Blog AVG Signal Privacidade Sugestão O que o Google faz com o seus dados? Isso é preocupante?
How_Google_uses_your_data-Hero

Quais tipos de dados o Google armazena sobre seus usuários?

Todos que utilizam os serviços do Google devem refletir sobre a seguinte questão: “quais tipos de informações o Google coleta sobre mim?” Saiba quais são suas opções de privacidade e descubra como o Google utiliza os dados coletados.

Este artigo contém:

    O Google coleta e armazena dados coletados de diferentes fontes. Os detalhes sobre isso estão na política de privacidade da empresa. Veja alguns exemplos:

    • Gmail: O Google pode ler e armazenar informações de todos os e-mails enviados e recebidos, incluindo as mensagens de spam, rascunhos e a lixeira.

    • Google Maps: O Google salva todas as localizações pesquisadas, além de todos os locais que você esteve fisicamente com o seu dispositivo, mesmo que não esteja logado. Ah, mas você usa o Waze? O Google é dono desse aplicativo também. A onipresença e uso constante dos smartphones fazem desses aparelhos verdadeiros dispositivos de rastreamento que as pessoas carregam voluntariamente.

    • Dispositivos Android: Como os tablets e smartphones Android funcionam com um sistema operacional desenvolvido pelo Google, a empresa pode rastrear os anúncios exibidos enquanto o usuário utiliza seu aparelho. O Google também sabe a hora, o minuto e o segundo exato em que cada aplicativo foi aberto. 

    • Aplicativos Google: O Google Play armazena registros de todas as buscas e downloads realizados, assim como o uso de todo cartão de recompensa. O Google também rastreia artigos lidos no Google News. 

    • YouTube: O Google comprou o YouTube em 2006. Ao usar a plataforma de vídeo, o Google rastreia o histórico de busca, histórico de visualização, tempo gasto assistindo vídeos e todos os comentários e cliques em “gostei” ou “não gostei”.

    • Google Assistente: Todas as solicitações e perguntas feitas são gravadas. Dá até para ouvir o áudio de tudo isso.

    • G Suite: Seu calendário mostra o local e o horário dos seus compromissos, e o Google Hangout salva todas as suas conversas.

    E o que dizer sobre informações pessoais e sigilosas?

    O Google monta um perfil de dados de cada pessoa com uma Conta Google. Uma análise rápida em Informações pessoais, na página da sua Conta Google, confirma que você já disse ao Google a sua idade e o seu gênero. Endereços são adicionados facilmente em informações armazenadas depois que o usuário classifica uma localização como “casa” ou “trabalho” para economizar tempo no Google Maps. Assim fica fácil estabelecer sua rota diária de casa para o trabalho.

    Ao monitorar todas as buscas no YouTube, o Google tem uma visão abrangente sobre do usuário. Vídeos de ginástica oferecem informações sobre o seu nível de atividade física, enquanto que vídeos de notícia indicam uma inclinação política. Já outros tipos de conteúdos, como suas séries web favoritas, faça você mesmo, música e canais assinados, podem revelar preferências sexuais, idade e etnia. Todos esses dados pessoais sigilosos podem ser adicionados a um perfil digital íntimo, um que o usuário possa não se sentir muito confortável em compartilhar.

    Como descobrir os dados coletados pelo Google

    Estamos falando dos seus dados. Nada mais justo do que ter acesso às informações que o Google coleta sobre você. O jeito mais rápido e fácil de ter uma visão abrangente é verificar o Google Takeout, o serviço de exportação de dados da empresa. Depois de baixar os dados com o Google Takeout, siga as instruções abaixo para ter uma ideia de como o Google vê você.

    Como proteger seus dados

    Agora que você viu o tipo de informação que está no seu relatório de dados com o Google Takeout, talvez você queira limitar o compartilhamento de dados e proteger suas informações pessoais. Afinal de contas, o Google não é a única empresa que coleta dados sobre você. Data brokers também fazem isso e, ao contrário do Google, eles ganham dinheiro com a venda dessas informações a outras empresas.

