Hoje em dia, a tecnologia é uma amante volúvel. As TVs nos espionam, as casas são mais inteligentes do que humanos e a Alexa envia nossas conversas para os russos. OK, não temos 100% certeza sobre essa última afirmação, mas isso ilustra como rumores podem se espalhar facilmente no mundo digital. Então vamos acabar com alguns mitos nos minutos a seguir.

Smartphones não pegam vírus

Hummm. Sim, eles podem pegar. Mas antes de mergulhar nisso, precisamos esclarecer algumas coisas. Do ponto de vista técnico, se há um malware no seu smartphone, provavelmente não é um vírus. Os dois termos são sempre usados de formas semelhantes, mas eles não significam a mesma coisa. Um vírus é um tipo de malware. Mesmo que existam muitas dessas ameaças por aí, nenhuma delas é tecnicamente um vírus. Não é tão comum para um smartphone ser contaminado por um malware como é para um computador, mas pode acontecer. Dispositivos Android podem ser afetados por uma variedade de vulnerabilidades e cibercriminosos estão sempre em busca de novas formas de colocar as mãos nos seus dados.

Coisas como não atualizar seus softwares, clicar em links suspeitos de e-mails e usar redes Wi-Fi públicas podem sempre te levar para o caminho de um malware. Mas é bem simples evitar essas situações. Fique sempre atento a e-mails phishing. Se uma oferta for muito boa para ser verdade, provavelmente se trata de golpe. Continue fazendo a atualização de softwares no seu dispositivo e evite usar redes Wi-Fi públicas sempre que possível. Certamente, o uso de uma VPN ajuda a manter sua privacidade em uma Wi-Fi pública, mas tenha em mente de que ela não irá te proteger contra malwares.

É muito mais improvável que um dispositivo iOS seja infectado com malware, mas novamente não é completamente impossível. Isso ocorre geralmente quando um dispositivo passou por um “jailbroken” (foi desbloqueado), deixando-o vulnerável a ataques. Para sua informação, desbloquear um dispositivo iOS envolve a mudança do sistema operacional, dando ao usuário mais controle, mas também deixando o dispositivo mais vulnerável a ameaças.

Um outro ponto a se considerar são os apps. Será que são confiáveis? Novamente, dispositivos iOS têm muito menos chances de serem infectados dessa forma (embora não seja impossível), enquanto o Android é um pouco mais vulnerável, já que permite que se baixem aplicativos fora da loja Google Play. Mas tanto o Google quanto a Apple já foram enganados, tendo hospedado aplicativos maliciosos no passado (diretamente em suas lojas de aplicativos), então antes de baixar alguma coisa, confira as avaliações e a popularidade para ter certeza de que se trata de algo legítimo.

Há diferentes formas de remover malwares do seu dispositivo, como limpeza de dados de site, reinicialização, restauração de um backup ou, caso tenha um Android, proteção com um antivírus.

Macs não pegam vírus

Odeio partir seu coração, mas eles podem e irão se infectar sim. Essa história de que Macs não pegam vírus já dura anos. Há muitos motivos para se acreditar nisso. No passado, os PCs eram, em geral, usados muito mais, então seus vírus eram reportados com maior frequência. Isso também significa que há muito mais usuários de Windows, tornando-os um alvo muito maior.

Mesmo assim, esse tem se tornado cada vez menos o caso. A popularidade do Mac tanto para usuários comuns como profissionais significa que vírus relacionados a Mac estão se espalhando mais dramaticamente com o passar dos anos. A Malwarebytes aponta um aumento de 16 milhões de exemplos em malwares para Mac em abril de 2019, representando quatro vezes mais do que o registrado anteriormente. As formas mais comuns de contaminação de Mac é por plugins de navegadores, como Flash e navegadores de terceiros, assim como ataques phishing e cavalos de Troia.

Então, a resposta rápida é: sim, eles certamente podem pegar vírus. É importante que você se muna com conhecimento, verifique seu dispositivo e mantenha seu aparelho seguro.

Computador lento? Deve ser um vírus

Essa é sempre a desculpa clássica quando um computador começa a ficar lento, mas quase sempre a causa é outra. Softwares instalados e desnecessários podem consumir toda a memória do seu computador e CPU, fazendo com que rodem, iniciem e carreguem de forma extremamente lenta. Há também o problema de programas pré-instalados que acompanham o dispositivo. Se forem esquecidos, sem atualização ou uso, eles simplesmente ocupam um espaço importante da máquina. O mesmo vale para backup e arquivos temporários do sistema. Eles já cumpriram seu propósito, mas acabaram se tornando pesos mortos. Então, antes de botar a culpa nos vírus, é melhor dar uma renovada no seu dispositivo, limpá-lo e atualizar o sistema.

Você não precisa de um antivírus

Você pode ter notado, mas a segurança online é tudo pra gente, e claro que vamos sempre defender a ideia de se ter um antivírus. Mas há um bom motivo para isso. A maioria dos PCs contam com seus próprios sistemas integrados de segurança, mas isso quase sempre não é suficiente. Ao seguir as boas práticas, como manter seu dispositivo e sistema operacional atualizados, e evitar links de e-mails suspeitos, você tem mais chance de se manter seguro. Mas você precisa de mais.

Malwares mudam a cada segundo. É por isso que você necessita se proteger com um antivírus que será atualizado constantemente, buscando por novas ameaças e formas de te proteger contra vírus, cavalos de Troia, ransomwares e muitos outros tipos de malwares. É um engano comum pensar que se pode seguir em frente sem um antivírus, mesmo que você seja super cuidadoso e não faça nada que não pareça seguro. Infelizmente, a partir do momento em que você conecta seu dispositivo à internet, você já está em risco. Pode soar dramático demais, mas é verdade. A boa notícia é que você não precisa gastar uma fortuna com um bom software antivírus. Na verdade, você não precisa gastar um centavo sequer.

Baixar o AVG AntiVirus FREE

 

O modo incógnito te mantém anônimo

Não é bem assim. Normalmente as pessoas acreditam que ficarão anônimas ao ativarem o modo incógnito durante a navegação. Seria bem fácil, né? Fácil demais, pra dizer a verdade. Certamente isso traz algumas vantagens em termos de privacidade, como não armazenar seu histórico, suas buscas ou cookies. O modo incógnito também não salva nenhum histórico das suas atividades depois que você fecha a janela de navegação. Mas isso só serve para proteger seu histórico de navegação de pessoas que podem vir a usar o seu computador. Provedores de internet, empresas de coleta de dados, serviços de mídias sociais e qualquer um que possa estar coletando seus dados online ainda podem ver, rastrear e armazenar o que você faz, estando em modo incógnito ou não.

A melhor forma de recuperar sua privacidade online é com o AVG Secure VPN, que disfarça seu endereço IP (que também revela sua localização física real) e criptografa sua conexão, além de contar com um software anti rastreamento, que pode encontrar e eliminar todos os cookies rastreadores usados por empresas e sites para coletar dados sobre você.

Faça um teste GRÁTIS do AVG Secure VPN

 

Então é isso. Os cinco boatos mais comuns em computação destruídos em menos de dez minutos (ou cinco, caso você leia rápido).

AVG AntiVirus FREE Baixar GRÁTIS