90745230123
Blog AVG Signal Privacidade Sugestão O que é perseguição digital é como se proteger dos perseguidores digitais
Signal-How-to-avoid-Cyberstalkers-Hero

Escrito por Carly Burdova
Publicado em October 10, 2022

O que é perseguição digital?

A perseguição digital é definida como o contato ou o assédio repetitivo e indesejado de uma pessoa por meio de comunicação eletrônica, como e-mail, redes sociais ou mensagens de texto. O que constitui perseguição digital pode variar de acordo com o tipo de assédio. Mas se o contato repetitivo é indesejado, incômodo ou ameaçador, ele pode ser considerado perseguição digital.

Este artigo contém :

    A perseguição digital se tornou um problema significativo em escala global. De acordo com a Pew Research Center, 41% dos americanos foram assediados por um perseguidor online e um número ainda maior (66%) testemunhou um assédio online que teve outras pessoas como vítima. As características de tal assédio incluem calúnia, difamação, ameaças, e-mails hackeados e roubo de identidade.

    Os casos de perseguição digital dispararam acompanhando o número de dispositivos tecnológicos e plataformas de mídia social disponíveis, cujo crescimento muitas vezes significa mais facilidade para encontrar e expor a identidade digital de alguém, incluindo sua localização, interesses e redes pessoais. A convergência da perseguição digital e da mídia social piorou ainda mais o problema, expondo cada vez mais jovens a abusos de perseguidores online.

    O que os perseguidores online fazem

    Perseguidores online entram em contato repetidamente ou seguem as vítimas online. A perseguição na internet pode envolver atos sutis, como comentários públicos em conversas nas redes sociais, ou atos abertamente agressivos, como enviar mensagens ameaçadoras à vítima ou à sua família e amigos. Os perseguidores digitais podem até recorrer ao doxxing de suas vítimas.

    Semelhante aos padrões observados na perseguição física, a maioria das vítimas de perseguição digital são mulheres. Nos EUA, “uma em cada 12 mulheres e um em cada 45 homens foram perseguidos online em algum momento de suas vidas”. O anonimato da internet e a acessibilidade de dados pessoais tornaram a perseguição digital mais prolífica.

    1 em cada 12 mulheres e 1 em cada 45 homens foram perseguidos nas suas vidas.Uma em cada 12 mulheres (8,3%) foram perseguidas em algum momento de suas vidas.

    Saber como capturar um perseguidor online pode ser difícil, porque a perseguição digital também é definida como a coleta fanática de informações sobre alguém online. Os rastros de perseguidores nas redes sociais podem não ser visíveis por um longo período. Os perseguidores digitais podem ser metódicos, determinados e obsessivos.

    Os perseguidores digitais nem sempre são estranhos. Podem ser parceiros antigos ou atuais, ou até mesmo cônjuges que usam técnicas de perseguição digital para agir na vida real.

    Sinais de perseguição digital

    Como você pode saber se está sendo perseguido? Há algumas poucas situações propensas a perseguição, assim como sinais de que você é uma vítima desse tipo de ação. Mas mesmo se você já se tornou uma vítima, deve ter atenção se não está compartilhando muito online. Expor informações pessoais sobre você, seus filhos, familiares, onde você mora e outros detalhes é sempre arriscado.

    Os perseguidores da internet nem sempre são tão secretos quanto você imagina. Eles podem ser descuidados na sua busca e deixar que a obsessão revele sinais de perseguição digital.

    Exemplos de possíveis sinais de perseguição digital:

    • Um ex-parceiro ou cônjuge que quer saber o que você está fazendo o tempo todo.

    • Alguém “trolando” ou seguindo suas contas de redes sociais.

    • Alguém visitando continuamente seus perfis de mídia social em várias plataformas.

    • Alguém entrando em contato com pessoas que você conhece para ver se você recebeu as mensagens delas.

    Catfishing

    Alguns perseguidores digitais se envolvem em catfishing, uma forma especialmente enganosa e intrincada de fraude ou abuso que envolve criar uma identidade online falsa para atingir e perseguir alguém na web.