    O AVG BreachGuard ajuda você a definir as configurações de privacidade das suas contas em grandes ferramentas de busca e plataformas de mídias sociais. Além disso, a ferramenta também envia solicitações de remoção de dados a data brokers, afinal, eles não podem vender uma coisa que não têm. Mas o BreachGuard vai além. A ferramenta faz varreduras na dark web em busca de informações pessoais expostas, incluindo senhas, para garantir sua proteção em todos os cantos da internet.

    Como o Google coleta essas informações?

    A empresa usa somente sua ferramenta de busca? Não, o Google coleta informações através de muitas outras ferramentas na web. A empresa é mestre no rastreamento online.

    Uma ferramenta particularmente efetiva para isso é o rastreamento de IP. Um endereço IP é uma linha de números e letras que identifica um dispositivo conetado à internet. Mesmo que ele não revele exatamente a identidade do usuário, esse código é ótimo para identificar localizações e, algumas vezes, até mesmo o endereço exato relacionado a ele. Localização é um dado importante na customização de anúncios, uma das principais fontes de receita do Google. Assim eles podem ser mais relevantes a um determinado público alvo.

    Os sites utilizam cookies para lembrar coisas como as preferências do usuário e itens de um carrinho de compras. E da mesma forma com que os pais gostam de se preparar para a visita de seus filhos, um site quer que seus visitantes se sintam em casa.

    Cookies se ligam ao seu navegador quando você visita um novo site, coletando determinadas informações sobre você. Os sites utilizam cookies para lembrar coisas como preferências do usuário e itens de um carrinho de compras. E da mesma forma com que os pais gostam de se preparar para a visita de seus filhos, um site quer que seus visitantes se sintam em casa.

    Mas outros tipos de cookies podem te perseguir pela internet e registrar suas atividades em diferentes sites. Enquanto o rastreamento de IP coleta dados somente sobre sua localização, cookies de rastreamento de terceiros podem armazenar e revelar muitas outras informações sobre você.

    Todo esse aprendizado e customização ajuda a construir um retrato do usuário. Outras coisas que você faz na internet, como assistir a vídeos ou adicionar itens ao seu carrinho de compras, continuam a montar esse retrato. Incomodado com cookies de terceiros? Bom, você ainda tem algum poder. Uma rápida limpeza de cookies no navegador é o suficiente para acabar com toda essa informação. Além disso, muitos navegadores bloqueiam cookies de terceiros desde o início de uma sessão.

    O Google está me espionando?

    A resposta curta é sim, ele está. Mas não apenas você. O Google tem pastas com informações de todas pessoas que utilizam seus serviços. No mundo físico, seguir alguém em uma cidade - observar enquanto pessoas caminham para casa ou lêem suas correspondências, registrar as pessoas com quem interagem - seria um sinal claro de espionagem. Mesmo assim, o Google faz tudo isso e muito mais: ele rastreia para onde as pessoas vão com o Google Maps e o Waze, leem todos os e-mail do Gmail, lembram contatos da rede de seus usuários e juntam tudo isso em um perfil de dados único sobre determinado indivíduo.

    Afinal, como o Google Maps poderia definir a melhor rota para a sua casa sem saber onde você mora?

    Pensar sobre isso é perturbador, mas é importante lembrar que tudo isso são dados entregues voluntariamente ao utilizar os serviços do Google. Afinal, como o Google Maps poderia definir a melhor rota para a sua casa sem saber onde você mora?

    Com produtos ativados por voz, como o Google Assistente e o Google Home, as coisas podem ir ainda além. Mesmo que esses dispositivos não devam começar a gravar até ouvirem uma frase-chave, como “OK, Google”, algumas combinações de palavras podem soar parecidas o suficiente com o código para acionar o dispositivo, fazendo com que ele capture e armazene áudios que o usuário não tinha a atenção de compartilhar.

    Monitoração das pesquisas no Google

    Quem nunca usou o Google em busca de respostas para perguntas que nunca faria a uma pessoa de carne e osso? Podemos acreditar que nossas buscas são anônimas e que o Google é imparcial. Mesmo que nada disso seja verdade, seu histórico de busca não é monitorado pelos funcionários do Google, mas todas as buscas feitas com a ferramenta são armazenadas. Você pode encontrar seu histórico completo em Minhas atividades, com datas e horários de tudo o que você já pesquisou. Você pode até mesmo buscar pelo seu próprio histórico de busca!

