Hoje em dia, quase todo mundo gosta de compartilhar coisas online. Fazer check-in pelo Facebook no seu restaurante favorito, marcar com hashtag no Instagram as melhores cervejas da cidade ou descarregar toda a sua raiva com um post no Twitter por causa de mais um atraso no transporte público. E isso é só o começo. Mesmo que o compartilhamento seja um tipo de carinho (todo mundo adora fotos do churrasco de domingo), talvez você esteja compartilhando um pouco demais sobre sua vida.

Distribuindo as respostas das suas perguntas de segurança para acesso de suas contas?

Hoje em dia, essas questões podem ser um tanto genéricas. Qual foi sua primeira escola, o nome do seu primeiro animal de estimação, seu professor favorito, etc. Essas perguntas geralmente são usadas quando você esquece seu nome de usuário ou sua senha de uma determinada conta que deseja acessar. Isso é muito útil para quem não tem uma boa memória (o que é bastante comum), mas também é muito conveniente para cibercriminosos. Os bandidos estão cada vez mais espertos. Eles estudam cuidadosamente suas vítimas pela internet à procura de oportunidades e brechas, especialmente quando podem levar uma boa grana ao fim da operação.

Obviamente, você não está espalhando as respostas para as suas perguntas de segurança (se estiver, simplesmente pare), mas há muitas formas como os cibercriminosos podem consegui-las. Imagine que suas perguntas de segurança do Paypal são algumas das mencionadas acima. O animal de estimação mais querido, a primeira escola, o melhor professor. Agora pense nas informações que você compartilha em mídias sociais.

  1. Fotos como a da hashtag #TBT, no Instagram, com imagens do dia em que o Totó chegou na sua casa? Mas que querido. Aquelas patinhas e aquela carinha tão fofinha. Agora sabemos o nome do seu animal de estimação favorito.
  2. Festa com ex-colegas de colégio com lista aberta no Facebook? Você marcou que iria comparecer? Agora sabemos qual foi sua primeira escola.
  3. Nem aí para a segurança do seu antigo perfil no Facebook? Basta uma pesquisa rápida na sua lista de amigos abertos para encontrar alguém listado como professor, excluir os resultados negativos e finalizar o trabalho.
  4. E assim temos todas as respostas para as suas perguntas de segurança. Vamos esvaziar sua conta ligada ao Paypal. Até mais tarde e obrigado pelo dinheiro.

Isso pode soar dramático, mas é exatamente assim que os criminosos cometem fraude de identidade. Para uma versão ainda mais dramática, veja essa parte do filme “Truque de mestre”.


E o que dizer daqueles joguinhos divertidos?

Descobrir que tipo de comida você é, qual carreira combina mais com você ou simplesmente um comentário em um post de uma comunidade amigável sobre fotos de gatos parecem atividades inocentes. Até podem ser. Mas quando você está fornecendo informações sobre sua vida na internet, é preciso pensar com cuidado sobre o que exatamente está sendo compartilhado. Seus dados pessoais valem mais do que você imagina para os cibercriminosos. Então, quando você participar de um jogo divertido que pergunta quais seus pratos e cidades favoritas, pense com cuidado se realmente vale a pena fornecer esse tipo de informação-chave sobre sua vida. Nas mãos erradas, essa informação pode ser usada exatamente das formas que discutimos acima.

Os riscos do compartilhamento de localização

Compartilhar e falar sobre sua localização é uma das coisas mais fáceis de fazer. Você pode dar um check-in em um bar descolado, atualizar seu status sobre quais filmes está assistindo ou exibir aquele lugar privilegiado na janelinha do avião enquanto você parte para mais uma viagem - mas postar sobre essas coisas rotineiras pode, na verdade, colocar sua segurança em risco. A razão é que, ao fazer isso, mesmo que todos possam comentar e compartilhar da sua alegria, você também permite que muitas outras pessoas saibam que está fora de casa.

É realmente simples assim. Por exemplo, uma reclamação sobre o atraso do transporte público. Bem, um ladrão pode descobrir o ponto em que você está enquanto não há ninguém na sua casa. Parece improvável? Infelizmente não é.

O que você pode fazer?

Bem, a primeira coisa é parar de compartilhar informações sobre você na internet. Pense sempre duas vezes antes de postar qualquer coisa. Você realmente precisa compartilhar sua localização? Pense sobre quem pode ver o post e se há alguma informação pessoal incluída. Vale a pena proteger seus dados pessoais em mídias sociais.

6 dicas úteis para acabar com o super compartilhamento:

  1. Conheça e confira regularmente as configurações de privacidade da sua conta no Facebook para ter certeza de que seus posts podem ser vistos somente por seus amigos.
  2. Não compartilhe publicamente nada que pode revelar sua localização, como sua cidade, data de nascimento ou número de celular.
  3. Selecione bem suas amizades. Não aceite qualquer um, mesmo que você acredite conhecê-los, sempre confira antes.
  4. Animado com o feriado que está chegando? Ótimo. Diga aos seus amigos pessoalmente, não compartilhe isso na internet.
  5. Evite postar qualquer coisa sobre sua rotina. Vai com um(a) amigo(a) para a academia toda segunda à noite? Bom pra você. Mas mantenha isso no mundo offline.
  6. Localização, localização, localização. Desative isso. Sempre!

Esses passos básicos podem colocar você no caminho certo e seguro no que diz respeito ao compartilhamento online.

E não precisa acabar aqui. Mesmo que sua boca seja um túmulo no mundo virtual, ainda é possível adivinhar as respostas para as suas perguntas secretas com as suas informações mais básicas. Esta é simplesmente a natureza do mundo em que vivemos hoje.

Como manter suas questões de segurança protegidas

  • Minta sobre suas respostas. Desde que você se lembre delas, nada mais importa. Elas não têm que ser completamente verídicas.
  • Digite suas respostas com caracteres diferentes. Por exemplo, em vez de “Dinheiro”, por que não usar D1n$y ou D1nh31r00?
  • Use um gerenciador de senhas para que você tenha senhas diferentes e aleatórias para todas as suas contas e possa salvar suas respostas de segurança em um só lugar.

Então é isso, seu guia rápido sobre os perigos do super compartilhamento online. Esperamos que, caso tenha compartilhado coisas demais pela internet, isso te coloque no caminho certo. E caso não esteja, excelente! Tenha uma boa navegação.

AVG Secure VPN Experimente GRÁTIS