Então, torradeiras inteligentes estão agora na moda:

Toasteroid ad

Eu sei. Deus nos ajude. E vamos precisar de ajuda. Porque se você acha que isso é apenas uma besteira e não diz respeito a você, você está muito enganado.

A Internet das Coisas está chegando, queira ou não

As empresas e analistas financeiros estão gritando “a Internet das Coisas está chegando! A Internet das Coisas está chegando!” como profetas loucos, já há alguns anos. E o motivo para eles babarem sempre que o assunto vem à tona é porque eles podem praticamente sentir o gosto do dinheiro que ela trará.

Veja, a possível vantagem para as empresas entrarem no jogo do “smart” é enorme. Dispositivos conectados oferecem muitos dados detalhados sobre você como consumidor para serem ignorados. Dados que podem ser usados para melhorar produtos, serviços, vendas e marketing. Ou que podem ser vendidos a outros anunciantes.

Você não poderá evitar itens conectados.

E você não poderá evitar itens conectados. Dispositivos antigos ficarão obsoletos. Quando você começar a substituir sua TV com defeito, sua geladeira quebrada, seu carro ineficiente (e até sua velha torradeira usada), você não poderá encontrar esses produtos sem alguma forma de chip integrado e conexão sem fio.

(É realmente fácil prever uma linha completa de marcas de butique fornecendo máquinas em estilo antigo que “funcionam igualzinho” às da época do vovô. Mas elas não serão baratas. E quem quer comprar uma torradeira de butique, de qualquer maneira?)

Então, não importa o quanto pareça tolo, a torradeira acima definitivamente será um fenômeno. De fato, ela já concluiu sua campanha no Kickstarter.

Então, o que há de errado em uma torradeira inteligente?

Sei o que você está pensando: é apenas uma torradeira, certo? Não é o exterminador.

Não, não é o exterminador.

Mas é um dispositivo conectado que provavelmente não terá segurança adequada. Não há benefício financeiro em fazer o trabalho duro e investimentos para proteger esses dispositivos e estabelecer um sistema para distribuir atualizações quando vulnerabilidades forem descobertas e precisarem de correções.

Todos os fabricantes declaram agora que os dispositivos fabricados por eles serão seguros. Mas, até o momento, seu histórico na área é mais que apenas irregular.

Os fabricantes de smartphones (um setor inteiro especificamente dedicado a fabricar dispositivos conectados que contêm dados e informações financeiras sensíveis sobre seus usuários) provaram ser incapazes ou desinteressados em manter o Android atualizado (e assim, protegido contra os piores exploits), apesar da maioria do trabalho ser feito para eles pela Google.

Devemos realmente esperar que os fabricantes de torradeiras inteligentes façam mais que os fabricantes líderes de telefones Android?

Qual é o perigo real da Internet das Coisas?

Eu sei, eu sei. Grande coisa! É apenas uma torradeira. Alguém pode encontrar uma maneira de desfigurar minha torrada com uma imagem que não é segura no trabalho, quanto mais para comer no café da manhã. E daí?

Os criminosos podem fazer muito mais do que mostrar tomadas do “Skinemax” em sua torrada.

Na verdade, eles podem fazer muito mais do que invadir sua torradeira e exibir tomadas do “Skinemax”. Eles podem:

  • Acessar suas contas: torradeiras inteligentes se conectam frequentemente com sua agenda e a exibe. O que significa que eles podem acessar sua agenda e através dela, todas as suas contas online.
  • Acessar sua carteira: se uma torradeira inteligente permitir comprar pão ou outros itens, seja qual carteira online você tenha vinculada, ela também pode ser acessada por quem acessar a torradeira.
  • Ser usada como parte de um exército de bots: essa torradeira inteligente na verdade tem recursos de processamento e rede impressionantes, que podem ser usados para alimentar e disseminar malwares e ataques diretos.
  • Permitir que ladrões façam o reconhecimento da sua casa: planejar uma invasão é muito mais fácil com um informante. Uma torradeira configurada para funcionar apenas quando você está em casa ou que mantém um registro de quando é usada com mais frequência pode ser o melhor de todos os informantes, informando aos ladrões quando você está e não está em casa.
  • Queimar sua casa: para citar um filme do Batman: “porque algumas pessoas só querem ver o mundo pegar fogo”. Uma torradeira invadida que não pode ser desligada poderia muito bem fazer isso.

E tudo isso apenas com uma torradeira.

Imagine o que a câmera de sua smart TV pode mostrar para as pessoas, como sua geladeira inteligente poderia compartilhar seus hábitos alimentares com sua seguradora (o que poderia aumentar seus prêmios) ou quanto seu medidor inteligente facilitaria roubar sua energia.

Não me entenda errado: a Internet das Coisas tem muito potencial para melhorar nossas vidas. Porém, a menos que a segurança tenha seu lugar de direito no design e produção, estaremos criando um campo minado que nenhum de nós estará preparado para enfrentar.

Gostou desse? Tente esses: