Com vendedores de dados e anunciantes rastreando todos os seus movimentos online, é muito importante proteger sua privacidade enquanto você navega pela web. Mas entre VPN, proxy e Tor, quem faz esse trabalho com mais eficácia? Todos eles podem ajudar com sua privacidade online, mas o que diferencia um do outro?

Neste artigo, você vai aprender tudo sobre as diferenças entre VPNs, proxies e Tor, adquirindo o conhecimento necessário para escolher a melhor solução para você.

O que é um proxy?

Um servidor proxy é um intermediário entre o seu navegador e a internet. Seu navegador se conecta a um proxy, que conecta seu navegador à internet. Até onde todos os sites e serviços da internet estão cientes, o proxy é a sua identidade online. Seu endereço IP atual fica escondido atrás de um proxy. Você pode configurar um proxy no seu dispositivo ou se conectar a um entre os muitos proxies baseados na web disponíveis online.

Ao ocultar seu endereço IP, um proxy pode ajudar a torná-lo anônimo na internet - apesar de que alguns proxies comunicarem o endereço IP do usuário para o site de destino. Você também pode usar um proxy para parecer que está em uma localização diferente do mundo do que a real - talvez porque você deseje acessar conteúdos com bloqueios geográficos.

O que a maioria dos proxies não podem fazer é criptografar o seu tráfego de internet. Se, por exemplo, você estiver em uma rede Wi-Fi desprotegida, qualquer um conectado à mesma rede pode espionar suas atividades. Proxies também funcionam entre aplicativos, e não é possível definir um proxy para proteger todo o seu dispositivo. A falta de criptografia é uma das principais diferenças entre um proxy e uma VPN ou o Tor.

Falando sobre VPN...

O que é uma VPN?

Assim como um Proxy, uma VPN é um servidor remoto que te conecta à internet. VPN significa “Rede Privada Virtual” ( do inglês, virtual private network). Suas possibilidades de privacidade lhe dão uma grande vantagem em relação ao proxy.

Quando você se conecta à uma VPN, ela criptografa todo o tráfego de internet entre o seu dispositivo e o servidor VPN. Uma VPN cobre 100% do tráfego de internet do seu dispositivo, incluindo não apenas o seu navegador, mas também jogos, aplicativos de mídias sociais, entre outros: se alguma coisa se conecta à internet, ela passa pela VPN. Geralmente proxies não oferecem uma proteção tão abrangente, mesmo quando você configura um no seu dispositivo.

VPNs cobrem as mesmas coisas do que os proxies, com a vantagem de criptografar todo o tráfego de internet (alguns proxies oferecem criptografia HTTPS). Uma VPN pode ocultar seu endereço IP dos serviços web que você utiliza e também permite que você altere sua localização geográfica real. É possível configurar uma VPN no Windows e no macOS tão facilmente quanto adicionar uma VPN no seu dispositivo Android ou iOS.

O AVG Secure VPN é a solução ideal para proteger sua privacidade online, estando disponível para Windows, macOS, Android e iOS. Tenha uma criptografia de classe militar que te protege contra cibercriminosos e qualquer um que tente te espionar pela web.

Faça um teste GRÁTIS do AVG Secure VPN

 

O que é Tor?

Tor é um software gratuito de código aberto administrado pelo Tor Project. Ele anonimiza seu tráfego de internet em diversas camadas de criptografia. Quando você usa o Tor, ele envia seu tráfego através de uma série de três pontos de retransmissão, chamados “nós”, para esconder seu ponto de origem antes de acessar o site que você deseja visitar. O Tor depende de voluntários para manter sua rede confiável, o que envolve milhares de nós. A maioria das pessoas acessa a rede Tor com o navegador Tor.

Cada nó remove uma camada de criptografia para revelar o próximo ponto de retransmissão do seu tráfego. Quando todas as camadas são decodificadas, a retransmissão final envia seu tráfego para o site desejado. Foi a natureza multicamada do método de criptografia do Tor que resultou em seu nome: Tor é uma abreviação para the onion router, que, em tradução livre, significa “roteador cebola”, em alusão às diversas camadas do vegetal. Claro que esse processo atual é um pouco mais complicado do que separar as partes de uma cebola, mas essa é uma boa forma de imaginar como o Tor funciona.

