instale o AVG AntiVirus para Android

Etapa 2: Abra o aplicativo e toque no botão Verificar

Baixe o AVG AntiVirus para proteger seu Android contra vírus.

Etapa 3: Aguarde enquanto o aplicativo verifica seus aplicativos e arquivos em busca de qualquer software malicioso

Etapa 4: Se uma ameaça for encontrada, toque em Resolver

O AVG AntiVirus busca por ameaças e mostra os problemas que precisam ser resolvidos. O AVG AntiVirus irá protegê-lo contra as ameaças móveis.

Etapa 5: O AVG irá ajudá-lo a desinstalar aplicativos maliciosos

Desinstale manualmente os aplicativos maliciosos

Etapa 1: Entre no Modo de Segurança

Como no Windows, entrar no modo de segurança do Android desativa o acesso a todos os aplicativos de terceiros para impedir sua execução. Esta é uma ótima ferramenta para ajudá-lo a identificar o culpado pelo comportamento incomum do seu smartphone Android. Se o problema desaparecer quando o telefone estiver no Modo de Segurança, você saberá que a culpa é de um aplicativo malicioso. O Modo de Segurança também permite que você use seu smartphone normalmente, sem nenhuma interferência.

Enquanto muitos aparelhos Android solicitam que você Reinicie no Modo de Segurança depois de manter o botão de energia pressionado, outros podem exigir etapas um pouco mais complexas. Se feito corretamente, as palavras Modo de Segurança aparecem na parte inferior da tela do smartphone quando for ligado.

Use o modo de segurança para identificar qualquer aplicativo malicioso. Ao reiniciar em modo de segurança, você verá isso escrito no canto inferior esquerdo da tela.

Etapa 2: Identifique o aplicativo malicioso

Abra as Configurações e selecione a aba Gerenciar aplicativos ou Aplicativos e notificações (ou uma opção semelhante). Vá até a aba Baixados ou Aplicativos instalados e procure por aplicativos suspeitos (por exemplo, aqueles que você não lembra de ter baixado ou que não deveriam estar em execução no dispositivo). Talvez um aplicativo que você tenha baixado na época em que seu smartphone começou a se comportar de maneira estranha.

Vá até suas configurações para encontrar qualquer aplicativo malicioso. Examine todos os aplicativos do seu aparelho para ver se há algum falso no meio do seu smartphone.

Etapa 3: Desinstale o aplicativo malicioso

Na maioria dos casos, basta selecionar o aplicativo malicioso e tocar no botão Desinstalar

Desinstale todos os aplicativos maliciosos para remover malwares do seu Android.

Porém, se o malware ou vírus for resistente, o botão Desinstalar poderá estar acinzentado, o que significa que ele obteve acesso de administrador ao seu dispositivo. Nesse caso, veja a Etapa 4.

Etapa 4: Remova o acesso de administrador

Volte para as Configurações e procure por Segurança. Toque em Administradores do dispositivo (ou algo parecido) e verifique se algum aplicativo malicioso tem acesso. Caso tenha, toque no aplicativo e retire o acesso dele desmarcando a caixa azul ou clicando em Desativar. Agora você pode desinstalar o aplicativo malicioso (volte para a etapa 3).

Use a aba “Segurança e localização” para descobrir se um aplicativo malicioso obteve acesso de administrador ao seu dispositivo. Selecione “Administradores do dispositivo” para verificar quais aplicativos maliciosos podem ter acesso ao seu aparelho.

 Selecione “Administradores do dispositivo” para verificar quais aplicativos maliciosos podem ter acesso ao seu aparelho.

Sempre mantenha seu Android protegido

A melhor forma de impedir que um vírus ou outra forma de malware contamine seu smartphone é se revoltar contra a tecnologia e parar de usar o smartphone. Não? Certo, se você usa um dispositivo Android, é melhor certificar-se de que está usando um aplicativo de antivírus confiável, como o AVG AntiVirus para Android, que pode escanear seus aplicativos e arquivos em busca de ameaças que podem tentar comprometer seu dispositivo ou suas informações pessoais.

Baixar o AVG AntiVirus para Android

 

Como mencionado anteriormente, evite lojas de aplicativos de terceiros. Sim, às vezes malwares chegam até o Google Play, mas essas medidas ajudarão usuários de Android a evitar a maioria das ameaças.

AVG AntiVirus para Android

Baixar GRÁTIS
AVG AntiVirus para Android Baixar GRÁTIS