Blog AVG Signal Segurança Internet O que são fake news e como você pode identificá-las?
What-Is-Fake-News_Hero

O que é fake news?

Fake news é desinformação apresentada com notícias verídicas. O objetivo das fake news é mudar a maneira como as pessoas pensam sobre eventos, pessoas e fatos reais. Muitas fake news se tornam virais devido ao sensacionalismo.

Este artigo contém:

    É fácil escolher alguns fatos de uma história e construir uma narrativa emocional. Leitores entusiasmados compartilham a postagem sem verificar a fonte. Os criadores de fake news aumentam intencionalmente o apelo emocional das histórias que contam para encorajar o compartilhamento e a discussão impulsivos.

    Exemplos de fake news

    Você pode aprender a reconhecer fake news se conhecer alguns exemplos. Alguns deles são inofensivos, enquanto outros podem ser usados para promover teorias de conspiração destrutivas. 

    Veja alguns tipos comuns de fake news para que você possa identificá-las melhor.

    Deepfakes

    O mais novo tipo de fake news, deepfakes sobrepõem o rosto ou a cabeça de alguém no corpo de outra pessoa em um vídeo de ação completo, tornando possível criar um vídeo de qualquer pessoa fazendo ou dizendo qualquer coisa. A maioria dos deepfakes cai no “vale de estranheza”, um termo que descreve como os vídeos digitais (ou robôs) se tornam profundamente perturbadores à medida que se tornam mais realistas.

    E conforme a tecnologia é aprimorada, não há como dizer o quanto os deepfakes podem se tornar convincentes em alguns anos. Portanto, é crucial avaliar criticamente tudo o que você vê na internet.

    Clickbait

    Clickbait existe por um motivo: ser clicado. Clickbait dirá e mostrará qualquer coisa para fazer você clicar. Todo site quer encorajar cliques, mas o clickbait faz isso por meio de enganação, sensacionalismo ou ambos.

    Um exemplo de clickbait com o título: “Homem tenta abraçar um leão selvagem, você não acreditará no que aconteceu!”Este homem é na verdade um zoólogo profissional que trabalhou com este leão por anos.

    Os artigos de clickbait podem ser usados por hackers e em ataques de phishing para te induzir a visitar sites maliciosos que podem infectar seu dispositivo com malware ou coletar seus dados pessoais. 

    É mais seguro evitar o clickbait, a menos que você esteja protegido por um antivírus poderoso como o AVG AntiVirus FREE.

    Propaganda

    A propaganda é quando um escritor tenta estrategicamente enquadrar um argumento político ruim. Como as fake news são tão fáceis de criar e tão difíceis de identificar, propagandas como essas se tornaram um fundamento da política moderna.

    A propaganda pode alguns fatos, mas eles são apenas uma introdução a um apelo emocional. Um cientista faz uma observação isolada, e o redator prossegue dizendo: “Está vendo? Caso encerrado”. Os leitores confiarão no autor e compartilharão o artigo sem pensar duas vezes.

    A propaganda moderna procura validar crenças pré-existentes e estimular ações das pessoas que já concordam com elas. Isso é conhecido como viés de confirmação, quando optamos por consumir informações que confirmam as crenças que já temos.

    Para identificar propaganda, você precisa entender seus próprios preconceitos e reconhecer quando eles estão sendo usados contra você. É mais fácil detectar notícias falsas quando você está aberto a novas ideias.

    Notícias tendenciosas

    Algumas fontes de notícias têm uma tendência ideológica clara. O viés político nos meios de comunicação é tão comum que pode ser rastreado e representado graficamente.

    Notícias tendenciosas e propaganda podem distorcer fatos, apresentar informações que reforçam opiniões falsas ou apresentar comentários especulativos. A distinção entre propaganda e notícias tendenciosas se resume à quantidade de desinformação presente e o quanto as opiniões pessoais do escritor estão embutidas no artigo.

    Mas o “comentário” não é o único elemento que pode tornar as notícias tendenciosas: as frases e o contexto também podem distorcer a forma como uma história da vida real é percebida. Veja aqui um exemplo do furacão Katrina:

    Um exemplo de escolha diferente de palavras que contam uma história diferente.A forma como uma história é enquadrada afeta a forma como o público a percebe. (fonte: AP, AFP)

    Cada uma das palavras saquear e encontrar conta uma história diferente. Então, o que você faz quando encontra histórias com esse tipo de enquadramento?

    Use sites de notícias confiáveis. Fontes de notícias confiáveis geralmente apresentam um relato equilibrado dos fatos, especialmente quando considerados em conjunto. Mesmo assim, muitos sites supostamente neutros e confiáveis podem ter redatores altamente tendenciosos na equipe. Por isso, fique sempre atento.