    Se isso te irrita, saiba que é possível fazer pesquisas mais íntimas em uma janela incógnita não logada na sua conta Google.

    O Google vende o histórico de busca?

    O Google diz que ele nunca vende o histórico de busca de ninguém, mas a empresa usa esses dados para personalizar a experiência dos usuários em suas plataformas. O Google também aprende com esse histórico, podendo personalizar os resultados das pesquisas conforme os tipos de links clicados anteriormente para gerar links similares no futuro.

    Suas buscas também contribuem para a configuração de dados que um algoritmo usa para criar previsões de busca. Não há humanos por trás dessas previsões preenchidas automaticamente, mas somente um algoritmo que oferece sugestões baseadas na frequência em que outras pessoas pesquisam o termo, pesquisas feitas anteriormente e novas tendências.

    O que o Google faz com esses dados?

    De acordo com o próprio Google, a empresa coleta esses dados para melhorar e customizar a experiência do usuário. E geralmente os benefícios são mútuos. Veja alguns exemplos:

    Anúncios direcionados

    Depois de rastrear seus dados através de diversas plataformas e de construir seu perfil detalhado, fica muito fácil para o Google mostrar anúncios que têm mais chances de estarem alinhados com os seus interesses. Por exemplo, depois de fazer uma busca por “estúdio de yoga”, provavelmente você verá anúncios de tapetes de yoga. Esse é um tipo clássico de anúncio direcionado. Para ver o perfil de anunciante que o Google construiu sobre você, vá até Configurações de anúncios na sua conta Google. Se a sua Personalização de anúncios estiver ativada, você verá uma lista de pontos que descrevem seu perfil, incluindo seu grupo etário, interesses e hobbies. 

    Algoritmos de ajustes

    Os resultados de busca do Google são movidos por algoritmos, regras que determinam a ordem que a ferramenta apresenta os resultados, mas isso não significa que sua pesquisa será a mesma o tempo todo. Dados sobre o que as pessoas estão buscando, quais resultados são mais acessados e a qualidade da informação podem afetar o funcionamento de um algoritmo. Engenheiros podem alterar o algoritmo para favorecer diferentes fatores, como exibição preferencial de lojas maiores ao invés das menores, dando menos chance ao usuário de encontrar o que ele realmente está buscando.

    Identificação e análise de tendências

    Os dados de uma busca também são usados para abastecer o Google Trends, um site construído pelo Google que rastreia e analisa pedidos de busca. O Google Hot Trends mostra os termos mais pesquisados na última hora em diferentes países e idiomas. Juntamente com cada termo pesquisado, é possível ver um histórico das palavras mais pesquisadas nas últimas de 24 horas e links para artigos com aquele termo específico.

    Google Trends showing the interest of search terms by country.

    Rastreamento de localização

    O Google também faz seus dados trabalharem para seus usuários, usando-os para melhorar a usabilidade de diferentes aplicativos. A informação de localização é combinada com a localização de outros usuários, como por exemplo, para se ter uma ideia de como está o tráfego em uma rota para casa. Isso ajuda o Google a oferecer estimativas de atraso no trânsito e o tempo de demora de cada rota.

    O rastreamento de localização também é utilizado para dar sugestões de restaurantes, que são baseadas em estabelecimentos visitados anteriormente pelo usuário. As fotos armazenadas no Google Photos estão relacionadas à localização. Não se lembra onde tirou aquela foto espetacular de teia de aranha? Se você visitar o seu histórico de localização, verá que as fotos estão armazenadas juntamente com a localização e o horário em que foram feitas.

    Using Google's location timeline lets you see where you've been and all the location of all the photos you've taken.

    Melhoria dos produtos existentes e criação de novos

    O Google precisa de conjuntos de dados gigantescos e diversos para melhorar seus produtos existentes e criar novos. Será que seus e-mails não ficariam horríveis se não fosse pelo corretor ortográfico? O software de correção ortográfica do Google foi desenvolvido com a análise de como as pessoas corrigiam seus próprios erros durante suas pesquisas. O Google também pode ler um e-mail recebido como a confirmação de um voo e usar isso para criar um botão de “check-in” na sua janela do Gmail, antecipando uma ação futura para tornar o processo uma etapa mais rápida. 