    O objetivo do catfishing é persuadir a vítima a baixar a guarda e revelar informações pessoais sobre si mesma que, de outra forma, não revelaria ao perseguidor. As informações podem parecer inocentes, mas o perseguidor tem intenções sinistras, como tirar dinheiro de você, ou causar constrangimento ou humilhação.

    Para identificar um catfishing e se proteger de perseguidores online, você deve:

    • Verificar o perfil online dele e examinar os tipos de fotos publicadas. Se houver apenas selfies, sem conexão visível com amigos ou familiares, isso pode ser um sinal de perfil fraudulento.

    • Fazer uma pesquisa inversa de imagens no Google para comparar a foto do perfil online com outras fotos disponíveis na internet. Você pode encontrar a foto do perfil da pessoa conectada a vários perfis online que usam a mesma foto, mas com nomes diferentes.

    • Perguntar a pessoa se pode fazer uma chamada de vídeo. Desculpas podem ser sinal de catfishing.

    • Verifique para ver quantos amigos eles têm nas mídias sociais. Uma contagem baixa de amigos pode indicar um perfil falso. Claro, isso também pode ser um sinal menos nefasto.

    Catfishing pode parecer apenas um inconveniente irritante, mas é uma forma perigosa de perseguição digital que pode levar à extorsão sexual e outras formas de abuso.

    Os perfis de catfishing geralmente usam imagens de modelos, têm poucos amigos e pouca informação pessoal.Um perfil de catfishing geralmente inclui imagens de banco de imagens e poucas informações pessoais.

    Como prevenir a perseguição digital

    A prevenção de perseguição digital envolve medidas proativas para proteger dados pessoais, bloquear o Facebook e outras contas de mídia social e evitar o compartilhamento excessivo online ou com estranhos. Veja as melhores maneiras de se proteger contra perseguição online.

    Higiene digital

    Para lidar com um perseguidor online, você precisa estar ciente de como você se apresenta online e nas redes sociais. Se o Google sabe algo sobre você, um perseguidor online também pode. Ter bons hábitos digitais significa controlar sua presença digital e agir se achar que sofreu hacking.

    Considere esta lista para evitar perseguidores online:

    • Pesquise seu nome no Google para ver quais informações um possível perseguidor digital pode descobrir sobre você (seu apelido, número de smartphone, aniversário ou endereço) e saiba como o Google usa seus dados. Tome medidas, se necessário, para remover informações identificáveis que os perseguidores digitais possam encontrar por meio de hackers do Google.

    • Pesquise seus perfis de mídia social e exclua informações que você não gostaria nas mãos de um perseguidor online. Alguns perseguidores digitais são estranhos, outros não. Como regra geral, não aceite pedidos de amizade de pessoas que você não conheceu pessoalmente.

    • Não aceite a adesão a listas de data broker que vendem dados a terceiros. Data brokers podem ter padrões éticos questionáveis e vender dados para quem pagar mais, não apenas para empresas respeitáveis.

    • Crie um endereço de e-mail de disfarce e use-o ao se registrar em redes ou sites de mídia social. E-mails alternativos ajudarão a evitar spam, e seu e-mail pessoal não será revelado caso o serviço online não tenha uma boa segurança.

    • Não preencha formulários online desnecessários nem inclua informações pessoais como seu endereço ou data de nascimento ao se registrar em um site ou serviço. Divulgue apenas o que você precisa e considere usar informações falsas, se necessário.

    • Compartilhe menos informações online. Quanto menos informações você compartilhar online por conta própria, melhor. Encontre um equilíbrio saudável entre prevenir perseguições digitais e fazer parte de uma comunidade online, que inevitavelmente envolve compartilhar ideias, pensamentos e histórias.

    • Use uma foto de perfil de usuário não identificável. Evite usar uma foto que mostre seu endereço, localização ou outras informações facilmente identificáveis. Você pode mostrar seu rosto e ainda ser anônimo.

    • Tome medidas em caso de hacking. Se você acha que seu smartphone foi hackeado ou um site que você usa foi invadido, assuma a responsabilidade de limpar o que puder. Mude as senhas da conta imediatamente para conter a violação de dados.