Na comparação entre a VPN e o Tor, é a criptografia em camadas e o sistema de retransmissão de tráfego que diferenciam esse daquele. Mas se você usa o navegador Tor para navegar pela internet, ele não irá esconder suas atividades em outros aplicativos, como uma VPN faz.

Qual é o melhor: proxy, VPN ou Tor?

Você tem três opções de privacidade online, mas entre proxy, VPN e Tor, qual vai entregar o melhor serviço para suas necessidades? O Tor é melhor do que a VPN? A VPN é mais rápida do que um proxy? Um proxy é mais fácil de usar do que o Tor?

Analisamos a diferença entre proxies, VPNs e Tor baseados em sete critérios distintos. Confira o quadro abaixo para um resumo analítico e leia o artigo para aprender mais sobre como os três se diferenciam uns dos outros.

VPN-Proxy_or_Tor (2)

Velocidade

Icon_01Na era do streaming e do conteúdo em alta definição, velocidade é fundamental. Como servidores proxy, VPNs e Tor adicionam algumas etapas entre você e a web, as três modalidades podem apresentar uma redução na velocidade de conexão, mesmo que em diferentes graus.

Proxies são bons para tarefas simples, mas tenha cuidado ao divulgar dados sigilosos ao usá-los, especialmente os gratuitos. Isso inclui acesso ao seu e-mail ou a lojas virtuais. Um proxy gratuito não é a melhor escolha para quem quer uma boa velocidade. Por outro lado, proxies pagos são confiáveis para fazer streaming. Mas como qualquer intermediário, eles também estão sujeitos à desconexão.

Muitas VPNs são rápidas o bastante para que você possa fazer streamings de vídeo, apesar de que isso não seja garantido. Se possível, selecione um provedor de VPN localizada perto de você, já que a conexão a servidores mais distantes podem prejudicar sua velocidade. Algumas VPNs conectam seus usuários automaticamente a servidores com menor tráfego. Isso serve para melhorar a velocidade de navegação, mesmo que esses servidores não estejam tão perto de você. Caso sua VPN inclua uma funcionalidade de conexão automática como essa, é bom usá-la.

Como o Tor direciona seu tráfego por seus nós de redistribuição antes de levá-lo ao destino desejado, ele costuma ser a opção mais lenta entre as três. É o preço pago pela forma como o Tor esconde um ponto de origem em sua rede de redistribuição.

Vencedor: VPN

Privacidade

Icon_02

Proxies anônimos ocultam seu endereço IP, mas proxies transparentes não. Além disso, ambos os tipos revelam-se como proxies ao servidor de destino. Enquanto alguns proxies anônimos só escondem seu endereço IP, outros vão além.

O HMA Free Proxy aplica a criptografia HTTPS a qualquer site visitado e também criptografa os URLs visitados localmente no seu computador. Dessa forma, qualquer um que tente espiar o histórico do seu navegador só verá um monte de coisas sem sentido.

Enquanto você está conectado a uma VPN, sites e serviços online poderão ver apenas o endereço IP atribuído a você pelo servidor VPN. Mas cookies e outros rastreadores no seu dispositivo ainda ficam visíveis com uma VPN. A não ser que eles sejam bloqueados de outras maneiras, você estaria permitindo que marketeiros online criassem um perfil digital único com suas preferências e comportamento por meio de um processo conhecido como impressão digital online.

Mesmo que alguns serviços possam detectar tráfego de uma VPN, eles não conseguem bisbilhotar a navegação. Há apenas uma parte que pode acessar sua identidade ao usar uma VPN: o seu provedor de VPN. É por isso que muitos provedores desse serviço enfatizam o fato de não manterem os logs de atividade dos seus usuários. Se você contratar um plano de VPN, certifique-se de escolher um provedor que esteja comprometido com a preservação da sua privacidade.

Privacidade é a prioridade do Tor: sua redistribuição criptografada é desenvolvida para ocultar seu endereço IP. Cada nó de redistribuição sabe o endereço IP do nó anterior e do seguinte nessa cadeia. O Tor é a escolha preferida de quem faz denúncias públicas, dissidentes políticos e qualquer um que tenha o anonimato como sua preocupação principal, incluindo cibercriminosos e aqueles que compram bens ilegais na internet.