    Trate o que você vê nas redes sociais com ceticismo. Os tweets ou tópicos populares podem oferecer uma ideia e mostrar como outras pessoas desenvolveram pontos de vista, mas evite “câmaras de eco” ou grupos com uma inclinação ideológica predefinida. Os grupos do Facebook são muito propensos a serem um câmera de eco.

    Jornalismo ruim

    Às vezes, fake news não são maliciosas nem mesmo intencionais: são apenas jornalismo ruim. Quem as escreve pode ter entendido errado os fatos, errar ao citar pessoas ou interpretar mal os dados. Então, eles podem tirar conclusões erradas com base nessas informações falsas.

    Veja um exemplo:

    Um exemplo de reportagem que omite informações importantes e distorce os fatos.Interpretações incorretas dos dados levam a más conclusões.

    Isso é tecnicamente verdade, mas é incrivelmente enganador. Embora apenas 6% dos atestados de óbito mencionados neste tweet tenham informada a COVID-19 como a causa da morte, isso ocorre porque esses atestados listam a causa mais imediata da morte. Na realidade, todas essas pessoas morreram devido à COVID-19. Se não diretamente da doença, pelo menos de complicações relacionadas.

    A maneira mais fácil de detectar jornalismo ruim é nunca confiar em apenas uma fonte. Um artigo mal escrito também pode ser sinal de que o site não é legítimo, o que também significa que ele pode estar cheio de anúncios com malware, chamados de malvertising. (Claro, sites legítimos não estão imunes e muitos também foram atingidos por campanhas de malvertising.)

    Ao visitar um site com anúncios maliciosos, seu dispositivo pode ser infectado assim que você acessar a página. Mas você pode evitar esses ataques com o AVG AntiVirus Free. O Módulo Sites Falsos integrado evita que você acesse sites fraudulentos, enquanto nosso Módulo Internet verifica se há malware oculto nos arquivos antes de baixá-los no seu computador.

    Como identificar fake news

    Aprender como identificar fake news está relacionado com o desenvolvimento de boas habilidades de pensamento crítico.

    Pratique avaliar uma história de vários ângulos e você rapidamente se tornará especialista em identificar artigos de fake news.

    Depois de pegar o jeito, identificar fake news não é difícil. A maioria dessas dicas exigem alguns minutos de esforço. Se você puder fazer isso, não terá problemas para aprender a evitar fake news.

    Da próxima vez que você vir uma notícia suspeita, analise as seguintes dicas de nossa lista de verificação de fake news:

    Confira a fonte

    Em que site a notícia estava? Sites de fake news imitam fontes legítimas de notícias para enganar as pessoas. Acesse um pouco do conteúdo do site e ficará claro se ele é falso ou confiável.

    Você também pode verificar fake news se pesquisar o nome da fonte com a palavra “confiável”.

    Os principais resultados do Google para a consulta “é OAN confiável”, indicando que o meio de comunicação tem um viés político de extrema direita.Uma pesquisa rápida do Google mostra que OANN tem um viés de extrema direita.

    Você terá uma ideia do que outras pessoas disseram sobre essa fonte e conhecerá os vieses que ela possa ter.

    Verifique se há mais alguém cobrindo a história

    Pesquise outros artigos sobre a mesma história. Se todos os links levarem de volta à mesma fonte de notícias, não acredite nela. É bem simples.

    Vá além do título

    Leia o artigo para ter uma ideia da história completa. Alguns jornalistas deixam uma informação crucial para o final da notícia. Às vezes, um pequeno fato pode destacar como o título do artigo distorce toda a história.

    Confira esta reportagem britânica sobre um incidente em que a cantora islandesa Bjork atacou um repórter. O comentário principal aponta como o repórter esperou até o final do trecho para contextualizar o incidente, tornando a história muito mais sensacionalista.

    Uma captura de tela de um vídeo do YouTube com o título “Bjork ataca um repórter”.Um título sensacionalista pode levar os leitores a interpretar mal uma história…

    img_06… a menos que o leitor leia mais para descobrir o contexto correto.

    Pesquise o autor

    O corpo da obra de um autor e as contas de mídia social podem revelar seus preconceitos e tendências. Pesquise a presença online do escritor para avaliar se o jornalista escreveu a notícia de boa-fé ou se é fake news.

    Examine as fontes e dados de apoio

    Qualquer artigo que valha a pena ler tem muitas referências. Um artigo sem citações deve ser visto como um artigo de opinião. Se há citações, olhe para onde elas levam. Eles podem apontar para sites de notícias não confiáveis.