    Reforce suas configurações de privacidade

    Para melhorar sua segurança cibernética, reforce as configurações de privacidade nos seus dispositivos (smartphone, computador, tablet), contas de usuário (redes sociais, segurança de e-mail) e as ferramentas que você usa para acessar a Internet (Wi-Fi, VPN).

    • Mantenha seus perfis de mídia social privados e torne suas postagens visíveis apenas aos amigos para evitar ser perseguido nas mídias sociais.

    • Use aplicativos seguros de mensagens eletrônicas que criptografam seus dados. Os aplicativos de mensagem mais seguros garantirão que suas comunicações não sejam interceptadas por perseguidores online, provedores de internet ou pelo governo.

    • Não use Wi-Fi pública sem VPN. Existem muitas razões para usar uma VPN, incluindo ocultar seu endereço IP e criptografar seus dados.

    • Verifique se há spyware em seus dispositivos para garantir que suas contas e informações não sejam comprometidas. Spyware é um tipo furtivo de malware que pode ficar sem ser detectado por muito tempo.

    • Não abra anexos de endereços de e-mail que não reconhecer. Anexos infectados são uma maneira fácil de espalhar vírus de computador. Abra anexos apenas de e-mails confiáveis.

    • Crie senhas fortes e exclusivas para todas as suas contas e use um dos melhores gerenciadores de senhas para administrá-las.

    • Desative a geolocalização ou o GPS em seu smartphone para interromper o rastreamento online baseado em localização.

    • Use um e-mail e número de smartphone disfarçados e não divulgue seu endereço ou número de smartphone publicamente.

    • Não forneça dados confidenciais por smartphone ou online. Se alguém ligar para solicitar informações pessoais, diga que você ligará de volta e confirme a identidade usando o número principal da empresa ou da organização.

    • Instale software antivírus, como o AVG AntiVirus FREE. Bons hábitos digitais de alto nível não são suficientes para proteger contra todas as ameaças online existentes. O software antivírus adiciona outra camada de proteção.

    Atualize seu software

    Se você tiver um software desatualizado, existe o risco de um hacker explorar uma vulnerabilidade não corrigida. Empresas e criadores de aplicativos lançam atualizações regularmente para corrigir falhas de segurança, além de adicionar novos recursos. Se perceber que seu iPhone ou Android não está recebendo atualizações, acesse as configurações do smartphone e verifique se há atualizações disponíveis.

    Depois de atualizar seu software, considere se seu smartphone está rastreando você. Smartphones e outros dispositivos eletrônicos rastreiam sua localização e armazenam dados confidenciais. Esse rastreamento geralmente é feito por motivos benignos ou para garantir que os aplicativos que você usa possam atender melhor às suas necessidades. Mas, às vezes, o nível de rastreamento pode beirar a vigilância.

    Usar o melhor software antivírus e instalar um aplicativo antirrastreamento pode ajudar a manter seus dados seguros e reduzir o risco de se expor a um perseguidor digital.

    Como ligar com perseguidores online

    É mais fácil prevenir a perseguição digital do que lidar com as consequências. Você deve saber o que fazer em caso de perseguição digital antes que isso aconteça. Tenha uma posição mais proativa contra os perseguidores digitais.

    Impedir a comunicação

    Diga à pessoa para parar de entrar em contato com você. Se ela recusar, bloqueie-a nas mídias sociais e entre em contato com o provedor de serviços de internet.

    As perseguições nas mídias sociais são muito comuns, então Facebook, Instagram, Twitter e quase todas as outras plataformas oferecem ajuda para bloquear o assédio eletrônico. Se o assédio for enviado por e-mail, configure um filtro para enviar seus e-mails diretamente para uma pasta de spam.

    Bloqueie a comunicação indesejada pela mídia social antes que ela se transforme em perseguição digital.Bloqueie mensagens indesejadas online.

    Verificar sua segurança

    Você nunca sabe as verdadeiras intenções de um perseguidor digital ou até onde ele pode perseguir você. Realize uma verificação geral de segurança das suas contas e dispositivos online para interromper a perseguição online. Use uma ferramenta anti-spyware para garantir que não haja aplicativos obscuros no seu smartphone e crie senhas fortes para suas contas online. Se o perseguidor digital colocar spyware no seu iPhone ou spyware no seu Android, remove-o imediatamente.