Mas tenha cuidado com o Tor. Se você não configurá-lo corretamente - e muitas pessoas não fazem isso - você pode permitir o vazamento do seu endereço IP e de outras informações pessoais identificáveis. Seu provedor de internet pode identificar o uso do Tor, o que pode atrair atenção indesejada. Além disso, o Tor é mantido por voluntários. Assim, não é possível verificar quem está gerenciando cada nó de redistribuição. Você pode ficar vulnerável a agências governamentais e grupos cibercriminosos que criam nós para monitorar a atividade do Tor. Caso você use o Tor, tenha também uma VPN para esconder seu endereço IP.

Vencedor: Tor (via VPN)

Segurança

Icon_03No que se refere à integridade da sua conexão, proxies nem entram na briga. Os dois protocolos mais comuns do proxy - HTTP e SOCKS - não criptografam o tráfego de internet.

Proxies HTTPS oferecem o mesmo grau de criptografia que sites HTTPS. Se você pretende usar um proxy gratuito, certifique-se de que ele tenha suporte ao HTTPS e utilize-o para visitar apenas sites HTTPS.

VPNs criptografam o tráfego de dispositivos para seus servidores, depois o transmitem para o site ou serviço de destino. Se um cibercriminoso utiliza um sniffer, tipo de software que captura todo o tráfego que entra e sai de um computador conectado a uma rede, para interceptar sua conexão, tudo o que ele terá são dados criptografados indecifráveis. É assim, por exemplo, que as VPNs te protegem em redes Wi-Fi públicas. Mas em todos os casos, você corre risco adicional quando confia seus dados a terceiros.

Enquanto o Tor transmite seu tráfego entre seus nós de redistribuição, ele é criptografado e seguro contra olhos curiosos. E como a rota de redistribuição muda toda vez que você usa o Tor, é impossível prever para onde seu tráfego está indo. Há apenas uma vulnerabilidade flagrante na segurança do Tor: o nó de saída. Se o site que deseja visitar não usa segurança HTTPS, seria possível interceptar seu tráfego assim que você sai da rede Tor. Nem mesmo a criptografia HTTPS é à prova de falhas.

Vencedor: VPN

Compatibilidade com dispositivos móveis

Icon_04Como mencionado acima, proxies funcionam na base de aplicativos. Em dispositivos móveis, você pode descobrir que determinados aplicativos ignoram completamente seu proxy. Não há nenhuma forma de forçar um aplicativo a usar o proxy se o seu desenvolvedor não quiser.

A maioria das VPNs mais usadas estão disponíveis em todos os sistemas operacionais padrão: Windows e macOS, assim como Android e iOS. O aplicativo de VPN deveria pedir, no máximo, apenas alguns ajustes mínimos nas configurações do seu dispositivo. Caso contrário, assim que seu aparelho é ativado, sua conexão de internet está protegida.

A única solução oficial do Tor para dispositivos móveis é um aplicativo disponível apenas para Android - não há como os usuários do iOS acessarem o Tor em seus smartphones e tablets sem que recorram a aplicativos intermediários. Se você estiver usando o navegador Tor, qualquer coisa que fizer em outros aplicativos não será segura, a não ser que você os configure para acessar a rede Tor.

Vencedor: VPN

Simplicidade

Icon_05Se você deseja fazer uma navegação rápida pela web, os proxies são uma opção rápida e fácil. Nunca use um proxy baseado na web para executar atividades online que possam expor informações pessoais sigilosas, como credenciais de acesso e números de cartões de crédito.

Quando a segurança é mais importante, uma VPN não é muito mais complicada do que um proxy. Você terá que seguir o processo de configuração de conta e baixar um aplicativo, mas depois da instalação de uma VPN, você pode ativá-la com o simples clique ou toque de um botão.

A instalação e uso do navegador Tor é tão fácil quanto a de qualquer outro navegador. Faça o download, instale, complete o processo de configuração e depois insira o URL que gostaria de visitar. O seu anonimato pode falhar caso você mude alguma das configurações padrão do Tor, como o registro ou não do seu histórico de navegação.

Vencedor: Proxy

Streaming

Icon_06

Proxies e VPNs podem suportar o streaming de conteúdo, caso esteja conectado a um servidor rápido e estável. Caso queira acessar um conteúdo do seu país enquanto está no exterior, todas as três opções podem permitir isso, mesmo que não no mesmo grau e capacidade.

