O termo malware é uma contração d “malicious software” (software maligno). De maneira simples, malware é qualquer parte de software que tenha sido escrita para causar danos a dados, dispositivos ou pessoas.

Quando você ouve falar de vírus, cavalos de Troia, spyware e similares, isso significa, na realidade, diferentes tipos de malware.

Todos conhecemos a imagem popular do hacker rebelde, testando suas habilidades e talentos contra qualquer sistema que ele tenha decidido desafiar. Hoje, porém, desenvolvedores de software "black hat" frequentemente vendem suas habilidades para quem oferecer mais.

Podem ser organizações criminosas que procuram por ferramentas para operar no mundo digital, ou agências de inteligência governamentais procurando por acesso a dados trancados em computadores, redes e dispositivos móveis de seus alvos.

O que faz o malware?

A maneira que o malware utiliza para causar danos pode ser útil para categorizar o que tipo de malware com o qual você está lidando. A lista a seguir relaciona classes comuns de malware, mas não pretende ser definitiva:

  • Vírus: como seus homólogos biológicos, os vírus prendem-se a arquivos limpos e infectam outros arquivos limpos. Eles podem se espalhar sem controle, danificando funções centrais de um sistema e excluindo ou corrompendo arquivos. Eles normalmente aparecem como um arquivo executável.
  • Cavalo de Troia: esse tipo de malware se disfarça de software legítimo, ou está incluído em software legítimo que foi violado. Ele tende a agir discretamente e criar “portas dos fundos” em sua segurança para permitir a entrada de outros malwares.
  • Spyware: Nenhuma surpresa aqui: spyware é malware projetado para espioná-lo. Ele se esconde em segundo plano e anota o que você faz online, incluindo suas senhas, números de cartão de crédito, hábitos de navegação e muito mais.
  • Worms: worms infectam redes inteiras de dispositivos, sejam locais ou através da Internet, usando as interfaces de rede. Eles usam cada máquina infectada consecutiva para infectar mais.
  • Ransomware: também chamado de scareware, esse tipo de malware pode bloquear seu computador e ameaçar apagar tudo a menos que um resgate seja pago.
  • Adware: embora não sejam malignos por natureza, softwares de publicidade especialmente agressivos podem minar sua segurança apenas para servir anúncios a você, o que pode servir de porta de entrada para vários outros malwares. Além disso, vamos admitir: pop-ups são realmente irritantes.
  • Botnets: botnets são redes de computadores infectados que são forçados a trabalharem juntos sob o controle de um invasor.

Como remover malware?

Cada forma de malware tem sua própria maneira de infectar e danificar computadores e dados e cada uma delas exige um método de remoção de malware diferente. Evitar emails, links ou websites suspeitos é um bom hábito online para ser cultivado, mas é só uma parte do trabalho: os invasores podem, ocasionalmente, até comprometer websites legítimos.

A única maneira de realmente ficar protegido ou remover uma infecção é usar software antimalware, mais comumente chamado de antivírus. As melhores ferramentas de remoção de malware estão incluídas no antivírus mais avançado e até mesmo as gratuitas, como o AVG AntiVirus FREE, possuem tudo que você precisa para ficar em segurança contra as ameaças mais comuns.

Compartilhe essa história:


Tópicos relacionados:

Segurança

Gostou deste artigo? Tente esses:

Pular para o conteúdo Pular para o menu