    Manter as evidências

    Se achar que está sofrendo perseguição online, guarde evidências para denunciar à polícia. Mesmo se parecer que o perseguidor digital foi embora, você precisa documentar o abuso. Faça capturas de tela das mensagens enviadas a você, incluindo um carimbo de data/hora, e salve-as caso precise acessá-las mais tarde. Se precisar denunciar que alguém está perseguindo você online, precisará de evidências para respaldar sua alegação.

    A perseguição digital pode levar a situações ainda mais desconfortáveis e perigosas, como a extorsão sexual.Faça capturas de tela de mensagens dos perseguidores para ter evidências se precisar denunciá-los.

    Usar perfis falsos como disfarce

    Se alguém estiver te perseguindo, tente enganar o invasor aumentando a quantidade de informações falsas sobre você. Configure uma conta que sirva de isca no canal que eles sabem que você usa e crie um perfil anônimo que pareça real para ajudar a proteger o seu.

    Denunciar a perseguição digital à polícia

    Muitos departamentos de polícia têm uma equipe especial de perseguição digital e sabem exatamente como denunciar esse crime. Mesmo que você não tenha provas suficientes que constituam perseguição e acusação, uma denúncia será feita e a polícia poderá ajudar a lidar com os próximos ataques.

    Leis de perseguição online

    A perseguição online é ilegal e considerada uma forma legítima de abuso. Procurar alguém no Google é perseguição? Não, mas se isso se tornar repetitivo e obsessivo, pode rapidamente se tornar ilegal.

    Se acha que está sofrendo perseguição online, considere denunciar à sua agência policial local. Há muitos exemplos de perseguidores digitais serem responsabilizados, como os executivos do eBay que foram condenados por assédio online ou um homem da Califórnia que confessou extorsão sexual.

    Existem várias leis nos EUA e no Reino Unido que tratam de perseguidores digitais. Embora as leis de perseguição online nos EUA variem de um estado para outro, perseguição e assédios são ofensas criminais em todos os 50 estados.

    A Califórnia criou a primeira lei estadual de perseguição online em 1999, e outros estados seguiram o exemplo, como Illinois. Mas ainda não há legislação federal para tratar da perseguição por meios eletrônicos, e a maioria da legislação existe apenas em nível estadual.

    A perseguição online também continua sujeita às leis gerais de assédio, como a Lei da Violência Contra a Mulher de 1994 nos EUA e a Lei de Proteção contra Assédio de 1997 no Reino Unido.

    Recursos para ajudar se defender de perseguição online

    Há várias agências, ONGs e recursos gratuitos disponíveis para ajudar a denunciar a perseguição online. Embora você deva sempre buscar métodos legais para capturar um perseguidor digital, soluções preventivas são vitais para evitar abusos online. Veja alguns recursos úteis para ajudar a saber mais sobre como prevenir perseguição online:

    • Working to Halt Online Abuse (WHOA): informações educacionais para o público em geral e autoridades policiais/jurídicas, e uma fonte de empoderamento para as vítimas.

    • WomensLaw: informações jurídicas em linguagem simples para todas as vítimas de abuso, seja qual for o gênero.

    • VictimConnect: uma linha direta confidencial para aprender os direitos da vítima e como enfrentar o abuso.

    • The Stalking Prevention, Awareness and Resource Center: uma fonte de dicas para lidar com o abuso, bem como treinamentos para o público e as autoridades policiais/jurídicas.

    • Tech Safety: um recurso que explora a interseção entre tecnologia e violência por parceiro íntimo.

    Proteja sua privacidade online com o AVG Secure Browser

    Manter seu anonimato online é uma etapa importante para prevenir a perseguição online. O AVG Secure Browser inclui recursos antirastreamento integrados, como tecnologia antirreconhecimento e criptografia HTTPS forçada, que permitem navegar livremente na internet sem revelar sua identidade pessoal. Instale nosso navegador seguro gratuito hoje mesmo.

    Tenha uma privacidade online imbatível com o AVG Secure Browser

    Instalação grátis
    Sugestão
    Privacidade
    Carly Burdova
    10-10-2022