Geralmente, uma VPN oferece a velocidade de internet mais rápida e consistente, sendo, assim, a melhor escolha para streamings. Entretanto, alguns provedores de conteúdo bloqueiam conexões de VPNs conhecidas para evitar com que as pessoas contornem restrições geográficas.

Vencedor: VPN

Legalidade

Icon_07Muitos países já baniram, restringiram ou censuraram o uso de VPNs e do Tor. Você pode até ter problemas caso use esses serviços nesses locais.Em outros países, ferramentas de privacidade de internet podem não ser oficialmente ilegais, mas por causa de leis de censura na internet, você pode ultrapassar o limite ao assistir ou postar certos tipos de conteúdo.

Mesmo nas regiões em que o Tor é permitido, seu uso pode atrair a atenção de agências governamentais por conta de sua associação a dissidentes políticos, ativistas, denunciantes e a dark web.

Alguns países baniram também os proxies, mas as restrições contra eles são, na maioria das vezes, a menor entre as três opções de privacidade. Sempre estude as leis do país que for visitar antes de usar alguma ferramenta de segurança na internet.

Vencedor: Proxy

A melhor escolha para você

Como você pode ver, quando falamos de proxies, VPNs e Tor, não há uma resposta objetiva no que se refere à melhor escolha entre os três para todas as situações. É melhor considerar o motivo pelo qual deseja usar uma dessas ferramentas. Cada uma dessas opções tem suas vantagens, mas também situações nas quais não serão tão úteis.

Quando usar um proxy

  • Para contornar restrições geográficas de conteúdo de vez em quando.
  • Se você não precisa executar nenhuma atividade online que envolva a divulgação de informações pessoais sigilosas.
  • Quando precisa de proteção básica de IP com um proxy anônimo, mas não precisa criptografar seus dados.

Quando usar uma VPN

  • Se você deseja criptografar todo o tráfego que entra e sai do seu dispositivo.
  • Para esconder seu endereço IP e localização real (menos do seu provedor de VPN).
  • Para contornar restrições de internet com frequência (o que pode ser ilegal, dependendo de quem estiver fazendo a restrição).
  • Quando tiver que se conectar em uma conta pessoal usada em uma rede Wi-Fi pública.

Quando usar o Tor

  • Ao proteger seu anonimato acima de qualquer coisa e evitar rastreamento (e planeja acessar apenas sites com protocolo HTTPS).
  • Quando deseja publicar material sigiloso como um denunciante, dissidente político ou outro tipo de ativista.
  • Se você tem o conhecimento necessário para configurar seu dispositivo para usar a rede Tor ou deseja usar o navegador Tor para proteger sua navegação.

É possível usar VPNs, proxies e Tor ao mesmo tempo?

Você pode combinar uma VPN tanto com o Tor quanto com proxies baseados na web. Se você se conectar a uma VPN e depois direcionar seu tráfego para um proxy baseado na web, é possível usar ambos os serviços simultaneamente. Caso você tenha tanto um proxy baseado no dispositivo quanto uma VPN, você só pode usar um deles de cada vez.

Ao combinar uma VPN com Tor, você também pode decidir como fazer isso: é possível usar o Tor para acessar sua VPN ou usar a VPN para se conectar ao Tor. A primeira opção permite que você acesse sites que tipicamente bloqueariam o tráfego dos nós de redistribuição do Tor, enquanto a última esconde o uso do Tor do seu provedor de internet.

  • Tor sobre VPN: Você se conecta à sua VPN, depois acessa a internet pelo Tor. Esse método é mais usado por pessoas que foram bloqueadas da rede Tor.
  • VPN sobre Tor: Você se conecta à VPN depois que seu tráfego sair do nó de redistribuição da rede Tor. Isso evita que os sites acessados te identifiquem como um usuário Tor.

O jeito fácil de proteger sua identidade online

A combinação de privacidade, segurança e simplicidade encontrados em uma VPN é difícil de bater. O AVG Secure VPN para Windows, macOS, iOS e Android oferece criptografia topo de linha para todo o seu tráfego online com um túnel privado na internet. Proteja sua Wi-Fi, bloqueie espiões e bisbilhoteiros, e controle sua privacidade online com uma VPN.

Faça um teste GRÁTIS do AVG Secure VPN

AVG Secure VPN para Android

Experimente GRÁTIS
AVG Secure VPN Experimente GRÁTIS