    Verifique a data do artigo

    Uma notícia ou vídeo de meses ou anos atrás pode aparecer nas discussões de eventos atuais, sendo ou não relevante. Histórias mais antigas podem ainda ser perturbadoras, mas não devem ser usadas como evidência de um problema contemporâneo.

    Descubra se é uma piada

    The Onion e The Daily Mash são sites de notícias satíricos. Os artigos nesses sites são frequentemente para notícias reais, mas basta uma rápida olhada em outros artigos no site para saber que eles são todos satíricos.

    Uma imagem de uma notícia obviamente falsa do The Onion.Um pouco de sátira óbvia publicada pelo The Onion.

    Siga seus instintos

    Se algo não “parece” certo, provavelmente não é. Ninguém tem uma vantagem inicial para detectar fake news, e muitos de nós ainda cometem erros. Trate as notícias online com ceticismo. Manchetes escritas para chocar ficarão bastante evidentes.

    Quando as fake news nasceram?

    O termo fake news existiu ao longo do século XX, mas realmente se tornou parte do léxico popular durante as eleições presidenciais de 2016 nos EUA. 

    Naquela época, o Buzzfeed descobriu que as fake news no Facebook estavam obtendo mais visualizações do que as reais. Centenas de adolescentes na Macedônia estavam escrevendo histórias sensacionais para ganhar dinheiro com anúncios do Facebook. Os meios de comunicação chamaram esses artigos de “fake news”. 

    Por um breve período, foi só isso: artigos com manchetes ultrajantes, criados para obter cliques. Mas em breve, eles cresceriam e se tornariam uma força influente na política global.

    A ascensão das fake news

    As coisas saíram do controle quando Donald Trump começou a usar a frase para descrever qualquer coisa de que não gostava. Seus seguidores interpretaram isso ao pé da letra, acreditando que Trump estava sendo perseguido pelo establishment político e os principais meios de comunicação.

    A confiança do público na mídia despencou. Como um hashtag viral, #fakenews se tornaram incontroláveis. Agora, o termo é frequentemente usado por políticos e repórteres para descrever artigos escritos para ganho político ou financeiro.

    Por que fake news se tornam virais?

    Notícias falsas se tornam virais porque as pessoas ficam naturalmente entusiasmadas com manchetes sensacionais. Gostamos de ver nossas crenças confirmadas e nos expressaremos compartilhando histórias antes de verificar a veracidade com uma verificação de fake news. Quando as redes sociais entram em cena, as fake news se tornam virais muito rapidamente.

    Muitas fontes de fake news se preocupam apenas com a quantidade de cliques que recebem e criarão histórias destinadas a tocar as crenças e preconceitos de seu público. Embora as fake news virais geralmente resultem em consequências no mundo real, as pessoas por trás delas geralmente pensam apenas em dinheiro.

    Quais são as principais fontes de fake news?

    Sites de fake news existem para gerar receita publicitária e estão por toda parte. Esses sites parecem reais, mas grande parte do conteúdo é clickbait e propaganda. “Contas de bot” em plataformas de redes sociais ajudam a espalhar essas histórias, enquanto legitimam suas ideias por meio da repetição. Ao mesmo tempo, meios de comunicação respeitados são acusados de espalhar notícias políticas falsas por líderes e outras pessoas que não gostam do conteúdo desses meios.

    Embora os criadores de fake news possam não ser motivados apenas pela política, elas floresceram no clima político tenso atual. Sempre verifique as notícias antes de compartilhá-las com amigos ou familiares.

    Proteja-se contra sites perigosos de fake news

    Sites inseguros que não respeitam a verdade provavelmente também não respeitam sua privacidade. Um site que usa táticas duvidosas para ganhar dinheiro não hesitará em roubar seu cartão de crédito e outras informações pessoais. Esses sites colocam anúncios em páginas que contêm código oculto para baixar malware no seu computador, como se fosse uma parte importante do modelo de negócios deles. 

    Com essas dicas, você pode evitar ser vítima de fake news; Mas, claro, todos cometemos erros, por isso, você deve reforçar as defesas do seu computador com um bom antivírus. 

    O AVG AntiVirus FREE é projetado por especialistas em segurança para acompanhar os desenvolvimentos da segurança na internet. Portanto, você pode ter certeza de que ele alertará sobre qualquer problema que você possa encontrar na internet. Experimente hoje grátis.

    Proteja seu Android contra ameaças com o AVG AntiVirus

    Instalação gratuita

    Proteja seu iPhone contra ameaças com o AVG Mobile Security

    Instalação gratuita