    Será que seus e-mails não ficariam horríveis se não fosse pelo corretor ortográfico? O software de correção ortográfica do Google foi desenvolvido com a análise de como as pessoas corrigiam seus próprios erros durante suas pesquisas.

    O armazenamento de endereços IP é uma melhoria importante na segurança de contas. Caso uma conta seja acessada por uma pessoa não autorizada, o usuário pode ir até Última atividade na conta para verificar o endereço IP invasor, assim como sua localização e a data e horário do acesso. Essa informação pode ajudar a descobrir quem ganhou acesso à conta. A identificação e armazenamento de endereços IP também pode ser útil na prevenção de fraudes. Associar o endereço IP a abusos automatizados, como o envio de mensagens spams, facilita o rastreamento do autor da ação e evita ataques futuros. 

    Claro que é impossível saber as diferentes formas como os dados são processados e usados (a não ser que você trabalhe no Google). Como consumidores, devemos ficar atentos.

    O Google vende dados a outras empresas?

    Com o volume de informações que os anunciantes têm sobre os usuários, talvez você possa achar que o Google venda esses dados. O Google deixa bem claro que não é um data broker e que não vende nenhum tipo de informação pessoal de seus usuários. O que eles fazem é compartilhar dados a respeito dos usuários. A Central de segurança do Google afirma que, sem revelar a identidade a outras empresas, eles podem usar dados que incluem histórico de busca, histórico de localização, sites e aplicativos acessados, vídeos assistidos, anúncios vistos e também o gênero e a idade do usuário. Esses dados compartilhados são usados por publicitários na criação de anúncios direcionados.

    Como saber se os seus dados foram compartilhados

    Se você encontrar um anúncio na sua frente que é bastante específico, há uma boa chance de que seus dados foram compartilhados. Alguma vez você já pesquisou por uma marca de sapatos ou ficou vendo os produtos de uma loja virtual para depois sair daquela página para fazer outra coisa, mas continuou vendo anúncios daquele sapato específico que você pensou em comprar? Esse é um exemplo de como os dados são compartilhados para um anúncio direcionado.

    Essa é uma tentativa de fazer com que os anúncios sejam mais relevantes aos usuários e mais eficazes aos anunciantes. Anúncios direcionados são desenvolvidos para fazer com que o usuário clique neles, gerando mais receita ao Google e, idealmente, aumentando as vendas dos anunciantes.

    Como excluir dados dos registros do Google

    Mesmo que o Google tenha armazenado uma quantidade enorme de dados sobre seus usuários, você ainda tem o poder de excluí-los. Siga essas orientações para apagar uma atividade do seu perfil de dados:

    1. Primeiro entre na sua conta Google.

      home page of google account after log in with menu options on the left hand side

    2. Escolha Privacidade e personalização no menu à esquerda.

    3. Em Atividade e linha do tempo, escolha Minha atividade.

      Navigating to Data and Personalization from the menu option and then choosing My Activity

    4. Clique em Excluir atividade por e selecione o período desejado. Você pode escolher Todo o período, caso queira apagar todos os dados salvos.

      choosing Delete Activity By to choose a time range to delete data on your google account page

    5. E voila! Tudo feito.

    Fique atento aos dados que são importantes para você

    Estamos falando dos seus dados. Você tem que protegê-los! Depois de ler sobre todas as formas como o Google armazena seus dados, você deve ter percebido o quanto eles são valiosos. O AVG BreachGuard ajuda a gerenciar as configurações de privacidade em todas as ferramentas de busca e redes sociais para limitar a informação compartilhada nessas plataformas. O AVG BreachGuard também diminui sua pegada digital, exigindo que data brokers removam seus dados pessoais de seus bancos de dados.

    Além disso, o AVG BreachGuard monitora continuamente a dark web para verificar o vazamento de dados pessoais. Caso isso se confirme, o AVG BreachGuard envia uma notificação imediata a você para ajudá-lo a fortalecer suas defesas digitais e protegê-lo contra fraudes. Proteja suas informações pessoais com o AVG BreachGuard e evite que elas caiam nas mãos erradas.

    Conecte-se com privacidade no seu Android com o AVG Secure VPN

    Teste grátis

    Conecte-se com privacidade no seu iPhone com o AVG Secure VPN

    Teste grátis